O que não é real não vai parar de pé. Mas é terrível

aroeiratrespoderes

Um país – especialmente um país gigante e carente como o nosso – não pode tratar, como estamos fazendo, a eleição de seu presidente como se fosse um concurso de “bebê Johnson” ou de calouros, como se via na televisão.

Na terra arrasada gerada pelos desbordamentos da Lava Jato e do golpe parlamentar, desapareceu o ordenamento político que o país construíra desde a redemocratização e abriu-se o campo para todo o tipo de aventureiros, de escassa representatividade e com os partidos reduzidos a um carimbo legalmente necessário ao “concurso” presidencial.

Quase nada guarda ligação com o processo histórico de identificação da população com ideias, programas, projetos para o país e sua vida em sociedade, embora a mídia e a parcela mais conservadora das nossas paupérrimas elites culturais o trate como “renovação da política”, ao ponto de ter chegado a glorificar Luciano Huck como tal, um simples pateta televisivo.

Faça uma lista e examine: Joaquim Barbosa, Rodrigo Maia, Henrique Meirelles, Álvaro Dias, Flávio Rocha, João Amoedo e outras insignificâncias políticas – um rol ao qual, num gesto ensandecido, acaba de juntar-se o ex-ministro Aldo Rebelo -, oferece ao eleitor um leque de “não sabemos para onde querem ir” ou então um “não vamos a lugar nenhum diferente deste inferno em que estamos”.

Nenhum deles “existe” eleitoralmente e só poderão vir a “existir” se adotados pelo sistema de comunicação dominante, o que pode, em casos extremos, servir para eleger, mas não para sustentar um governante, como nos ensinou – ou deveria ter ensinado – a “experiência Collor”.

Não integra esta lista, como você notou, o nome de Jair Bolsonaro.

Sim, ele representa algo, algo que esteve adormecido nas últimas décadas e que se libertou assustadoramente com a abertura da Caixa de Pandora, há dois anos, com o processo de ruptura da legalidade democrática materializado no impeachment de Dilma Rousseff.

A direita feroz, sem rebuços, não apenas socialmente cruel como sempre foi, mas desabrida na barbárie das relações humanas marcadas pela violência, pela brutalidade, pela intolerância.

O PSDB, que personificou o conservadorismo e o neocolonialismo no país, aparentemente, morreu do veneno que ele próprio injetou na política, quando atirou nas mãos de um desqualificado como Aécio Neves, o seu destino. O oportunismo, a vilania política, a ausência de mínimas qualidades pessoais foram um veneno para os tucanos e, ao que parece, o que sobra deles, Geraldo Alckmin, repetiu a dose, em escala ainda maior, consigo mesmo, ao criar seu monstrinho Doria, que será a base bolsonarista em terras bandeirantes.

O novo partido de direita no Brasil, assim, saiu do campo da política – e, portanto, do voto popular – para o da Justiça.

O Brasil, que tentava sair do atraso pela via da negociação e composição de interesses conflitantes, como foram os governos de Lula, decaiu à condição de um país em que a manutenção do atraso e dos privilégios depende do autoritarismo que, hoje, já não tem condições de se implantar pela via militar.

O Judiciário, que dá à mídia a cobertura de legitimidade para demolir as representações políticas da população, está partejando o que seria inimaginável há meros dois anos e que se revela na agudeza da charge de  Renato Aroeira – o melhor cronista gráfico desta quadra da história brasileira – que ilustra o post.

O que se passa hoje só não é mais terrível porque não é o real retrato do Brasil, mas a caricatura disforme que fizeram deste país.

Ainda que prevaleça, é um monstrengo que não tem condições de se impor por longo tempo, como ocorreu com o regime militar de 64.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

27 respostas

  1. O conteúdo desta postagem é quase perfeito. Só não o é porque Fernando Brito não explicitou o que os atentos e observadores há naos percebem, mas que deve, SEMPRE, ser dito, e escrito, com TODAS as letras.

    Na frase “O novo partido de direita no Brasil, assim, saiu do campo da política – e, portanto, do voto popular – para o da Justiça.” A impressão que fica é de que esse partido do judiciário (golpista, oligárquico, plutocrata, escravocrata, cleptocrata, privatista e entreguista) é algo externo ou diferente do que o próprio Fernando Brito mostra: “O PSDB, que personificou o conservadorismo e o neocolonialismo no País…”. Lamento dizer, Fernando Brito e leitores, que o PSDB, juntamente com o partido da justiça e o da banca financeira (nacional, mas sobretudo internacional) são uma espécie de “malditíssima trindade”, inseparáveis, unos, embora se apresentem com três cabeças aparentemente distintas.

  2. Caro FB
    Não vejo motivos de espanto da justiça, ela sempre foi seletiva.
    Não é só com o Lula.
    Mas é bom que se acorde para o que está acontecendo, faz parte da guerra não declarada e do brasileiro “cordial”.
    O Lula é prisioneiro de guerra.

  3. “Deixai toda esperança, ó vós que entrais”. Mensagem na porta do Inferno, na Divina Comédia. O estado está completamente dominado e aparelhado pela “elite” escravocrata, corrupta ou entreguista, isso inclui forças armadas, PF e polícias. Da mídia, sobretudo a globo, nem é preciso dizer nada. Então, não devemos criar ilusões sobre redemocratização pela via pacífica. Muito tempo vai passar, muita desgraça vai acontecer e o brazil vai se tornar mesmo aquele país de terceiro mundo que sonhamos um dia deixar de ser.

  4. FAMIGLIA

    Aos poucos tudo vai ficando esclarecido. O procurador que tirou Geraldo Alckmin da mira da Lava-Jato é primo irmão de um velho aliado do tucano.

    Luciano Mariz Maia, o vice-procurador-geral da República é primo de José Agripino Maia, senador do DEM, que quase foi vice de Alckmin na eleição presidencial que perdeu para Lula em 2006. Nada acontece por acaso. Fica tudo em famiglia.

  5. PSDB = bactérias estão morrendo pelo excesso de toxinas produzidos por eles mesmos. “O PSDB, que personificou o conservadorismo e o neocolonialismo no país, aparentemente, morreu do veneno que ele próprio injetou na política, quando atirou nas mãos de um desqualificado como Aécio Neves, o seu destino.”

  6. Claro como as águas azuis de nosso mar, o Brasil, infelizmente, está a caminho da pior experiência que um povo poderia ter. Caso o bostanaro vença a eleição, retrocederemos aos tempos medievais, dos processos da “sagrada igreja” da Inquisição. Nesses processos, o (a) denunciado (a) tinha o direito de morrer rápido (se confessasse o que não fez) ou morrer lentamente em instrumentos de tortura inimagináveis. E como chegamos a essa tendência? Pela criminosa e sórdida campanha de uma mídia canalha e um judiciário que virou “partido”. Que envergonha a qualquer magistrado em qualquer lugar sério desse planeta.

  7. Que nada amigo! Sexta feira, chopinho já no almoço, solzão, praia amanhã é certo. Esse negocio de política já deu, só tem safado mesmo, deixa prá lá. Eu que não voto em ninguém!

  8. Com ¨larga¨ e infelizmente consolidada maioria no Supremo, a Direita comodamente permite à Gilmar Mendes contemporizar com a Esquerda, que ingenuamente(até quando?) aceita seus verdadeiros, … mas tardios discursos legalista.
    Bem ao estilo FHC, como todo tucano, bate e assopra.
    – Cavalo de Tróia …

  9. Caro Fernando, não tenho esse seu otimismo…
    O golpe é um processo e nele já perdemos:
    54 milhões de votos (impeachment fajuto apoiado pelo juiz “sérgio cunha moro”, “roberto temer marinho”, “otávio gedel frias”, “moreira angorá franco”, “geraldinho santo alckmin”, “carminha funaro lúcia”, “gilmar aécio mendes” e “coxinhas bolsonaro fascistas”…
    direito ao trabalho pago justamente (extinção da clt a caminho, livre negociação em que o patrão capitalista impõe suas condições)
    direito à saúde digna (mais médicos, farmácia popular, SUS sendo privatizado… é a idéia do golpe)
    direito à segurança (intervenção, congelamento de orçamento, a segurança nunca foi tratada – e não será agora que vai mudar… basta uma açãozinha na favela e vão dizer que resolveram alguma coisa)
    direito à educação (fies, prouni, todos os programas foram enxugados e para conseguir aderir ao mesmo será mais difícil que passar em vestibular para universidades públicas)
    direito à aposentadoria (agora precisaremos trabalhar até morrer com essa reforma que os banqueiros pediram a Deus, ou ao diabo, visto que se quisermos aposentadoria, só privada)
    direito à dignidade (estão acabando com bolsa-família, o maior programa de mundo de distribuição de renda, bem como o programa que dará a Lula a indicação ao nobel da Paz)
    direito à justiça (vide Lula preso sem provas e com jeitinhos enquanto demais espertalhões todos soltos utilizando os mesmos jeitinhos ao contrário- vide santo tucanalha)
    os únicos que conseguem garantir seu direito são os golpistas (vide anistia a banqueiros por dívidas de bilhões de sonegação sendo engavetados ou perdoados por um valor infinitesimal, anistia a ruralistas tanto no que tange ao trabalho escravo quanto no perdão de dívidas em que no final quem pagamos somos nós- contribuintes e cidadãos, terceirização dos serviços públicos, em que os trabalhadores serão escravizados para empresas de amigos de golpistas, privatização dos bens públicos, vendidos a preços de banana para os isteites…)
    Com essa mamata do mercado, essa economia decolando conforme foi dito pela cegonhóloga, pela riachuelo, você acha que eles vão querer largar a mamata desses dois últimos anos ?
    O perigo agora é acabarem com as eleições com argumentos xucros, afinal tá tudo dominado… com supremo e tudo né carminha ?

  10. TEXTO MAGNÍFICO, PEDAGÓGICO, HISTÓRICO…
    LEITURA IMPERDÍVEL!

    ***

    Os homens de bem, os puteiros e a prisão de Lula

    *Por Felipe Pena

    13/04/18, [o dia da bruxa do STFede! Adendo do matuto velho!]

    Os homens de bem comemoram a prisão de Lula em um puteiro. No ritual macabro, o dono do bordel amarra uma funcionária, arranca sua calcinha e torce seu pescoço na frente de outros homens de bem que bebem a cerveja servida de graça pelo cafetão.
    No alto da cena, como a ungir aquela entidade satânica, lá estão as fotos emolduras da presidente do STF e do juiz Sergio Moro. Duas fotos para um mesmo retrato. O retrato do país onde os homens de bem que aplaudem a tortura de prostitutas nuas em praça pública são os mesmos homens de bem que condenam a nudez de uma exposição de arte nas galerias de um museu.
    (…)
    Para os homens de bem, a justiça é um puteiro. Mas não é um puteiro comum. É um puteiro supremo, com direito a suingue e chicotada, com tudo. E o que eles gostam não é de um simples ménage à trois, mas de um 6 a 5, bem gostoso, como nas melhores putarias.
    Putarias do bem, é claro.

    *Felipe Pena, Jornalista, psicólogo e professor da UFF. Doutor em literatura pela PUC-Rio, com pós-doutorado pela Sorbonne III, foi visiting scholar da NYU e é autor de 15 livros, entre eles o ensaio “No jornalismo não há fibrose”, finalista do prêmio Jabuti

    FONTE: https://www.brasil247.com/pt/colunistas/felipepena/351041/Os-homens-de-bem-os-puteiros-e-a-pris%C3%A3o-de-Lula.htm

    1. … Muito bem, egrégio e impávido jornalista, professor e escritor Felipe Pena, abaixo os eufemismos!
      Nós temos, sim, que “dar nomes aos bois”!
      E “às vacas” também!
      Prezado professor Felipe Pena, parabéns por expor as vísceras putrefatas e miasmáticas desta justiça vagabunda, covarde e criminosa!
      “Rebanho” infeliz de irresponsáveis!
      E de abjetos(as) lesa-pátria!
      “O cheiro dos cavalos ao do povo!”…

  11. … E a tal “justi$$$$a” de merda “ainda por cima” é RÉ CONFESSA!
    Dileto(a) leitor(a), antes mesmo do processo transitado em julgado, os magarefes três patetas desembagrinhos do puxadinho do Projac núcleo TRF-4 já haviam encaminhado pedido para o títere do conluio CIA/FBI/Globo ‘mor(T)o’ prender o inocente, honrado e eterno presidente Lula.
    Ou seja, mais um atestado cabal e despudorado de que a “justiça” desta joça de republiqueta *”se abandidou” explícita e definitivamente!
    *segundo o jurista Rubens Rodrigo Francisco

    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

    TRF-4 marca para o dia 18 julgamento do último recurso de Lula

    13/04/2018

    (…)

    FONTE [IMUNDA!]: https://www.metropoles.com/brasil/trf-4-marca-para-o-dia-18-julgamento-do-ultimo-recurso-de-lula

    1. … Outro exemplo medieval – perdão, ato falho -, [exemplo] clássico que comprova documentalmente: a justica da sórdida casa grande nativa *”se abandidou” explícita e definitivamente!
      *segundo o jurista Rubens Rodrigo Francisco

      $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

      Decisão de duplo auxílio-moradia pró-Bretas envolveu falha judiciária

      Por jornalistas Allan de Abreu e Victor Hugo Brandalise da revista Piauí.

      13/04/2018

      Diferentemente de pelo menos outros 19 magistrados, o casal de juízes federais Marcelo da Costa Bretas e Simone de Fátima Diniz Bretas conseguiu na Justiça o direito de receber, cada um, 4.378 reais de auxílio-moradia. Além de incomum, o acúmulo do penduricalho envolve falhas administrativas do Judiciário que retardaram em 29 meses o recurso da Advocacia Geral da União contra a sentença favorável aos Bretas. O marido é a face mais conhecida da Lava Jato no Rio de Janeiro. Foi quem mandou o ex-governador Sérgio Cabral para a cadeia.
      A falha no processo foi questionada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes. (…)
      (…)
      Tampouco teria sido observado o reexame necessário, na forma da lei”, explicou Gilmar, nos autos.
      Na verdade, a AGU interpôs a apelação. Mas demorou quase dois anos e meio para fazê-lo.
      (…)
      A polêmica acabou por revelar que os Bretas recebiam auxílio apesar de serem proprietários de um imóvel no estado do Rio de Janeiro.
      O que não se sabia à época é que o patrimônio imobiliário construído pelo casal é de 6,4 milhões de reais e inclui também três apartamentos residenciais na Zona Sul carioca – segundo levantamento feito pela piauí. Entre eles, um de 430 metros quadrados no bairro do Flamengo, com quatro suítes, vista para o Pão de Açúcar e para a baía de Guanabara, cuja taxa de condomínio é o equivalente ao valor de um auxílio-moradia.
      (…)

      FONTE: http://piaui.folha.uol.com.br/incomum-decisao-pro-bretas-envolveu-falha-judiciaria/

  12. Desde 2012, já no Site Sonháticos, MNP, que alerto para a necessidade da participação maciça do povo. Tudo em vão!

    No início, dissimuladamente, combatiam o que mais desejavam – Um novo partido.

    Quando iniciaram a criação do partido REDE, nada publicaram sobre o programa.

    Ficaram horrorizados, quando publiquei o meu projeto para a educação básica e propus que fosse anexado ao programa.
    Claro, como conseguir o financiamento privado com um projeto como o proposto?

    Assim, ficava escancarado que MNP, SONHÁTICOS, tudo, eram, apenas, siglas!

    Queriam um partido! Mas, uma agremiação para escolhidos, onde uns, os mais íntimos, viram candidatos e o rebanho vota!

    Nota-se, na classe média, a tendência pelo menosprezo do povo e depois reclamar pela sua indiferença!

    Acordem, o povo, realmente, tem sido manipulado e forma um imenso rebanho, mas possui um cérebro diferente dos ovinos!

    Quem deseja ver o Brasil menos injusto, soberano e independente deve pensar mais amplamente, assim:

    Precisamos de um time que eduque e organize o povo!
    O pior é que essa lição vem de longe, mas pouca importância está sendo dada para a necessidade da participação consciente do povo.

    Para termos uma nação soberana, independente e com menos injustiça social, é imprescindível a participação consciente do povo, assim:
    https://www.facebook.com/LafaieteDeSouzaSpinola/posts/376383689185712
    Para que possamos implantar um projeto de educação básica que garantirá com solidez a transformação do Brasil; assim:
    https://www.facebook.com/LafaieteDeSouzaSpinola/posts/536024086555004

  13. KKKKKKKKKKKKKKKKK…….. A CHARGE É IMPAGÁVEL….KKKK!
    BRASIL KOXINHA TUKANO DIRETO E RETO PARA O CAOS……KKKKK!

  14. O que é real são o dinheiro e as armas, ambos nas mãos dos ricos.
    Dos pobres, no máximo as greves.

  15. H-I-P-O-C-R-I-S-I-A

    O mito da neutralidade foi há tempos sepultado, inclusive nas ciências. A ética pública consiste em buscar os Princípios da Impessoalidade e da Isonomia, entre outros, coisa que muitos juízes e promotores não fazem. Aliás, fazem questão de fazer política. Ex.: Moro e Dallagnol pendurarem melancia no pescoço e manipularem suas causas no Congresso e no STF. Larguem suas carreiras (que devem ser técnicas) e se candidatem, seus hipócritas!

  16. …E FICA CALADO POR MUITO TEMPO, BEM MANSINHO.
    > https://gustavohorta.wordpress.com/2018/04/13/e-fica-calado-por-muito-tempo-bem-mansinho/

    … Vai por aí afora…

    Por outro lado, roube muito, trafique grandes quantidades de drogas em helicópteros e aviões, construa aeroportos em suas terras, roube para valer do povo, à vontade. Esbanje, esculache, esculhambe, escrache, arregace. Cheire muita cocaína que terá toda a equipe de um hospital a proteger você e a escamotear seu problema. Claro, com trocas e favores…

    Dinheiro do povo, patrimônio da nação, é igual cu de bêbado, não tem dono. Pode meter a mão, tá liberado. … …

  17. … Ao apoiar o protagonismo criminoso do GÂNGSTER eduardo CU(nha) do mafiosão mimiSHELL, o STFede *”se abandidou”!
    *segundo o jurista Rubens Rodrigo Francisco
    Agora é tarde: a reputação do STFede nunca mais será resgatada!
    O mesmo STFede que, em 1936, enviou Olga Benário para a morte em uma câmara de gás na Alemanha nazista!
    O mesmo STFede que apoiou e respaldou o nefasto golpe militar de 1964!
    O mesmo STFede que apoiou o golpe vagabundíssimo que destronou a legítima e absolutamente honrada presidenta Dilma Vana Rousseff!
    “De quebra”, “os(as) supremos(as)” do STFede usurparam mais de 54 MILHÕES de votos sufragados pelo honesto povo trabalhador brasileiro!
    Em decorrência, ajudaram – decisivamente – para a implantação da ‘republiqueta dos mega bandidos’ instalada no Palácio do Urubu – perdão, ato falho – [Palácio] do Jaburu!
    Em síntese: ÍNFIMO tribunal federal (Itf)!
    Títere da CIA/FBI/Globo!
    A serviço sórdido da imunda casa grande nativa!
    E do capital financeiro transnacional!…

  18. Fernando, o busílis da questão é o tal debate sobre “projetos para o país”. Algo que deixou de ser feito há algum tempo, trocado por uma luta de foices no escuro, em que apenas um lado tem a lanterna e o projetor. Nos desconectamos das questões de fundo da sociedade brasileira – educação, saúde, distribuição de renda, violência urbana e rural, desenvolvimento tecnológico – para enfrentar uma luta fratricida em que a primeira vítima é a democracia. Se vai durar ou não? Difícil prever, pois só eleições previamente fraudadas, como as que se avizinham, não resolvem. A fratura é profunda, dolorosa, sem remédios à vista. Lutar sempre, claro. Mas para recuperar o quê além da liberdade de reconstruir a terra arrasada?

  19. Triste este nosso Brasil, depois de 518 anos ainda vamos deixar para nossos filhos ainda pior do que encontramos.
    Quanto tempo ainda teremos que ver estas pragas. No Egito foram 7 ,aqui no Brasil temos 11 no STF e uma praga maior no Alvorada.
    Quanto ao resto nao tenho classificaçao que contemple tamanha desgraça como os postulantes lava botas dos que deram o golpe.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.