Não é hora de Moro assumir os “laços de família” com o partido do “Mito”?

Enquanto os deputados bolsonaristas fazem um “catadão” de parentes e funcionários para lotar o ato de lançamento do “Partido da Família Bolsonaro”, oficialmente “Aliança pelo Brasil”, aproxima-se também a curiosidade de quem será a estrela “extra-filhos” da festa.

Sergio Moro que, agora como ex-juiz, não teria problemas para filiar-se ao um partido e provar a sua condição de “terrivelmente bolsonárico”, reacendendo as chances de ganhar uma cadeira no Supremo ou residência no Palácio do Jaburu a partir de 2022?

Depois da revelação do ex-ministro Gustavo Bebianno de que negociava o Ministério quando ainda ocupava a cadeira de juiz da Lava Jato, convenhamos, não seria honesto assumir formalmente a condição de filho político adotivo de Jair Bolsonaro?

Afinal, o próprio presidente reconheceu que se Moro não tivesse “cumprido sua missão” ele não estaria no Planalto.

Não é mais que hora do “reconhecimento de paternidade”?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

9 respostas

  1. A EXISTÊNCIA DESTE —DELINQUENTE —-CHAMADO SERGIO MORO ,SÓ PODEMOS ATRIBUI-LA A PERDA DE VERGONHA DOS IMBECIS.
    Eles sempre foram pudorosos,ensaiavam desculpas do tipo “não me intereso por política”,” sei lá ,espero que dé certo””” e bla,bla,bla.
    Como diría Nelson Rodrigues ,eles perderam a vergonha, e nós ,apavorados ,descobrimos que são maioría ,e são mesmo.
    Sempre digo pros meu filhos ,se a gente consegui-se eliminar os que desprezam o intelecto ,porque são preguiçosos,relapsos,idiotas ( e é a maioría) o mundo sería melhor.
    Assim caminha o VAGABUNDO CRIMINOSO SERGIO MORO à procura do seu destino,acabar execrado pelos mesmos que o endeusaram.

    1. Por uma política de preservação das mulheres – principalmente, as mães – que tal FDC (féla dum corno), Sérgio?

  2. O novo partido do Ajuntamento da Pilantragem Bolsonarista é mais um escárnio dessa súcia que decidiu emporcalhar o ambiente deste país. A fedentina sobe no calor da estação, que promete ficar ainda mais quente, e se espalha por todos os rincões da colônia, assanhando a praga evangélica, conduzida pelos seus lavadores de dinheiro santo, psicopatas “terrivelmente evangélicos” e tarados “ungidos” de todo gênero, sem esquecermos as loucas que se penduram em árvores. Até quando este país miserável e sem coluna vertebral irá tolerar essa corja?.

  3. Moro &Bolso. Bolsonaro disse que não estaria no Planalto se Moro não tivesse cumprido sua missão. Disse assim mesmo, na cara de quem não lhe entendeu e na cara de quem lhe entendeu perfeitamente, para ele tanto faz. Francamente, nem a Bolívia, onde o golpe dos ladrões de lítio foi dado através de 60.000 contas falsas a dispararem fakenews, nem mesmo ela mereceria uma dupla como essa.

  4. Na verdade eles tem o mesmo DNA da mentira, aí são são irmãos siameses. Também uma notória incompetência.

  5. Bolsonaro já registrou Hélio Negão, não custa nada ele também adotar o Sérgio Moro, que registrado passaria a chamar: ‘Sérgio Bolsonaro’.

  6. Em vez de assumir a imoralidade já escancarada, o juizeco golpista deveria pegar o boné e se esconder em Miami, como faz todo golpista bananeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.