O “comunismo” imaginário e a ditadura real

Se permitirmos – e se o permitir o cinismo dos que invocam “mimimis” de autocríticas públicas, sabendo que isso é não apenas injusto como uma capitulação no combate – estaremos vivendo uma agravada e farsesca reedição de 1964, correndo o risco, quase certeza, de que a brutalidade e a longevidade do autoritarismo as supere.

Há diferenças, claro, a começar pela figura hitleriana que tem o comando público do assalto ao poder – pelo voto, mas um assalto, porque não fruto de uma trajetória política, mas de uma onda fanática – diferente da estrutura organizada do Exército que assumiu o poder.

O objetivo alegado é “livrar o país da roubalheira e do comunismo”, antes e agora, este com o nome de “petismo” e “salvar a democracia da desordem”, da devassidão (a Marcha com Deus, etc…) da dissolução dos costumes e, claro, de Cuba ou da Venezuela, escolha a época.

Quando assumiram os militares muitos acreditaram que seria transitório, até porque tratava-se de defender a realização das eleições presidenciais de 1965 e muitos que se omitiram – já se desenhava a campanha JK-65 – ou apoiaram, como Carlos Lacerda, foram devorados pela máquina autoritária que havia se posto em movimento.

A repressão, de início, foi voltada para trabalhistas e comunistas, o que pouca solidariedade provocou. A seguir, foram os políticos (em nome da corrupção) e, afinal, voltou-se contra a própria classe média que pariu o regime. Quem quiser imaginar semelhanças, imagine para lutar com mais empenho.

É possível que, se permitirmos que esta aventura se consume, um espetáculo de trágica comédia, como os do “pelos meus filhos, pelos meus netos, pelo meu cachorro e meu papagaio” da votação do impeachment que chocou a todos. Mas serão breves dias, porque o mundo real será o das milícias, o dos homens encapuzados promovendo fuzilamentos, o de baderneiros nos fazendo redescobrir uma palavra que parecia ter ficado no passado, o pogrom contra minorias.

Nossos liberais, há muito decaídos, dizem que não podem ser “moralmente coagidos” a se opor de forma eficaz aos que invocaram contra eles métodos como o fuzilamento, como fez hoje Fernando Henrique Cardoso, no EstadãoImagine-se, portanto, o que sentem – ou o que não sentem –  como dever moral diante das vidas de outros.

Não temos e jamais tivemos – numa e noutra quadra da história – ameaça comunista sobre o Brasil. Não se tomaram bens, não se fecharam igrejas, não se fez “partido único, muito menos “imprensa oficial”.

Mas tivemos e temos diante de nós, bem clara, a rampa de entrada de uma ditadura, degrau inferior do convívio humano e a mais eficaz ferramenta de destruição da liberdade e da dignidade.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

47 respostas

  1. Talvez a massa de ignorantes que pretende votar manipulada por notícias falsas da mídia digital precise passar por um governo de extrema-direita para, finalmente, começar a entender o que foi o nazifascismo.

    1. É absurdamente impressionante o nível(ou seria desnível?) intelectual dessa geração que foi coaptada pela ignorância da extrema direita tupiniquim.Gente que tem como seus idolos e gurus Nando Moura e o charlatão do Olavo de Carvalho.Não tem a mínima noção de história ou de política.

  2. Onde estão as forças democráticas deste país > se ficarem com birrinha ao PT vamos cair no abismo do fascismo!!!!

      1. ELE VAI CONGELAR TODOS OS ATIVOS COMO COLLOR , NO DIA 16/03/1990 !!!
        Quem tem poupança,fundos,saldo em conta corrente ou qualquer outra conta, RASPE TUDO ATÉ 31/12 ou então faça algo mais inteligente, VOTE NO HADDAD.

    1. Só há uma linguagem que animais assim entendem. E só voltarão para o esgoto quando as mostrarmos.

      Resistência Democrática e Mobilização em Repúdio ao FASCISMO.

    2. Juntando todos os sub neurônios existentes nessas 5 cabeças de bagre, não se consegue juntar quantidade suficiente para formar um único neurônio humano, no máximo uma meia dúzia de células cerebrais primordiais de macaco prego.

  3. É preciso por fim a essa eterna “viagem redonda” de que nos falava Faoro, a essa obra sempre inacabada ou interrompida de construção democrátic a e da cidadania, a esses ciclos de reação, fechamento, ditadura, descompressão, abertura, e lento avanço democrático e cidadão e nova reação.
    Às urnas cidadãos e cidadãs, garantir que as maiorias sociais estejan representadas por maiorias políticas. Não nos deixei nunca mais nos desviar do caminho democrático. Mudemos o destino dessa “viagem”.

  4. Com o Lula preso quem vai liderar a força democrática contra o fascismo que o Bozo representa. O Ciro está perdendo esta oportunidade????

    1. … O infame DEMoTucano “FHC Cheio de Apartamentos Brasif” nunca fez um mínimo aceno de repúdio às atrocidades cometidas contra o inocente, honrado e eterno presidente Luiz Inácio LULA da Silva…
      Portanto, o candidato Fernando Haddad deveria intensificar os acenos ao [verdadeiro] honesto, generoso e sapiente povo trabalhador brasileiro…
      Fernando Haddad deve, didaticamente, informar à população brasileira que encampará a campanha o pré-sal é nosso, reativando a indústria petroquímica e naval…; retomar a política de conteúdo nacional – cadê os empresários da Abimaq, da construção civil, entre outros?…
      “De quebra”, anunciar que revogará todas [todas!] as medidas adotadas pelo vigarista vulgar, nazigolpsita &$ mega corrupto mimiSHELL vampirão dos Infernos!
      E tenho dito!

  5. O comunismo ruiu com muro de Berlim ao chão e Gorbatchev na Rússia 29 anos este povo medíocre está atrasado com a história.nao tem projetos de governo…aí inventam águas passadas.

  6. Soube que bolsonaro disse que ”se Haddad quiser debater com ele na rua, na frente de jornalistas aceitará o debate’. Ora, capitão, debater na rua não é coisa de estadista não, meu senhor. O debate tem que ser em rede nacional. Quem não vai debater na rua é o Haddad. Ele é muito culto e educado para isso. O senhor é que é tosco o suficiente para debater na rua. Obviamente, espera que sua trupe neofascista esteja lá para ampara-lo como se o senhor fosse aleijado. O senhor precisa de ambientes controlados como aquele da entrevista na Record, em que os demais candidatos debatiam dignamente em igualdades de condições e o senhor estava bem confortável respondendo apenas perguntas previamente combinadas de forma a esconder sua verdadeira índole fascista.

  7. A propaganda é uma arma de guerra. O nazismo usou muito da propaganda para convencer o mundo. A mídia hj em dia no Brasil foi usada para fazer propaganda contra o pt.

  8. Falem para a Rachel Dodge que não precisa ser adivinho para saber que bolsonaro não vai respeitar lista tríplice nenhuma. E falem para o ACM para ele deixar de ser covarde como o capitão e assumir que está do lado dele. O garoto tem medo de quê? De cair junto com o capitão? Isso é elementar meu caro Watson.

  9. Impressionante como as trevas, o medo, o pavor, a idiotice têm dominado os corações e mentes.

  10. O cara de extrema direita não respeita tratados de não agressão. Vejam O que o Hitler fez Para Stálin entrar na Guerra.

  11. Grande texto, Brito. O povo pobre precisa entender que Bolsonaro representa o estado mínimo de direitos para o pobre e o estado máximo opressor. Para ter o primeiro tem que viabilizar o segundo, simples assim.

  12. Não podemos negar o óbvio, o Brasil tem uma quantidade de idiotas acima do plausível. E por incrível que pareça, em relação inversamente proporcional à instrução.

    1. Permita-me corrigir um ponto. Inversamente proporcional ao nível de instrução. Essa gente não é educada, apenas amestrada.

    2. Muito desta doutrinação anticomunista foi perpetrada por figuras abjetas como o pseudo filósofo Olavo e seus discípulos que atuaram forte nas redes sociais. É fato que a esquerdas demoraram a reagir com a devida proporção a essa onda neofascista e neo conservadora que ganhou peso nas mídias sociais através de grupos como MBL e youtubers como o Chorando Moura e fakes news espalhadas a rodo por Zap. BOZOnaro e sua equipe de campanha souberem bem surfar nessa onda.

  13. “O cardeal arcebispo de São Paulo d. Paulo Evaristo Arns é um desocupado, vagabundo e megapicareta!” Por Jair Bolsonaro
    Bolsonaro ataca d. Paulo em plenário
    Folha de São Paulo, da Sucursal de Brasília

    São Paulo, sexta, 20 de março de 1998

    O deputado Jair Bolsonaro (PPB-RJ) chamou o cardeal arcebispo de São Paulo d. Paulo Evaristo Arns de “desocupado”, “vagabundo” e “megapicareta” durante discurso no plenário da Câmara.
    (…)
    O deputado Bolsonaro conclui dizendo que “esse D. Paulo Evaristo Arns deve se recolher a sua insignificância, ao seu trabalho demagogo”.
    Procurado pela Folha, d. Paulo disse que não comentaria as declarações feitas em Brasília pelo deputado Jair Bolsonaro.
    (…)

    FONTE: https://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc20039828.htm

  14. FHC é um pulha. Simples e direto.
    Esse pulha e outros como ele ainda tem alguma voz ativa – graças aos céus, cada vez menos – por conta do “republicanismo” do PT e do pragmatismo de Lula. O mesmo “republicanismo” e pragmatismo que permitiram a zona que este país se transformou nas mãos da Dilma e do bando de incompetentes que a rodeavam. Eu chamo isso de ser frouxo. Democracia é diferente de bagunça onde todo mundo acha que manda e faz o que bem entende.

    Ao tomar posse em 2003, Lula deveria ter aberto uma investigação sobre o privataria tucana e escancarado essa vergonheira. E, Dilma, ao ser posta contra a parede, no início primeiro mandato, após demitir o ministro dos transportes do PR por corrupção, deveria ter ido em frente e colocado toda a camarilha na vitrine, para todo mundo ver.
    Se tivessem pago para ver, provavelmente, teriam tido mais dificuldades para governar. Lula teria realizado menos, mas Dilma não teria sido posta a correr do Planalto, o PT não teria que estar se defendendo a cada passo e, com certeza, não precisaríamos mais aturar a iniquidade e a hipocrisia de FHC.
    Indo mais além, provavelmente, não estaríamos frente à candidatura de Bolsonaro.
    Sobre isto não sou engenheiro de obra pronta. Venho repetindo a mesma coisa desde 2003.

    Concluo para dizer, na hipótese do PT vencer esta eleição ou, senão esta, a próxima, que aprenda que governar é, também, comandar e, para manter o poder, há que entender que precisa saber exercê-lo, tanto para construir projetos, quanto para defendê-los e impedir que sejam destruídos. Erros passados só tem uma única utilidade, a lição para que não os repitamos e, para isso, deles não podemos esquecermos.

  15. Sei que estou falando para quem não preciso falar. Sei que estou chovendo no molhado. Aliás, o que a campanha do Haddad, infelizmente, se esmera em fazer. Mas preciso dizer, mesmo que seja para mim mesmo.
    O BRASIL NO DIA 28 DE OUTUBRO, ESTARÁ ESCOLHENDO. NÃO ENTRE CIVILIZAÇÃO E BARBÁRIE, TERMOS INTELECTUALOIDES QUE A MAIORIA NÃO CONHECE.
    O BRASIL ESTARÁ ESCOLHENDO, COMO DIRIA O GERUNDISMO DE UM ATENDENTE DE MARKETING
    O BRASIL ESTARÁ OPTANDO, DRAMATICAMENTE, ENTRE A VIDA E A MORTE!!
    ABUSEI DOS “ENTES” PORQUE ACHO QUE NÓS, OS ENTES BRASILEIROS QUE AMAMOS ESSA TERRA, ESSE POVO DIVERSO, E ESSAS RIQUEZAS TODAS, MERECEMOS E DEVEMOS LUTAR CONTRA AS TREVAS.
    LITERALMENTE.

    HADDAD 13 13 13 13 13 13 13 13 13

  16. Infelizmente as pessoas acreditam em tudo que ouvem. Vejo pessoas dizendo que não votarão em Haddad por causa do Kit Gay ou porque não querem que o Brasil vire uma Venezuela. Para aquelas pessoas que estão dispostas a ouvir eu explico que tudo isso são notícias falsas e apresento as propostas do PT. Mas infelizmente, muito dos eleitores do Bolsonaro, assim como ele, não estão dispostos a ouvir e logo querem partir pra violência.

  17. Post do Nassif esclarece apoio dos militares. Na ativa orientando um politico Thompson Flores com Mourão. Processos rápidos de Lula. Mudança de julgamento de Vaccari, que tinha ganho duas na segunda, perde a terceira em processo semelhante. PP e MDB com o maior número de políticos implicados na lava jato, não perderam poder político, ao contrário, reforçaram seu poder em 2014. Eduardo Cunha só foi preso quando já tinha feito o serviço sujo. Era necessário estigmatizar o PT. Só o PT.
    Acoelhamento de todo STF. Toffoli com general assessor que foi da campanha de Bolsonaro. Processo relâmpago de Lula.
    Será que usaram a estrutura de inteligência para saber os podres do pessoal? Os otários do PT deveriam dar uma entrevista para registro histórico. Dar o nome aos bois é importante, mesmo que já seja tarde. Um fato, criar um fato, falar isso e pedir a prisão de Thompson e de Mourão. Houve uma conspiração. Depois o pessoal não acredita em teoria da conspiração.

  18. Temos que mostrar e divulgar aos evangélicos e católicos a relação de Edir Macedo e Bolsonaro com maçonaria!Tanto a bíblia e a igreja católica e evangélica condena firmemente quem serve à dois Deus!Vamos subi vídeos no YouTube com esse tema e compartilhar coisas sobre isso com os católicos e evangélicos!

  19. O pobre no momento e num futuro próximo está muito mais protegido como jamais esteve na história do Brasil, graças aos programas petistas e de governadores de esquerda que foram implantados desde 2003… Bolsa Familia, Mais Médicos, Gás, restaurantes comunitários, SUS melhor, assistência médica complementar a nível de municipios, cotas, mais escolas e universidades publicas, etc… Quem ganha até 3 mil reais esta debaixo de um guarda chuva de assistência do estado e devem estar em empregos de baixa remuneração mas de baixa rotatividade por ação de empregadores….

    Quem vai mais sofrer as restrições de um governo de extrema direita são os que ganham acima de 3 mil… menor empregabilidade, perda de salário e necessidade de mudar de residência, tirar filhos de colégios pagos, perder status social… em resumo, os que estão apoiando o candidato de direita em mais de 70% intenção de voto.

  20. Para quem pode, a frase antiga volta com toda força: “A melhor saída é o aeroporto do Galeão”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.