Os fatos, senhores, os fatos da Lava Jato

Não basta que o Procurador Geral da República diga que a Lava Jato de Curitiba tenha, sozinha, um volume de dados sigilosos 9 vezes maior do que toda a direção da PGR, nem que haja 50 mil documentos ocultos na investigação ou que existam 38 mil pessoas com seus sigilos violados nos HDs de Deltan Dallagnol e Companhia.

A fala de Aras é uma notícia, não uma opinião.

Não é uma polêmica política, sujeita a opiniões sobre ser “contra ou a favor” da Lava Jato. São, se ocorreram, ilegalidades e desvios funcionais e, portanto, deve gerar de imediato procedimentos administrativos e penais que levem a consequências.

O resto é jogar no campo da politicagem com procedimentos judiciais, ambiente próprio para o “lavajatismo”, que procura sustentar por motivos “éticos” as suas ilegalidades.

Sérgio Moro, que não foi acusado de coisa alguma neste caso – embora seja inacreditável que ele não soubesse dos fichários do “SNI” do MP. E diz aos jornais que ‘desconhece segredos ilícitos’ da operação. Aliás, a repórter que assina o texto, no Estadão, diz que ele a “comandou por mais de quatro anos” assumindo o óbvio: que tudo se passava ali sob a orientação de Moro.

É preciso que uma investigação responda às perguntas que a grande imprensa não vai fazer: o que contêm as milhões de páginas de textos, planilhas e imagens que lotam o equivalente a 350 terabytes, ou 700 computadores como este em que trabalho? O que está nos 50 mil “processos invisíveis”, citados por Aras? Quem são os 38 mil cidadãos que tiveram seus dados pessoais e a intimidade violados por Deltan Dallagnol & cia?

O que interessa agora são fatos, não opiniões.

Juridicamente, importa é a materialidade dos crimes praticados à sua sombra e a discriminação das responsabilidades pelo cometimento deles.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

13 respostas

  1. A justiça assim como o país foi destruído.
    O novo normal é ter poder judiciário, mas não justiça.
    O golpe destruiu este país.

  2. Olha Brito, como tu mesmo contastes, está faltando um jornalista acertar o traseiro do mosquito como te contou o saudoso Tio Briza.

  3. E qual a base tecnológica para operar tudo isso? Certamente essa quantidade de dados não é trabalhada com leitura humana página por página. Algum software para fazer essa varredura? Quem forneceu?

  4. Isso é o que a Dilma disse que não iria ficar pedra sobre pedra? Acho que estão só amontoando pedras para colocar sobre as corrupções em andamento – são muitas; não dá nem para enumerá-las.

  5. Onde estão armazenados esses dados todos?
    Em algum servidor do GOOGLE OU DA MICROSOFT, ou será na NSA, CIA ou FBI?
    Apesar que insisto no que disse dias atrás, quando bozo e moroso se engalfinharam:
    BRIGA DE GANGUES!

  6. É difícil, senão impossível, que as quadrilhas bozomilicianas e dos fardados – principais operadores atuais do golpe, do desmonte recolonização do Brasil pelos EEUU – exponham as vísceras e intestinos de sua comparsa, a ORCRIM Fraude a Jato. Políticos de todos os espectros são reféns dessa “Dossiêcracia”, agora sob o comando da milicalha golpista, vira-latas, cleptocrata, escravocrata e entreguista como o são as oligarquias que desde 1500 mandam e desmandam nessa terra brasílis. O Presidente Lula tem o dever de publicizar os documentos que está requerendo na Suíça, capazes de comprovar cabalmente muitos dos crimes da ORCRIM Fraude a Jato e de centenas de integrantes da cúpula do sistema judiciário, do empresariado, das oligarquias, da política e do braço armado estatal.

  7. Isso não vai dar em nada, um engavetador político como o Aras só vai ameaçar o marreco caso pretenda se candidatar.

  8. espero que quem está fazendo essas investigações não seja avesso a provas. #farsajatensesnacadeia

  9. Bravíssimo, Fernando Brito!
    Só lembrando que os fiscais da Lei têm em suas mãos um poder-dever que, se por um lado projeta-se sobre a sociedade, por outro lado recai sobre o próprio agente que tem a OBRIGAÇÃO de investigar os crimes noticiados, sob pena de incorrer em crime de prevaricação.

  10. Já nos disseram os filósofos: fatos é o que não há; o que há são interpretações. Talvez apenas mantenham a “ameaça” de investigação no ar, até 2022. Nem o ex juiz no Planalto, nem DD no Senado.

  11. A tristeza maior é que não irão sofrer nada dos seus comparsas do MP. Acho até difícil, desfazerem a Vaza Jato. O corporativismo na justiça e no MP, é coisa do DNA deles. Uns protege os outros. Esses caras já eram para estarem presos há muito tempo! Se juntaram com governo estrangeiro, para destruírem o Brasil. Enquanto isso Gilmar, que posou de bonzinho, vai manter LULA condenado, pois ele é cria de FHC. Bozo e filhos, continuam do mesmo jeito. Queiroz e mulher, em casa; ninguém sabe quem matou Marielle; Guedes destruindo a economia, que já não ia boa; os direitos dos trabalhadores, destruídos, salário mínimo e aposentadorias sem aumentos compatíveis com a inflação; as pessoas morrendo do COVID; e nossa esquerda feito caranguejos querendo sair da lata! Estamos literalmente ferrados!

  12. Eu estou começando a achar que tudo isto que o Aras está fazendo é um jogo político do Bozo. Vocês se lembram quando um Diretor do FBI tinha um arquivo que ele sabia, quem comia quem quem dava pra quem dia e hora. Sabia da vida de todo mundo. Ficou como Diretor do FBI até cair os dentes e não o tiraram de lá. Assim , acredito que está o Aras, Depois de posse deste arquivo, o cara que falar qualquer coisa contra o Bozó ele será chantageado igual fazia o Diretor do FBI nos EUA. Quem quer fazer uma apostinha?
    Um arquivo de 350 terabytes é informação até do coitado de um feirante. Os Ministros do Supremo, Legislativo, “Judissi$$$iário” etc e etc!. Tá avisado né tofinho, monte de ……………!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.