O “QG” da subversão bolsonarista

Magras e ralas, as milícias bolsonaristas que urram nas ruas pelo “abre tudo” que manda as pessoas à morte não teria muita importância se isso não correspondesse à vontade presidencial de provocar entre nós uma tragédia humanitária de grandes proporções.

Faz parte do seu projeto de destruição do que resta de institucionalidade no Brasil e do desaparecimento de qualquer autoridade que não seja a dele e a de seu doentio clã.

O “QG”, como o chamam, tem uma metralhadora na parede e um “1776” que não se refere à independência do Brasil, mas à do país ao qual, mentalmente pertencem, como quinta-colunas que são: os Estados Unidos.

Volto às “bolsoatas”, sempre realizadas sob o apoio das polícias militares onde o germe da insubordinação aos governos dos Estados já é patente e têm uma situação, em muitos núcleos, de pré-motim.

Os generais, que estão patrocinando ou tolerando o comportamento intolerável do presidente, deveriam alertar-se para o fato de que Jair Bolsonaro não está, em relação às suas tropas, em “isolamento vertical”.

A cada dia, reforçam-se os vasos comunicantes entre ele e a baixa e média oficialidade – algo do qual o “mito”jamais descuidou.

Bolsonaro está, com poucos disfarces, numa espiral golpista, ao tornar-se incapaz de conviver com os poderes republicanos – Congresso e Judiciário.

Se houver ainda um limite ao que os generais estejam dispostos a lhe conceder, talvez, adiante, ele apele à matilhas também fardadas contra um “isso, não” que lhe ponham à frente.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

27 respostas

  1. Em frente ao Quartel da Mouraria, em Salvador, militantes a favor de Bolsonaro lançavam seu grito de guerra em favor de uma nova ditadura militar: “Nós não estamos aqui hoje pensando que nós vamos resolver o problema comunista no Brasil através das urnas. Comunista só ouve o som do fuzil”. Mostraram toda a sua pujança com o comparecimento de uma multidão de exatamente 87 pessoas. Um auê que repercutiu até no exterior. Detalhe: Para eles, até o Dória é comunista desde criancinha.

  2. Em frente ao Quartel da Mouraria, em Salvador, militantes a favor de Bolsonaro lançavam seu grito de guerra em favor de uma nova ditadura militar: “Nós não estamos aqui hoje pensando que nós vamos resolver o problema comunista no Brasil através das urnas. Comunista só ouve o som do fuzil”. Mostraram toda a sua pujança com o comparecimento de uma multidão de exatamente 87 pessoas. Um auê que repercutiu até no exterior. Detalhe: Para eles, até o Dória é comunista desde criancinha.

  3. Bolsonaro discursou para uma multidão que pedia AI 5 em frente ao QG em Brasília, neste domingo. Uma multidão de duzentas pessoas. Um auê danado.

  4. Bolsonaro discursou para uma multidão que pedia AI 5 em frente ao QG em Brasília, neste domingo. Uma multidão de duzentas pessoas. Um auê danado.

  5. TEMOS DE ENFRENTAR ESSES NAZISTAS E É AGORA.SÃO CÃES SARNENTOS QUE MIJARÃO NAS CALÇOLAS SE RANGERMOS OS DENTES EM FÚRIA.

  6. SE QUEREM UMA GUERRA CIVIL TERÃO UMA GUERRA CIVIL E O PRIMEIRO A SER EXECUTADO SERÁ ESSE GENOCIDA.

  7. Enquanto a esquerda disputa pra ver quem acerta o número de infectados e mortos pela Covid, Bolsonaro vai construindo o GOLPE na cara de todos.
    Com aquela elite de que falei noutro dia, toda de quatro abanando o rabinho e dizendo que “não há crime no que ele faz”.

  8. FAZ ANOS QUE VENHO DIZENDO QUE BRINCAMOS COM O FASCISMO E A CADA DIA OUSAM MAIS,PROVOCAM MAIS,TUDO PORQUE NÃO OS ENFRENTAMOS.
    ESSA GENTE PODRE PRECISA SER ENFRENTADA MESMO QUE TENHAM TODO APOIO DO MALDITO EXÉRCITO BRASILEIRO INIMIGO DA DEMOCRACIA,TOLHEDOR DAS LIBERDADES CONTRA O DIREITO CONTRA NOSSA HONRA E NOSSA DIGNIDADE. URGE ENFRENTAR ESSA CASTA AMALDIÇOADA SEM TEMER A MORTE.
    COMECE ENFRENTANDO SEU VIZINHO E ELE IRÁ SE RECOLHER,NÃO TEMA SAIR EM DEFESA DO FUTURO DE NOSSOS FILHOS E NETOS. É HORA DE LUTAR PELO BRASIL UM BRASIL MAIS HUMANO,MAIS JUSTO E MAIS IGUALITÁRIO.

    1. São muito poucos, os que querem endossar a aposta de ditador para Bolsonaro. Sempre foram como hoje são e o quanto hoje são, embora seja grande o barulho que fazem, graças hoje à rede dos multiplicadores. Bolsonaro discursou em frente ao QG em Brasília para 200 pessoas, as quais ele tomou como se fossem o povo brasileiro. Que não se faça um auê por isso. Isso é uma enorme demonstração de fraqueza. São alguns maus militares e mais os direitistas histéricos, dos quais falava Geisel, e que segundo ele por qualquer motivo que os abespinhe vão bater e gritar na porta dos quartéis. Mas eles não são os que estão dentro dos quartéis.

      1. Nunca conheci um bom militar em toda minha militância política desde os 14 anos,marcas no corpo e na alma provam isso. As forças armadas sempre estiveram em golpes,ameaças e chantagens,são inimigos do POVO.

        1. DE major prá baixo se orgulham de ser bolsonaristas, estão se sentindo representados sim. Quero ver quem vão obedecer…

      2. Não subestime a massa bolsonarista porque:
        1) são 200 lá, mas quantos estão protestando CONTRA Bolsonaro no mesmo local?
        2) vai em qualquer área de comentários de UOL e G1 e vc vai perceber que tem muita gente apoiando esse governo.
        3) a maioria das pessoas podem até não gostar da forma do Bolsonaro, mas AMAM o conteúdo: anti-esquerda, meritocracia, pro-EUA etc.
        4) o discurso mais imbecil “anti-corrupção” é ainda muito forte, tanto que o tal movimento “Direitos Já” ignora totalmente o direito de Lula ter um julgamento justo. Com esse discurso ainda forte, qualquer candidato da esquerda (que vai de Haddad a Dória) vai ser derrotado.
        5) não se engane: os milhões de evangélicos elegem um presidente. Quando o pastor falar que Globo é o mal, Witzel é traidor e Dória é da esquerda corrupta, os evangélicos vão seguir por esse caminho e vai ser reeleição em 2022.
        Digo isso não pra desanimar, mas pras pessoas entenderem o tamanho do problema.

  9. Acho que o tempo do enfrentamento passou.
    Entramos em um ponto sem volta.
    As instituições demoraram em organizar a população . MST , sindicatos , partidos de esquerda …Todos se acovardaram .

  10. Em frente ao Quartel da Mouraria, em Salvador, militantes a favor de Bolsonaro lançavam seu grito de guerra em favor de uma nova ditadura militar: “Nós não estamos aqui hoje pensando que nós vamos resolver o problema comunista no Brasil através das urnas. Comunista só ouve o som do fuzil”. Mostraram toda a sua pujança com o comparecimento de uma multidão de exatamente 87 pessoas. Um auê que repercutiu até no exterior. Detalhe: Para eles, até o Dória é comunista desde criancinha.

  11. A comunicação evidentemente é por Whatsapp em milhões de disparos.
    Alguém de alta patente forneceu os cadastros …Steve Bannon fez escola por aqui.

  12. Nunca tive grandes esperanças de sair desta pandemia em um mundo mais solidário e humano. Mas, esperava que durante ela haveria, no mínimo, um silêncio respeitoso e uma comoção coletiva.
    Mesmo que, internamente, nem todos sentissem a dor das vidas perdidas, esperava na face um ar
    entristecido em respeito a quem sente diretamente a dor.
    A apologia a morte propagada por um verme e tantos dos seus seguidores desfilando em seus carrões, buzinando e pedindo mais, causa em mim uma dor em dobro:
    1. A perda das vidas de irmãos brasileiros, por conta da negligência;
    2. A certeza de que, os que desfilam nos carrões, embora habitem o mesmo solo pátrio, não são meus irmãos, merecem o rigor do julgamento na justiça comum e da história… se nenhum destes forem efetivos, espero que não escapem do julgamento divino

  13. O exército só atua CONTRA o povo. Deram 80 tiros contra um família e NADA aconteceu. São uma casta acima dos pobres mortais. Pra eles, tanto faz com Bozo ou sem.

  14. Quando falaram em 1 cabo e 2 soldados para fechar o STF, simbolicamente talvez estivessem se referindo às proprias FA, tamanha a inaç?o de quem pode enquadrar o mito com suas atitudes odiosas. Do Congresso e STF só se pegarem no tranco.

  15. O desrespeito das polícias militares aos governadores estaduais fica claro quando ele sobe em uma viatura para bordejar contra a constituição e a democracia. Onde está o respeito a ordem e a disciplina já que seus comandantes são os governadores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *