Pib dos EUA cai 4,8%. E é só o começo, lá e aqui

Quase não englobou os efeitos diretos da pandemia do novo coronavírus – no dia 15 de março os casos novos diários não chegavam a mil – mas o PIB dos Estados Unidos, já no primeiro trimestre, caiu 4,8%.

No segundo trimestre, alguns estimam em 30% de queda, enquanto outros, diz o The New York Times, dizem que é melhor nem falar.

Vai, como você vê no gráfico, deixar muito, muito para trás a grande recessão de 2008/2009.

Ontem, questionou-se aqui em que economia Paulo Guedes vai mandar, e a resposta está mais do que clara, agora, com os números.

Aqui, é provável que os números do primeiro trimestres fiquem pouco menos graves que os do primeiro trimestre nos EUA, mas os do segundo não ficarão atrás do desastre norte-americano, ao contrário.

E não haverá recuperação no terceiro, porque não há sinais de que chegaremos logo ao tão falado pico da desgraça e dele será lento o retorno.

Talvez demoremos a saber com exatidão o tamanho do rombo provocado por esta crise, porque há uma situação no sistema de coleta de informações econômicas, o que não impede de termos caracterizada a maior recessão que este país conheceu desde os anos 80.

Como alguém que tenha um pingo de conhecimento de economia pode, num quadro assim, propor políticas econômicas fundadas no fiscalismo e em cortes em gastos públicos?

É como propor uma severa dieta de baixa caloria a alguém que sofre de subnutrição.

Paulo Guedes não conhece outra e não haverá cloroquina econômica capaz de fazer milagres num cenário de devastação econômica.

Mais do que Jair Bolsonaro e que o general Braga Netto, o grande inimigo da permanência de Guedes à frente do Ministério da Economia é a realidade econômica.

Contra ela, não há carta branca que resista.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

7 respostas

  1. PG é um picareta. E um monstro, claro. Leiam o livro Um Basta à Depressão Econômica, de P Krugman. Sobre a crise de 2008. Os tipos como o Paulo Guedes tão bem exemplificados lá. Né não?

  2. Paulo Guedes é um incompetente, qualidade fundamental para fazer parte do governo Bostanaro. Mas com seu trabalho em prol dos especuladores, do “mercado” e do sistema financeiro conseguiu a aprovação e apoio de uma vasta gama de gente (ou seriam animais?). Agora, quando a água começa a bater na bunda de muitos empresários, acho que será desmascarado e cairá em desgraça. O problema, neste governo, é que nada está tão ruim que não poderá ficar pior: sai Guedes-incompetente e entra mais um general “competentíssimo”…

  3. Quem viver verá. Esse negócio de ministro com “carta branca” é o mesmo que técnico de futebol “prestigiado”: na próxima rodada, não conduz o time.

  4. Vai demitir o Guedes e chamar alguém que fará mais do mesmo. A direita não tem proposta eficiente pra enfrentar a crise.

  5. Por quê nenhum comentário meu foi aprovado no blog desde que foi implantada o Disqus?
    Não tenho essa dificuldade no Brasil 247 e DCM que usam o Disqus.
    Eu não sou troll.

  6. Apesar do revés com seu chefe de polícia, Bolsonaro ainda saboreia o pontapé aplicado no Moro. Mas vai ter que enfrentar artilharia pesada quanto mais avance o desastre viral. E vai avançar ainda muito mais do que ele pensa. Entretanto, conquistou um vasto território desde que se tornou Rei do Centrão. Os bolsomíneos que ainda atacam o presidente da Câmara não se deram conta de que o Maia é centrão desde que nasceu. O Maia é Centrão e o Bolso é o Rei do Centrão. Por isso ele continua tão feliz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.