O 13 de agosto e os sinais que se viu ontem

Um ato está sendo convocado pelas entidades de classe e movimentos sociais para o dia 13.

O ato de ontem, na ABI, se é um termômetro do que vem por aí, antecipa que haverá uma imensa mobilização nos próximos dias.

Preso ao blog, cheguei ao local uns 20 minutos antes da hora marcada e, saindo do metrô, a uma quadra da ABI, vi uma imensa fila que, a princípio, não achei que fosse para o ato, ainda mais porque se estendia, pela rua traseira do quarteirão, a não se ver o fim. À frente da ABI, centenas de pessoas, que logo virariam milhares e puseram a correr, sem violência, um bando de dez ou doze provocadores bolsonaristas.

Esse, um lado.

Do outro, desânimo e estupefação nos círculos de apoio a Bolsonaro, sobretudo na mídia.

Nem mesmo dos estóicos Merval Pereira e Carlos Alberto Sardenberg deixa-se de ouvir duras críticas, naturalmente que preocupados com os “danos”que isso pode gerar para as reformas.

As manchetes dos jornais refletem o desalento: “Eu sou assim mesmo”, diz em O Globo o presidente; na Folha, aliados preocupam-se com seus destemperos e, mais discretamente, no Estadão, pede-se “menos exposição” de Bolsonaro.

O fato é que ele consegue, num só dia, três editoriais contra seu comportamento.

O fato de personagens com o Rodrigo Maia e João Dória darem declarações públicas descolando-se das brutalidades ditas por Bolsonaro também são indícios de que perceberam de que parte da direita se move para recuperar o espaço que o ex-capitão lhe tomou.

Ainda que na Presidência da República e alçado a ela por maioria de votos, a impressão que se acentua é a de que Bolsonaro está voltando ao gueto – verdade que muito ampliado – de fanatismo de onde veio.

Ressalve-se que o mundo financeiro segue firme com ele, produzindo coisas inacreditáveis, como a declaração de ontem de Cândido Bracher, vice-presidente do Itaú, de que “as reformas deixam o Brasil em uma situação tão boa como eu nunca vi em minha carreira”. É claro, vê-se, que ele fala “o Brasil” no lugar de “os bancos”.

Tudo pesado, fica claro que se formou uma camada de combustível pronta a arder e se não o fizer não será por falta de faíscas. Tanto as que vão saltar das revelações da Vaza Jato quanto as que Bolsonaro provoca, várias vezes por dia, com suas declarações.

A porta corta-fogo da mídia já não o protege, ao menos com tanta eficiência.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

32 respostas

  1. Alguns ditados são preciosos e uns em especial: ” o tempo é o senhor da razão”. Muito ouvi de minha avó nordestina e sertaneja, calejada por anos e anos de seca impiedosa mas sem perder a lucidez e a delicadeza humana. Excetuando os cães raivosos anencéfalos do Bozo……muitos e muitos dos seus votos em outubro último podem estar refletindo e perceberam a merda que fizeram. Se esses votos se juntarem aos que pensaram, antes no Brasil, e não votaram 17…….tudo é possível nesse país diferenciado. Lembrar Collor e seus “coloridos” que sumiram repentinamente…….deixando-o “só”……lembram disso?

    1. Justamente, tudo é possível.
      Não é fácil, na verdade é muito difícil, mas se neste momento os eleitores de Haddad se absterem de externar o “eu avisei” e outras obviedades que mostravam que votar em bozo ou em branco era estupidez, talvez o povo consiga se unir em 13 de agosto contra a reforma da previdência, pelo expurgo de bozo e pela prisão, ou ao menos renúncia, de Moro. O ideal seria pedir novas eleições, mas talvez isso seja interpretado como interesse do PT em tentar retomar o poder o quanto antes e acabe melando a união. Melhor deixar a geração atual perceber que militares no poder não fazem bons governos.
      Alguém tem que tomar a iniciativa de estender as mãos oferecendo uma trégua realmente isenta de ideologias e interesses partidários.
      Se a esquerda fizer isso, talvez ajude a combater o preconceito contra a esquerda que os antigos passaram para a frente, como se fôssemos pessoas irresponsáveis e incapazes de governar com competência.

  2. De um jeito ou de outro, inclusive (por desgraça) pelo fim do mandato, nos livraremos deste sujeito. Mas acontece que o estrago que começou a ser feito com a política do quanto pior melhor, comandada por aécio e cunha desde 2015, chegando até estes poucos meses de governo miliciano-evangélico será “inconsertável”. Este “governo”, eleito graças a farsas, fraudes e muita maniplação de idiotas através de zapzap, está cumprindo a etapa final de destruição das insituições e políticas de estado para trabalhadores, aposentados e setor produtivo. A próxima etapa do plano previsto na Doutrina do Choque é que se reconstruam as instituições e políticas de acordo com a ideologia e projeto neoliberal. A grande verdade é que o brazil que sonhamos um dia já era. Não se conseguirá retomar a propriedade sobre o pré-sal e nem sobre nada que foi entregue. O brazil e outros países latinoamericanos deverão passar por novas proclamações de independência e suas consequentes guerras se quiserem se tornar soberanos novamente.

    1. Visto e considerando o estrago feito por estes delinquentes,qual sería a punição para esta quadrilha de entreguistas safados ?

      PAREDÃO

      1. Prisão perpétua, paredão, forca, fogueira, precipício, apedrejamento, cruz, guilhotina ou qualquer método de execução destes não traria de volta o que foi entregue.

        1. Os que defendem a pena de morte não se surpreenderão no dia em que forem condenados ao fuzilamento.

      2. Crimes de lesa-pátria.
        Democraticamente, eles têm que ser condenados pela pena máxima prevista em nossa Constituição.
        E a condenação tem que ser em tempo recorde, para que criminosos tão nocivos não se beneficiem da morosidade da lei brasileira, que faria com que os crimes prescrevessem ou as condenações só se efetivassem quando estivessem velhos demais para serem presos.

  3. A porta corta-fogo atende pelos nomes de TV Record, SBT e Rede Globo, organizações criminosas que ainda defendem o demente e fascista Bozo. Outras organizações que apoiaram o golpe (Rede Bandeirantes, Veja e Folha) já não querem se associar mais ao criminoso Bozo. É necessário uma Ley de Medios para pulverizar e diminuir o poder de influência dessas organizações de comunicação (todas criminosas).

    1. CORTAR VERBAS DE PROPAGANDA OFICIAL E COLOCAR UM CONTROLE RIGOROSO SOBRE AS MOVIMENTAÇÕES FINANCEIRAS DESSES APOIADORES DE DITADOR,JÁ SERÁ UM BOM COMEÇO.
      OS BISPOS E SUAS IGREJAS ENGANADORAS DE OTÁRIOS ,TERÃO QUE TER VIGIULÂNCIA PERMANENTE ,PARA EVITAR A LAVAGEM DE DINHEIRO E A SONEGAÇÃO DE IMPOSTOS POR ELES PRATICADA.
      O SS ,É OUTRO PILANTRA SONEGADOR ,ASSIM COMO A TURMA DO PROJAC ,PRESSÃO NELES ,LEGAL E CONSTANTE.
      E NÃO COMETER O ERRO DOS PTS DE ACHAR QUE A GLOBO ERA “PARCEIRA”

      1. Essas “igrejas” devem ser constituídas com CNPJ e pagar imposto como empresas. Tá certo que são tremendas arapucas, mas BOLSOTÁRIOS sempre existirão.

      2. Acho que deve existir um estatuto das igrejas. O evangelho diz que ser cristão é ajudar os pobres, logo deve existir lei impondo que as igrejas, se querem pedir dinheiro aos fieis para a “obra” de deus, que tenha uma destinação certa. Se algum centavo for desviado da destinação cristã, deverá a igreja perder seu status, e será uma igreja ilegal e seus pastores considerados charlatães, criminosos.
        Creio que seria um começo para limpar as igrejas evangélicas dessa súcia nazista corrupta, como Edir Macedo, Silas Malafaia, RR Soares e afins

      3. Correto Label. Não há como esperar que os evangélicos mudem porque é inglório qualquer argumento ou mesmo evidências contra o cheiro de sovaco que emana de suas bíblias. Há que atacar os pastores desmoralizando-os e apresentando-os nus para seu rebanho, porque não se sustentará a convicção de que eles são os intermediários de deus e os fiéis. Esta base de apoio do bozo é a mais importante numericamente e precisa ser solapada.

  4. ENTÃO TEMOS LIDO QUE O IMPEACHMENT É INEVITÁVEL.
    EU NÃO QUERO ISSO,EU QUERO A ANULAÇÃO DESSA ELEIÇÃO FRAUDULENTA E CRIMINOSA,A PRISÃO DESTES CANALHAS,EU QUERO A QUEDA DESSE DESGOVERNO E A REVOGAÇÃO DE SEUS ATOS ANTIPATRIÓTICOS ENTREGUISTAS.
    EU QUERO O BRASIL DE VOLTA AO SEU POVO.

    1. Eu já me contento com a queda e prisão destes canalhas.
      Que fique o vice na presidência, assim as novas gerações podem ver na prática que militares no poder são tão corruptos e incompetentes quanto qualquer civil.

  5. É a primeira e talvez será a única vez que irei concordar com esse delinquente.
    Quando ele diz “eu só assim mesmo,não é estratégia”,ele é ABSURDAMENTE IMBECIL AO PONTO DE NÃO TER A MÍNIMA CAPACIDADE DE ELABORAR QUALQUER ESTRATÉGIA POLÍTICA.
    Mas,é ÓBVIO,que alguém,alguns,muitos malandros usam esse esgoto verbal do asno ,para desviar o foco sobre o que é importante ,assim permitindo-les um roubo a luz do día na cara dos cidadãos.
    Os banqueiros,o capital financeiro nacional e internacional,os safados lançados a caça,de ativos brasileiros a preço de banana,esse sim tem a estratégia de usar os destemperos desse sujeito para ROUBAR O BRASIL.

    1. Ele continua se apegando ao politicamente incorreto, porque muita gente ainda acha que sua “sinceridade” é sua maior qualidade.
      Mas a maioria já está percebendo que uma qualidade indispensável aos integrantes do Poder Executivo é a DIPLOMACIA, que não tem nada a ver com hipocrisia, mas com educação e civilidade.

  6. Bolsonaro é um psicótico. Tem de ser pressionado até que tenha um surto mais grave, que torne irremediável o seu afastamento. Isto até mesmo para um país em estado de degeneração como é o caso do Brasil.

  7. O momento está propício para manifestações, mas se deve ter em mente que o Bolçalnato tem o apoio de nada menos que o Trump, que tudo fará para manter sua cria no governo do Brasil.

    1. Assim como Trump já fez a pergunta e a sugestão: “Por que não invadimos a Venezuela?” ele poderá dizer a mesma coisa:

      Por que não invadimos o Brasil? Lá, seremos recebidos como salvadores da nação pelo presidente e família.

  8. Algo se move nos bastidores golpistas: Mourão é orientado a ficar calado para não se desgastar; Maia, fora de seus hábitos, dá uma declaração de apoio a Glenn Greenwald que mal disfarça uma crítica ao marreco de Maringá e, hoje, a FSP faz um contundente editorial reconhecendo a falta de condições do miliciano do Planalto para o exercício da presidência e admitindo seu impedimento.

    1. Os golpistas já se uniram pelo impeachment.
      Mourão na presidência vai ser apenas menos ruim.
      A luta continua.
      A esquerda tem que estudar, junta, a melhor estratégia para aproveitar o momento para combater a ignorância política do povo.
      Devem deixar que Mourão governe, fazendo uma oposição producente, que mostre que militares no poder são tão corruptos quanto civis, não são mais competentes, inclusive porque suas experiências são limitadas, e representam um risco alto para a democracia, porque têm também o poder das armas nas mãos.

  9. O Bozo nunca enganou ninguém. Como ele mesmo disse “Eu sou assim mesmo”.
    O livro “Mentes perigosas (o psicopata mora ao lado)” , explica muito bem o momento que vivemos no Brasil. Formou-se um consórcio com pessoas dessa espécie em todos os poderes: imprensa (Globo) , judiciário, política, empresários(bancos, fiesp) e logicamente a massa fascista batedores de panela. Todos manobrados pelo interesse dos EUA.
    O resto já sabemos, portanto, o Bozo é apenas o excretor de tudo que produziram.
    Logo o Bozo será o bagaço da cana.

  10. Deixem o bozo este é o problema menor. Sai ele entra quem? Mourao, Doria….tudo a mesma sopa.
    O que importa de fato é a entrega do ativos nacionais, a quebra do estado , os bancos usuriando a todos, e isto vai continuar com ou sem bozo. Isto que precisa ser dito ao povo,

  11. Os eventos ocorridos desde as revelações do Intercept revelaram toda a torpeza do Cartel da Mídia, uma imprensa vil e mercenária.
    Não tenho dúvida de que as parcerias de Folha e Veja tinham o objetivo de controlar e abafar a Vaza Jato. Mas não conseguiram controlar, apesar das inúmeras tentativas, de tantos eufemismos e passa-panos. A sujeira é grossa demais, é muito lixo para pouco tapete.

  12. “alçado a ela por maioria de votos”.
    Isso não existiu.
    O bozo não foi eleito.
    As urnas foram fraudadas.
    Tenho certeza que isso ainda será demonstrado.

  13. O Brasil é concorrente internacional dos Estados Unidos em muitos produtos cruciais para o país. Bolsonaro quer que os produtos americanos sejam vendidos no Brasil sem pagar qualquer tipo de imposto. Trump quer o livre comércio entre Brasil e USA, e se Trump quer, Bolsonaro quer duas vezes mais. Não só o Brasil não vai mais ter indústria interna de alguma importância, porque vai comprar tudo nos EUA e trazer para vender sem impostos. Também cabe perguntar, além do minério de ferro, que corre o risco de ser exportado sem cobrança de impostas, o que o Brasil vai vender aos Estados Unidos? Soja, que eles têm aos montes? Algodão, que eles têm às pencas? Milho, que eles exportam até para o México? Ah, sim. Algum ouro, nióbio, urânio e etc. de graça, sem impostos… ou seriam abacates e bananas? Temos infinita capacidade de refinar todo o combustível e o óleo derivado de petróleo que necessitamos, estávamos construindo mais três grandes refinarias para assegurar isso, e fomos obrigados pelos americanófilos a desistir destas construções e a reduzir a capacidade de nossa refinarias, para importamos dos Estados Unidos aquilo que deveríamos estar exportando para o mundo: Combustíveis e óleos. Também vai acontecer o desequilíbrio completo da nossa balança comercial, porque quem nos compra commodities e em contrapartida nos vende manufaturas, como a China e a Alemanha, não vai gostar da disputa que vai ter de enfrentar por nosso mercado, tendo como adversário um país que é privilegiado pelo não pagamento de taxas, apenas porque os filhos do presidente têm adoração perpétua por tal país. Mesmo depois das sucessões de desastres que sobrevieram com o afastamento da Presidenta Dilma, todas as esperanças de recuperação da economia estavam (de verdade, sem bazófias) centradas nas exportações. E elas estão comprometidas em todas as áreas, graças aos entraves ideológicos. Vamos para o buracão muito mais cedo do que imaginamos.

    1. Um dos principais objetivos da lavajato foi fazer justamente isso que você acaba de descrever: eliminar todas as atividades econômicas em que o Brasil fazia concorrência aos EUA.
      Mas a maré está virando. Os grandes industriais brasileiros já se deram conta disso, ainda que tardiamente. A Bardella (grande empresa nacional dependente das atividades da Petrobrás) ontem entrou com pedido de recuperação judicial, citando para justificativa de seu descontrole financeiro justamente as consequências da forma como a lavajato foi conduzida. Essa é a primeira indústria a declarar oficialmente isso perante a justiça. Atrás dela, virão muitas.
      Observe também que a reforma trabalhista imposta pelos golpistas tinha justamente o objetivo de baratear nossa mão de obra, para que os estrangeiros pudessem vir explorar aqui nossas riquezas naturais, obtendo lucros muito maiores à custa da a nossa mão de obra barata e sem direitos, e deixando para o Brasil uma merreca do lucro e o risco ambiental, que não há dinheiro que pague. A Vale está ai, para comprovar o que foi dito.

  14. Poderíamos chamar o Boçalnaro de Incitatus, mas seria injusto, pois Incitatus foi muito mais nobre,culto e cavalheiro do que a besta quadrada presidencial.
    O melhor e mais adequado é chamá-lo de Calígula.

  15. Uma ideia desconfortável, mas que precisa ser enfrentada para atitudes de melhor eficiência num futuro próximo é a de que a esquerda (ou os progressistas, se quiserem) está inerme ou desnorteada. Não, ela apenas não quis renovar o “contrato” com o pt e cometeu a loucura de votar em branco ou nulo ou se abster. Um tremendo erro, mas com frequência, quando é chamada a se manifestar, ela comparece. Não há um deserto, um marasmo, mas apenas falta de uma temática mais nacional, objetiva e consequente que aglutine em torno de lideranças e partidos viáveis (e não as faltam). Lula livre pode ser um tema justo mas desaglutinador porque alinhavado por um partido hegemônico com monomania ideológica, rejeitado nas duas últimas eleições, as de 2016 e 2018 (fatos inegáveis). Lula é um problema dele, de sua família, de seus advogados e do pt, não do Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.