Nem Trump apoia a loucura genocida de Bolsonaro

É possível que as manadas bolsonaristas comecem a desconfiar que este tal Donald Trump seja também um comunista.

Hoje, em seu briefing na Casa Branca, o presidente norte-americano disse que a situação no Brasil está se agravando e perguntou ao governador da Flórida, Ron DeSantis, se precisava “cortar o Brasil”, referindo-se aos poucos voos entre Rio e Miami:

“O Brasil tem um surto sério, como vocês sabem. Eles também foram em outra direção que outros países da América do Sul, se você olhar os dados, vai ver o que aconteceu infelizmente com o Brasil”

É óbvio que os Estados Unidos, com seus olhos bem abertos sobre o que se passa aqui, sabem que o cenário está evoluindo para – apesar das negativas das autoridades públicas – uma imensa desgraça, maior do que aquelas que não emocionam nem dão sentido de urgência ao Presidente, dedicado a treinar tiro ao alvo, nem aos gaguejantes neodirigentes do que deveria ser o Ministério da Saúde.

Afinal, quem está falando é o presidente de um país com mais de um milhão de casos e quase 60 mil mortes. Para ele achar que estamos indo mal é para entendermos que não temos pouca coisa pela frente.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

7 respostas

  1. E ontem ou antes de ontem, o respeitado especialista em corona, o celebrado Dr. Terra, dizia que já havia dados permitindo que comemorássemos o princípio do fim da pandemia

      1. O “pico” na verdade é um platô que durou mais de duas semanas em outros países (que foram obrigados a adotar o isolamento) como Itália, Espanha e, aparentemente, os EUA

    1. Especialista que se baseia em dados inconsistentes, subnotificados ou simplesmente distorcidos pela falta de testes e causa de mortes não investigadas, só se pode chegar a este tipo de conclusão sem senso e sem noção…
      É no máximo um ex-pecialista um ordinário-pecialista..

  2. Esta tarde o Brasil, mesmo com toda a subnotificação e com as vítimas de hoje que só vão entrar na contagem daqui a 20 dias, conseguiu superar a China em total de mortos.

  3. Haverá mortes que são decorrentes do própio fato,da pandemía,e que sería extremadamente difícil evita-las.
    Mas,acontecerão (e tenho a certeza que serão a maioría),mortes absurdas ,evitáveis ,produto da incompetência e o espírito de genocida do delinquente e sua turma,—-não nos é permitido esquecer que este governo é produto e filhote dos fardados canalhas—.
    Me pergunto que faría um correto e pacífico cidadão ao ver um ente querido ser vítima do desleixo e da falta de respeito destes genocidas ,e sabendo com certeza,que nenhuma punição sofrerão??
    Alguém devería pagar por isso.

  4. Essa certeza do Bozo de que não vai mostrar o resultado do exame só demonstra que ele tem os votos da maioria do Supremo a favor do sigilo do exame. Depois do golpe contra Dilma e da prisão absurda do Lula, a gente já sabe como funciona as instituições no Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.