O passa-fora de Doria em Bolsonaro

Chegamos a tal ponto na degradação da vida política brasileira que foi preciso que João Dória, que nunca teve nas veias a pulsão do povo brasileiro, dizer a Jair Bolsonaro que ele está agindo como um genocida indiferente à vida das pessoas.

“E agora, presidente, diante de 5 mil mortos, o senhor continua afirmando que o país está vivendo uma gripezinha? Eu convido o senhor, presidente Jair Bolsonaro, venha a São Paulo. Saia desta sua redomazinha de Brasília e venha visitar comigo o Hospital das Clínicas, ou o Hospital do M’boi Mirim, ao lado do prefeito Bruno Covas, os hospitais de campanha e venha ver a gripezinha, o resfriadozinho. Venha ver as pessoas agonizando nos leitos e a preocupação dos profissionais de Saúde, de São Paulo e de toda parte do Brasil, com aquelas pessoas que podem ir a óbito. E se não quiser visitar São Paulo, Presidente, por medo ou qualquer outra razão, vá a Manaus. Vá ver o colapso da saúde em Manaus (…) Vá ver a realidade do seu país e não a sua realidade do stand de tiros, onde o senhor foi ontem celebrar, enquanto nós choramos mortes de brasileiros. Saia de sua bolha, saia de sua fábula, deste seu mundinho de ódio…”

Claro que isso não exime João Dória de ter sido escancarado cúmplice da ascensão de Bolsonaro ao Governo e de ter se alimentado do mundinho de ódio que elevou esta pústula ao poder da República. Mas antes um arrependido que o diz do que aqueles que, cúmplices iguais, reagem com mimimi e covardia, diante das monstruosidades que estamos assistindo.

O endeusado Moro, por exemplo, maior de todos os culpados por este desastre, só atirou contra as mumunhas presidenciais para tirar-lhe poder, jamais contra o programa de extermínio que Bolsonaro patrocinou.

Não me constranjo de aplaudir a reação de Doria, de quem tenho os piores conceitos, dos quais só em um se redime: seja com segundas, terceiras ou quartas intenções, não se acovardou diante deste plano macabro.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

28 respostas

  1. Trata-se de uma questão sanitária afastar-se de coxinhas egoístas e/ou negacionistas. Pra esse pessoal a ficha só cai quando um próximo fica gravemente adoentado. E olhe lá…

  2. Você cobrando do Lula? Vê se a mídia golpista arrependida, mas nem tanto, dá espaço pro Lula? Manda a Globo entrevistar e será um estadista falando, mas já estamos acostumados a ver nas telinhas os medíocres e oportunistas. Parece que você mora na lua.

  3. É isso mesmo, Brito. Só espero que Dória se lembre de suas palavras e não permita que qq prefeito ou funcionário do Estado de SP jogue jatos d’água no inverno, ou que esqueça do pessoal da cracolãnida, ou deixe crianças sem merenda, etc… etc… Mas ouvir Dória chamar bozo ás falas, não tem preço

  4. Dória mostrou que sabe jogar. Abandonou completamente o terreno conflitado da extrema-direita que o ajudou a eleger-se governador. Moveu-se para a centro direita e conquistou um vasto território descoberto. Aumentou assim as chances de sua candidatura a presidente em 2022.

  5. Já comentei dezenas de vezes sobre o que penso da “esquerda brasileira”,mas, é uma vergonha que seja um direitista representante do que há de mais atrasado neste país,que diga ao genocida o que ele deve ouvir.
    Tapas na cara que esse vagabundo devería ouvir a toda hora ,sem descanso,de parte dos ditos “esquerdistas brasileiros”,
    CADÊ O LULA??
    POR QUÉ ESTÁ CALADO??? AMEAÇARAM SUA FAMÍLIA ???E A MINHA, A SUA NÃO CORRE PERIGO COM ESSE GENOCIDA NO PODER????
    Certas pessoas quando adquierem tamanha responsabilidade pública,não podem se ausentar delas.
    Vale para todos eles,não só para o Lula.
    Á LUTA !!!!!!

    1. CALABOCA VARGUINHAS… LULA CONTINUA SEMI-PRESO E AMEAÇADO… TODO DIA A TUA GENTE FASCISTA DO JUDICIÁRIO ABRE UM NOVO INQUÉRITO E PROCESSOS FANTASMAS CONTRA ELE!
      INTERESSANTE, TU APOIAS QUEM AJUDOU A ELEGER O BOSÓ… AGORA, SE VIREM COM O CAPETA!
      A ESQUERDA NÃO DEVE SE MANIFESTAR… A BRIGA É ENTRE FASCISTAS IRMÃOS!
      BOM APETITE… CUIDADO, O ÓDIO MATA!

      1. Compreensão de texto é um problema para vc,fica claro no meu comentário que estou do lado oposto do genocida..
        Por outra parte,parece que vc é daqueles que seguem homens ,siga idéias,se frustará menos.

      1. Meu caro , tem algo errado quando alguém informado e que está do lado certo da briga ,tem essa percepção.

        —-Certas pessoas quando adquierem tamanha responsabilidade pública,não podem se ausentar delas.–
        Quero dizer que a sua vida já não pertence a elas( e isto parece uma deformação) ,estão a serviço das outras para representa-las e ser a voz delas.
        Lamentávelmente é assim que funciona ,as pessoas gostam e seguem líderes ,eu sigo idéias.
        Mas,as minhas armas não tem presença nenhuma ,porque a maioría abrumadora das outras pessoas,seguem homens.

        1. Vc não tem visto o Lula se manifestando o tempo todo sobre a desgraça que o Bolsonaro está produzindo no país? O cara dá verdadeiras aulas de política em cada entrevista, em cada fala. Onde vc vê o Lula calado? Calados estão o Fhc, o Aécio, o Alckmin, inclusive o Moro, ficou caladinho enquanto tudo vinha acontecendo sem dar um pio!
          Do Lado da esquerda tem combate o tempo todo, Lula, Manuela, Dino, Freixo, Haddad, Boulos, tudo todo mundo. Acho que seu comentário está equivocado.

    2. Não entendo onde está a vergonha de que você fala. A esquerda não tem a seu favor a Globo, e muito menos a Record e o SBT. Você quer que o Lula se levante, ponha terno e gravata, e vá à Globo pedir uma entrevista em horário nobre? Mesmo quando era presidente, Lula não passou um único dia sem pisar em ovos e relevar todo tipo de ataque mesquinho. Tudo o que fez foi incrivelmente milagroso. Não ataque a esquerda, já bastam as dificuldades que ela tem com os poderosos inimigos de direita. .

      1. Bem,como vc diz a “esquerda” tem poderosos inimigos,portanto meu comentário que não é um ataque,é uma crítica ,não lhe fará dano.
        Se obviamente a mídia masiva não está a disposição,é necessário ser mais criativo para lhe fazer chegar a massa (o destinatário mais importante) pensamentos que a esclarezam e a coloquem em situação de poder enfrentar o governo que a extermina.O motivo é elevado portanto o esforço devería ser infinito.e vc percebe esse esforço???eu não.
        Já comentei sobre a falácia da esquerda no brasil.
        E dizía que ser esquerdista, e ainda mais num país tremendamente injusto como o Brasil,É TER ATITUDE DE CONFRONTO,DE LUTA.não vejo isso na mal chamada esquerda brasileira.

        1. Outro dia vi em um vídeo um local onde funcionava uma impressora de revolucionários na cidade de São Petersburgo, durante os últimos anos da monarquia czarista. Para chegar até à impressora, tinham de passar por vários níveis de cômodos falsos que começavam em um pequeno açougue. Por vezes os militantes tinham de rastejar por estreitos buracos de ratos. Um folheto a ser distribuído valia a pena por todo este sacrifício, muitas vezes coroado com as mortes de toda uma equipe. Deixe a ditadura bolsonariana se instalar, e veremos renascer aqui este tipo de disposição em defesa do país e da humanidade que você cobra da esquerda. Não é possível lutar devotadamente contra a tirania antes que ela se instale de fato, porque não se está a sofrer na pele seu flagelo. Enquanto persistir este chove não molha de uma democracia cheia de furos, a esquerda de classe média o que pode fazer é seguir o jogo dentro das regras que estão postas, e gritar pelos direitos do povão. Se a justiça falha, que se malhe a justiça. Se a mídia esconde ou mente, que se malhe a mídia. Os tiranos podem até ultrapassar os limites do jogo, mas não podem ultrapassar os limites do tabuleiro. Foi jogando o jogo posto pela própria elite que José Dirceu conseguiu inventar para o Brasil este milagre que se chama doze anos de governo petista. Pagou caro por isso, mas valeu extraordinariamente a pena. O povão conheceu a liberdade e ninguém vai tirar dele este conhecimento.

        2. Outro dia vi em um vídeo um local onde funcionava uma impressora de revolucionários na cidade de São Petersburgo, durante os últimos anos da monarquia czarista. Para chegar até à impressora, tinham de passar por vários níveis de cômodos falsos que começavam em um pequeno açougue. Por vezes os militantes tinham de rastejar por estreitos buracos de ratos. Um folheto a ser distribuído valia a pena por todo este sacrifício, muitas vezes coroado com as mortes de toda uma equipe. Deixe a ditadura bolsonariana se instalar, e veremos renascer aqui este tipo de disposição em defesa do país e da humanidade que você cobra da esquerda. Não é possível lutar devotadamente contra a tirania antes que ela se instale de fato, porque não se está a sofrer na pele seu flagelo. Enquanto persistir este chove não molha de uma democracia cheia de furos, a esquerda de classe média o que pode fazer é seguir o jogo dentro das regras que estão postas, e gritar pelos direitos do povão. Se a justiça falha, que se malhe a justiça. Se a mídia esconde ou mente, que se malhe a mídia. Os tiranos podem até ultrapassar os limites do jogo, mas não podem ultrapassar os limites do tabuleiro. Foi jogando o jogo posto pela própria elite que José Dirceu conseguiu inventar para o Brasil este milagre que se chama doze anos de governo petista. Pagou caro por isso, mas valeu extraordinariamente a pena. O povão conheceu a liberdade e ninguém vai tirar dele este conhecimento.

        3. Outro dia vi em um vídeo um local onde funcionava uma impressora de revolucionários na cidade de São Petersburgo, durante os últimos anos da monarquia czarista. Para chegar até à impressora, tinham de passar por vários níveis de cômodos falsos que começavam em um pequeno açougue. Por vezes os militantes tinham de rastejar por estreitos buracos de ratos. Um folheto a ser distribuído valia a pena por todo este sacrifício, muitas vezes coroado com as mortes de toda uma equipe. Deixe a ditadura bolsonariana se instalar, e veremos renascer aqui este tipo de disposição em defesa do país e da humanidade que você cobra da esquerda. Não é possível lutar devotadamente contra a tirania antes que ela se instale de fato, porque não se está a sofrer na pele seu flagelo. Enquanto persistir este chove não molha de uma democracia cheia de furos, a esquerda de classe média o que pode fazer é seguir o jogo dentro das regras que estão postas, e gritar pelos direitos do povão. Se a justiça falha, que se malhe a justiça. Se a mídia esconde ou mente, que se malhe a mídia. Os tiranos podem até ultrapassar os limites do jogo, mas não podem ultrapassar os limites do tabuleiro. Foi jogando o jogo posto pela própria elite que José Dirceu conseguiu inventar para o Brasil este milagre que se chama doze anos de governo petista. Pagou caro por isso, mas valeu extraordinariamente a pena. O povão conheceu a liberdade e ninguém vai tirar dele este conhecimento.

          1. “O povão conheceu a liberdade e ninguém vai tirar dele este conhecimento.”
            Desculpe, mas parece que já tiraram.
            Memória NUNCA foi o forte do brasileiro. Por isto estamos onde estamos.

    3. Desculpe-me, mas acho que há um certo exegero na sua percepção. Não é que o Lula, o PT ou a oposição não falem. Na verdade estão sendo boicotados pela grande mídia. Nada do que fazem é notícia e suas opiniões não são requeridas em absolutamente nenhum assunto. Assista ao JN e perceberá o que estou dizendo com facilidade. Recentemente houve uma crítica pública nesse sentido. Talvez por isso o Randolfe Rodrigues tenha aparecido hoje e o Flávio Dino recebido algumas citações. Por outro lado, o momento não é propício a manifestações que ajuntem pessoas, tradicional escapatória da esquerda ao bloqueio da mídia comercial.

      https://www.brasil247.com/midia/globo-censura-oposicao-a-bolsonaro-denuncia-colunista%3famp

  6. Infelizmente, face a Bolsonaro, qualquer um consegue ser um perfeito estadista, i.e., aquilo que esperamos de um governante num momento de crise. A provável razão pode ser até patológica, pois Bolsonaro tem mostrado possuir traços de uma personalidade psicopata. Mas isso não o isenta de suas responsabilidades nem da mais absoluta nulidade que demonstra ser como político e como pessoa.

  7. Engraçado, todos esses políticos abrem a boca pra dizer que valorizam a vida etc e tal,mas nenhum defende a saúde pública através do fortalecimento do SUS, nem os médicos papagaios de pirata que os acompsnham….devem concordar com a rede golpe com a tal corrente de solidariedade, talvez quando estiverem cientes vao buscar socorro na porta de alguma empresa ou da algum banco…..

  8. Abstraindo do jogo eleitoreiro, com todas as ressalvas já externadas por você, haja vista que Dória, notoriamente, não é flor que se cheire, há de se reconhecer que o governador de São Paulo tem se conduzido bem no enfrentamento da pandemia.

  9. Dória é o que sempre foi: um Dória. Esses rompantes não significam nada. É um “dândi”, perfumado, com ècharpe de grife e sapatos de cromo alemão mas que, como todos seus iguais, odeia o povo brasileiro. Em que ele se diferencia do sr. Messias? Talvez pelo fato de tomar banho todos os dias. No mais, são iguais.

  10. “Mas antes um arrependido que o diz do que aqueles que, cúmplices iguais, reagem com mimimi e covardia, diante das monstruosidades que estamos assistindo.”
    Penso o mesmo, caro Brito.
    Boa Doria !

  11. “Não me constranjo de aplaudir a reação de Doria, de quem tenho os piores conceitos, dos quais só em um se redime: seja com segundas, terceiras ou quartas intenções, não se acovardou diante deste plano macabro.” Faço minhas as suas palavras. E nem brasileiro sou, mas sou grato ao Brasil por ter me acolhido, por ter me dado a minha esposa e companheira de vida .. por ter me dado o meu filho … e a oportunidade de fazer meu espaço aqui … lamentável ver o crico macabro em que converteram o Brasil .. triste ver o deboche dos que foram, pelas circunstâncias, chamados a serem as lideranças deste lindo povo … magoa ver as elites econômicas e políticas continuando a dar as costas ao seu próprio povo … machuca ver os pobres do Brasil, tão brasileiros como qualquer um do Alphaville ou do Leblon, abandonados mais do que nunca à própria sorte … a História não perdoa … a História não perdoará …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.