Ninguém vai dizer que estão loucos os que querem abrir tudo?

Com liberdade e vida, desculpem, não dá para aceitar que a “livre expressão” legitime monstruosidades.

Não é legítimo dizer que se pode prender ou matar pessoas livremente ou incitá-las a exporem suas vidas a risco.

No mesmo dia em que surgem as imagens das valas coletivas para cadáveres em Manaus, na mesma hora em que se relata o esgotamento dos recursos hospitalares em grandes cidades e no mesmo instante em que crescem casos e mortes provocados pelo Covid-19, só no que falam nossas autoridades públicas é em reabrir o comércio e retirar as restrições de circulação de pessoas.

É, que triste, a manchete dos principais sites jornalísticos.

Nem mesmo a morte, nem mesmo o número de mortos, que já vai chegando a 3 mil, nada vence a lógica implacável do dinheiro, do consumo, do desprezo seletivo: pelos pobres, pelos idosos, pelos doentes, por todos aqueles que estão em situação de fragilidade, às quais não dão a mão em solidariedade, mas num tapa.

Não é possível que o jornalismo não perceba que está sendo instrumentalizado por esta onda egoísta e desumana.

Absolutamente não é uma questão de planejamento de quantos metros de distância na fila, ou no número de clientes por loja, ou de que os vendedores usem máscaras.

A questão essencial é que dezenas ou centenas de milhares serão postos a circular em transportes lotados, em meio a um caldo viral, a centímetros uns dos outros.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

35 respostas

  1. A Morte vai campear pelo Brasil afora.
    Você é um dos poucos que vem bradando sobre isso há meses, caro Fernando Brito .
    Infelizmente para os brasileiros, ninguém escuta esses poucos abnegados profissionais.
    Uma pena.
    Tristíssimo.

  2. A cada semana, pelo que ouço, leio, conheço, eu aumento minha impressão do número de infectados. Já não creio que haja menos de 300 mil, sinceramente. O brasileiro está se tratando em casa, porque felizmente a maior parte apresenta sintomas leves. Mas também é um risco porque sabe-se que há casos que se agravam rapidamente e de repente.
    Se acabar o isolamento a coisa vai complicar muito, com certeza. É inacreditável o que estamos vivendo. Bolsonaro TEM DE SER CONTIDO, AFASTADO, PRESO. É uma vergonha que nossas autoridades fiquem no mimimi e nas medidas paliativas.

  3. E o pior que eles ficam espalhando fake News pelo Zap dizendo que a culpa não é do presidente, a culpa é dos Illuminatis. Quem fez o vírus foi a China, diz no zap,
    ela que botou o vírus do mundo e por incrível que pareça tão chamando a China de Illuminatis, sendo que a maior concentração de maçom no mundo é nos Estados Unidos onde morreu mais gente, o epicentro da COVID no mundo.

  4. Os funcionarios das lojas de shopping ficarem doentes quero ver os donos se arriscarem abrir as portas. Vem ai a segunda onda

      1. Caro Mauri
        Bloqueie esse VAGABUNDO chamado Flávio Pereira.
        Ele é um dos robôs do BOLSOBOSTA.
        “Não adianta lançar pérolas aos PORCOS.”
        Faça esse favor aos leitores do Tijolaço.
        Abraço fraterno.

  5. Olha Brito, não tem jeito. A morte terá que esfregar seus ossos na face desses irresponsáveis. E mesmo assim, muitos deles continuarão a fazer contas para provarem que valeu a pena o morticínio. Não consigo tirar da cabeça a frase que associo de forma Indelével ao Idiota Brasileiro: “hehehehe… fazê o quê?”. Será esse o epitáfio deles.

  6. Olha Brito, não tem jeito. A morte terá que esfregar seus ossos na face desses irresponsáveis. E mesmo assim, muitos deles continuarão a fazer contas para provarem que valeu a pena o morticínio. Não consigo tirar da cabeça a frase que associo de forma Indelével ao Idiota Brasileiro: “hehehehe… fazê o quê?”. Será esse o epitáfio deles.

  7. Percebo a cada dia que passa, algo grave, a desumanização dos brasileiros e a antipatia a quem pensar diferente da linha traçada pelo deus “mercado”. No Brasil, agora se sabe, a vida do cidadão comum não vale nada.

  8. FB, esperar o quê de um país que aceita numa boa que morram 50 mil pessoas no trânsito. Nem vou falar dos mortos por armas de fogo. Infelizmente, o brasileiro se acostumou com a morte devido à barbárie que fomos lançados todos esses anos. Sinceramente, se morrerem 45 mil, vão conseguir esconder 15 ou 20 mil, pouco afetando a “estatística”. A economia já não andava bem e o (bendito) Presidente arrumou a desculpa que precisava. O cenário é macabro, mas em 2022 os mortos já terão sido esquecidos e Bolsonaro vai ser reeleito. Como disse o Drauzio Varella: vamos pagar o preço da desigualdade.

  9. graças a Deus que o meu amado bispo macedo está cuidando de tudo, suas orações fazem toda a diferença, quem tem um macedo no comando a calamidade nunca experimentará

  10. É isso mesmo que eles querem: campos de extermínio ao ar livre, sem câmaras de gás e sem tiros. Terrível mas verdadeiro, não há outra explicação. A mídia finge que não mas quer isso também pois a publicidade deve ter baixado nessa quarentena. Não há mais jornalistas de verdade no jornais e revistas, com pouquíssimas e honrosas exceções. Os que atuam hoje são sabujos e puxa sacos do sistema ( dos ricos) e não têm um pingo de caráter e ética profissional. Alguém viu alguma nota ou matéria séria nos jornais e TV’s a respeito dos males dessa pandemia que direcionasse a cabeça dos milhões que se guiam por essas informações? Nada; resvalam mas não entram a fundo , nem na época do queridinho ex ministro da saúde. Agora fecham os olhos para ao acordão do bozo com o centrão e os cargos para notórios corruptos punidos pelo ex juiz de Curitiba que vai ser colega dos mesmos no ministério.
    Pandemia? Corrupção? Só de for para pegar o Lula e acabar com o PT.

  11. Os que querem que abram o comércio estão guardados em casa, isolados, contando o vil metal. Só os comerciários e a freguesia corre perigo. Morrendo uma atendente de uma loja por coronavirus, será que vão dizer a todos que isto aconteceu? Será que vão botar uma faixa de luto na entrada da loja? Claro que não.

    1. Bela lembrança do gigante Belchior. E seguramente não haverá choro nem velas em caso de mortes causadas pelo Sars-CoV 2, apenas a substituição por algum dos 12 milhões de desempregados dispostos a tudo por uma fonte de renda, inclusive a morrer. Eis a imensa vantagem de se dispor de um “exército de reserva” tão numeroso, além de quebrar as pernas dos sindicatos, que deixam de ter poder de barganha pois ninguém conseguirá chamar uma greve contra qualquer abuso das condições de trabalho. Não foi por acaso que, desde a campanha eleitoreira de 2014, o mercado financeiro já falava na necessidade de “permitir-se” a elevação da taxa de desemprego a um nível próximo de 15-20 por cento da força de trabalho ativa, estava previsto o uso da pressão desta massa de desocupados na precarização mais acentuada do mercado de trabalho. Quanto às vidas envolvidas, não custa lembrar que o capitalismo neoliberal se baseia em princípios utilitaristas que não vêem as pessoas como iguais, sendo alguns mais úteis do que outros e tratados de acordo. Úteis em quê? Em ganhar dinheiro, claro. O resto é de somenos importância. São apenas excesso de bagagem no modelo, uma vez que o ganho hoje nem precisa ser real, o virtual já basta.

    2. Mas a freguesia vai porque quer. Os empregados, tenho minhas dúvidas se todos estão preocupados para o vírus. Hoje mesmo fui a um supermercado e os empregados que estavam no horário de descanso do lado de fora, fumavam, todos sem máscaras e bem próximos uns dos outros.

  12. Prezado Brito, os jornalistas são servos dos patrões, e os patrões são servos do deus-mercado. Vai faltar espaço para enterrar os mortos.

  13. Isso é o CAPITALISMO. Nada de se espantar. A crise de 29 só foi superada com a Segunda Guerra Mundial. A burguesia só liga para seu lucro. Sempre terá um substituto para o empregado que morrer por causa do coronavírus. Quem sabe em algum momento venhamos a ter Revoluções onde a grande massa oprimida sai fazendo justiça e mandando estes monstros pro inferno. Daí teremos pessoas dizendo como os revolucionários são “BÁRBAROS”. A classe trabalhadora vive numa guerra onde ela é massacrada o tempo todo!

  14. Número de mortos nos EUA ultrapassam em 10 vezes o número de mortos da China que tem população 4,5 vezes maior.
    Abram, abram tudo! É só uma gripinha.

  15. quatro cavaleiros do apocalipse. Mais o moro num país tropical e aócio e aves tucanas e evanjegues. tudo junto e misturado com batatinha e carne moída.

  16. A tendência natural de todo vírus é tornar-se menos agressivo, pois o vírus que produz sintomas graves é combatido com medicamentos e morre, enquanto que os que produzem sintomas leves não exigem que a
    pessoa tome remédios e, por isso, esses vírus passam seus genes adiante.
    SÓ QUE PARA ISSO ACONTECER É PRECISO NO MÍNIMO 3 MESES DE QUARENTENA
    RIGOROSA. Caso contrário, os vírus agressivos se espalham e, como sabemos, nosso sistema de saúde não foi preparado para uma pandemia.
    O governo federal tem reservas em dólares de U$ 350 bilhões, ou seja, MAIS DE R$ 2 TRILHÕES. Dá perfeitamente para pagar uma ajuda de R$ 1.000,00 para todos os brasileiros por 3 meses, e ainda sobrará muito dinheiro. Mas o Paulo Guedes prefere manter essa reserva para ajudar os banqueiros, caso eles precisem, coitados.

    Se acabar a quarentena agora, faltará espaço para enterrar os mortos.

  17. As revoluções acontecem qdo não se tem nada a perder além da vida. Estaremos chegando nela? Desemprego, fome, ganância, egoísmo…e o capital feudal exigindo vidas para continuar funcionando. E qdo o gado ( povo marcado, povo feliz) começar a morrer e as famílias dizimadas? Talvez queiram uma comoção, pessoas em desespero saqueando armazéns, para justificar o uso da força..mas as FAAs também são compostas por pessoas que também se infectarào, morrerão e seus familiares também. Aposta alta… Qtos serão necessários? Milhares? Milhões?

  18. A situação já seria critica se os dados fossem verdadeiros.
    Só que a sub-notificação, segundo a Fiocruz, é altíssima em torno de 90%.
    Ou seja o bicho é 10 vezes maior e isso não é noticia nem escândalo.
    Querem que sejam noticiados mais os curados, que piada.

  19. Brasileiro nao eh muito persistente e cuidadoso. jah tem muita gente andando de mascara arriada, isso quando nao sem ela. Eles nao viram gente morrendo perto deles, logo nao estao vendo a razao de `tanto exagero`. Manaus nao tem bastado como alerta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *