O elogio da estupidez é discuti-la

A estupidez sempre existiu, ora com mais, ora com menos evidência.

E não raro com seus braços políticos ultrarreacionários.

Ela não é obra de lunáticos, com o este tal Daciolo, ou de trogloditas, feito Bolsonaro.

É uma ferramenta política, criando “inimigos ideológicos” que desvia as pessoas da compreensão política e abre espaço para a dominação.

A estupidez, assim, não deve ser deplorada, muito menos combatida como um conjunto de ideias, tudo o que ela não é.

Ela é o exército que ataca pelo flanco, para nos desviar do combate principal e, como sabem as táticas militares, constituem-se de contingentes menores, mas aguerridos e barulhentos.

É esse o seu objetivo tático, embora por vezes tão exacerbado que causa problemas à coluna principal de uma direita fraca, sem propostas e sem líderes.

Não me esperem ver discutir “Ursal”, “castração química”, educação militarizada ou outras questões estapafúrdias.

Nosso foco é a crise brasileira, o desemprego, o empobrecimento da população, a alienação de nossas riquezas, a renúncia a sermos um país.

O terreno da chacota e da brincadeira é o deles. Nós estamos diante de outro: o de pessoas vivendo nas ruas, de crianças morrendo na primeira infância, de milhões de famílias sem renda, de riquezas sendo entregues, de um país em frangalho e vendido aos retalhos.

Não temos de, como se diz no Sul, “mostrar as canjicas”, rindo desta gente, por ignorante.

Os “sabidos” são outros, que não tiveram pudores de utilizar estes personagens.

Serviram-lhes todos, os Aécios, os Kim, os Eduardo Cunha. Depois, jogam-nos fora.

O povão não está a fim de gracinhas e de “novidades novas”.

Quer de volta o que lhe tiraram e estão tirando.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

26 respostas

  1. Perfeito, Fernando! Não temos tempo a perder com idiotas ou idiotices. Os brasileiros mais humildes precisam é de políticas de inclusão, e o Brasil de um debate sério.

  2. O inimigo a ser derrotado é o Alckmin, juntamente com sua trupe de golpistas. Está faltando o Lula para dar o foco correto na campanha.

  3. O inimigo a ser derrotado é o Alckmin, juntamente com sua trupe de golpistas. Está faltando o Lula para dar o foco correto na campanha.

  4. Fernando Brito, você está ficando azedo. Tirar sarro com “Ursal” e quejandos é tradição, senão dos brasileiros, pelo menos dos cariocas. Já dizia Brecht que ridicularizar as tiranias é um dos melhores remédios, o Barão de Itararé que o diga. Mas você, desde que se converteu ao lulismo, não tem mais senso de humor. Virou um profeta menor que fica cantando sempre a mesma ladainha. Do que eu sempre admirei em você, perspicácia, tirocínio e, sim, senso de humor, não sobrou nada. Só uma louvação sem fim a Lula, sem o menor senso crítico. Sim, posso avaliar o desespero. Tenho 59 anos e também participei da luta contra a ditadura. Mas fazer um post como este é desistir da luta e transformar tudo em tragédia.

    1. Então, o que fazes aqui ?
      Se não se conforma com a conversão ao “lulismo” do grande Brito, então vá cantar de tirana na patolândia. Se acredita que estamos sob um estaro democrático pleno a ponto de perdemos nosso foco para dar espaço a infantilidades e mais imbecilidade … Seja feliz.

  5. Incrível ! Estava discutindo com uma amiga mais jovem sobre as agendas diversionistas. Especialmente os jovens, têm sido capturados por temas que fogem completamente de nossas questões principais. Alguns destes temas até possuem sua importância, mas jamais terão soluções individuais, fora da grande batalha política que o país vive. Infelizmente os jovens não compreendem isto e prefere repetir que uma causa não desmerece a outra. No fundo se mantém na alienação política, que conduz a aberrações como Bolsonaro ser líder entre os jovens universitários.

  6. Incrível ! Estava discutindo com uma amiga mais jovem sobre as agendas diversionistas. Especialmente os jovens, têm sido capturados por temas que fogem completamente de nossas questões principais. Alguns destes temas até possuem sua importância, mas jamais terão soluções individuais, fora da grande batalha política que o país vive. Infelizmente os jovens não compreendem isto e preferem repetir que uma causa não desmerece a outra. No fundo se mantém na alienação política, que conduz a aberrações como Bolsonaro ser líder entre os jovens universitários.

    1. RELAXEM… A EDUCADORA XUXA MENEGUEL EDUCOU MILHÕES DE CRIANÇINHAS ENQUANTO OPERAVA NA EMPRESA GLOBO-MOSSACK COOPTAÇÕES IDIÓTICAS E INFANTIS… OUTROS AINDA ESTÃO LÁ PRODUZINDO “CÉREBROS KOXINHAS” EM ABUNDÂNCIA: FAUSTÃO, BONNER, OS “NOVELISTAS IDIÓTICOS”… ENFIM!
      MAS, A DOR ENSINA A GEMER … A CRISE VAI FAZENDO SEU SERVIÇO DIDÁTICO…
      ALGUNS CÉREBROS SE SALVAM, ENQUANTO OUTROS VIRAM BOSÓMÍNIONS…
      SOMOS TODOS REFÉNS DE NOSSOS CÉREBROS…

  7. A estupidez está em não reagir contra as injustiças,esperar que quem deveria zelar das leis as distorcem façam justiça é nossa maior estupidez,a covardia disfarçada de pacifismo é a maior estupidez essa sim é a arma usada por facínoras para nos acomodar nas poltronas que nos indicam até o dia das eleições nas urnas ilegítimas supervisionadas por bandidos.

  8. :: * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra??S??il e postando:

    E eu, como diria outro Fernando (que eu chamo de Pessonha, porque, apesar de poeta, era ma$$om), que tenho sido estúpido, tenho sido grotesco, mesquinho e arrogante, me senti atingido por esse seu verdadeiro poema em prosa. Vou procurar moderar minha veia crítico-sarcástico-violenta para algo realmente construtivo, se bem que às vezes se tenha de destruir para construir o verdadeiramente novo de novo. Valeu, Brito.

    .:.
    ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? * * * * * * * * * * * * * ? ? ? ? * * * *
    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) ! ! ! ! Lul(inh)a Paz e Amor (mas sem contemporizações indevidas, ou seja : SEM VASELINA) 2018 neles/as (que já PERDERAM,
    tomaram DE QUATRO nas 4 mais recentes eleições presidenciais no BraSil) ! ! ! ! !
    * * * * ? ? ? ? * * * * * * * * * * * * * ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ?
    ???????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????? ::
    .:. ???????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????? ::

  9. Um candidato inviável, pouco significativo e de ideias estapafúrdias estava no debate só para a Band fingir que existe democracia e todos têm direito a expor seus projetos.

    Já o candidato viável e de projetos que a maioria quer, estava ausente, trancafiado por causa de um processo que faz Kafka parecer um autor de livros infantis.

  10. Diante das desgraças do golpe, das perdas das garantias constitucionais, de um preso político do tamanho do enorme LULA e da ameaça da desgraças das desgraças da cassação dos votos de 60 milhões de votantes que sabem o LULA inocente e perseguido político, tudo o mais é farofa.
    O pedido de aumento e a notícia que o juiz teria confessado agir fora da lei, etc, são erros até graves, e que a mídia bandida dá todo o destaque, não seria para distrair a atenção?
    A desgraça das desgraças, o impedimento de 60 milhões de votarem no LULA, muito mais grave, incrível, que a própria e infame prisão do LULA, está a caminho. Socorro!

  11. Fernando Brito, gosto demais dos seus textos, mas esse pode acreditar – está perfeito. As suas palavras são exatamente o que eu penso. O assunto da tal da Ursal encheu a paciência; tanta coisa séria a ser falada, discutida e as pessoas se divertindo com as brincadeiras e os memes. É de lascar!

  12. Muito boas tuas colocações. Estás simplesmente colocando que, em caso de incêndio na casa, devemos em primeiro lugar, salvar os empregados que ficam presos na cozinha e no porão, para depois nos preocuparmos com o salvamento dos panos de prato e dos bibelos. Esta foi a melhor colocação que vi no momento sobre as prioridades sa sociedade brasileira e dos países subdesenvolvidos. Ou de qualquer SOCIEDADE, pois o termo já indica que são os membros dela os elementos mais importantes sempre, e não os bens materiais de alguns.

  13. Concordo em gênero, número e grau. E, muitas vezes, transformar em “humor”, dito inteligente, acaba por fazer o supra sumo do elogio a estupidez.

  14. Caro companheiro!
    Estes, membros safados donos da imprensa, sabem muito bem disto e do que nosso redator está falando aqui, mas querem com isto, desviar o debate para perfumarias que, alimentam as conversas com conteúdos de importâncias periféricas. Os participantes das empresas de comunicação já receberam instruções para Encaminhar assuntos sem relevância, que só interessam pessoas da classe medias sem visão social, para não coloca-las frente aos questionamentos principais . São CONFERÊNCIAS DE CARTAS MARCADAS.

  15. Fernando Brito só acerta na mosca!
    O ato de Carminha pautar a discussão sobre aborto neste momento obedece exatamente a essa tática.
    É uma armadilha irresistível para a esquerda.
    (Obviamente, a estupidez não está no tema, mas na tentativa de discuti-lo em pleno FLA-FLU eleitoral.)

  16. Bingo! Menos carnaval, menos futebol, menos churrasco. Vamos levar este país a sério uma vez por todas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.