Reféns da polícia, não. Repetir seus métodos, também não

Hoje, Elio Gaspari escreveu em sua coluna sobre o criminoso empoderamento das polícias militares brasileiras:

Nos últimos 20 anos deram-se pelo menos 12 motins e seis greves de policiais militares. Só na Bahia, cujo Bope matou o miliciano Adriano, as rebeliões foram três, numa das quais foi necessária a intervenção do Exército, como sucedeu também no Rio de Janeiro, Ceará, Minas Gerais, Tocantins e Espírito Santo. Em todos os casos os amotinados foram socorridos por anistias votadas pelas Assembleias Legislativas e pelo Congresso. O último perdão beneficiou os amotinados do Espírito Santo, e o anterior afagou indisciplinados de 19 Estados. Vetado por Dilma Rousseff, durante a Presidência de Michel Temer o Legislativo derrubou o veto e promulgou a anistia. Ninguém deu um pio. Quase sempre, tiveram no deputado Jair Bolsonaro um aliado.

É um bom caminho para tentar entender a loucura que está acontecendo.

Não pode existir insurreição armada, porque isso não é greve, é motim. E motins são inaceitáveis.

Sendo civis, teriam todo o direito de parar. Se querem – e querem – ser militares, que aceitem as limitações de serem uma tropa, não simples trabalhadores.

Não é a hora de se recriminar – embora o mereça – a atitude imprudente e insensata do Senador Cid Gomes, porque nada do que tivesse feito justificaria ele ser alvejado a com uma pistola .40, que lhe perfurou o pulmão.

A sua atitude foi o corolário de uma sequência de absurdos, como o de policiais a paisana circulando por Sobral, de armas em punho, exigindo o fechamento do comércio.

Isso não vai ser interrompido com atos que repitam os métodos truculentos dessa gente que acha que é à força que se resolvem impasses.

Infelizmente, parece que a síndrome do “fazer na marra” espalhou-se dos amotinados para os que têm de manter a calma e a lucidez.

Mas, como temos diariamente o exemplo presidencial de que é na agressão ou no revide que está a razão, não se pode dizer que a epidemia de loucura esteja controlada no país.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

31 respostas

    1. Disse tudo não são policiais militares , são forças auxiliares e como tal tem que se extinguir , na verdade são mais jagunços do que policiais , o pior é saber que em sua maioria são negros e miseráveis , por isso sua ira contra os mais pobres.

      1. Pior que isso – Parece que o governo da Paraíba os trata a pão de Ló, com planos de carreira e vantagens salariais que nem exiatem em outros estados. Parece que o plano era acabar com folia, e a loucura do Cid salvou o carnaval daquele estado.

      2. Opa, aí fica fácil, a tradição de culpar os negros foi uma estratégia secular que possibilitou o desarranjo que vemos hoje. No entanto, a coisa feia que está aí é branquíssima, menos o sofrimento e achaque que provoca, aí sim, democraticamente.

  1. É apenas o princípio. Votaram em milicianos com apoio dos generais, agora vamo que vamo.

  2. Todo cidadão tem o Direito de defender a si e sua comunidade contra um bando de PMs fascistas em motim.

    Todo respeito à coragem de Cid Gomes. Faltam brasileiros com fibra como ele. Por isso Bolsonaro faz o que quer.

  3. Imaginar que o Ciro se mandou para Europa no segundo turno quando deveria estar no palanque do Haddad. Não teve a dimensão histórica de compreender o que estava em jogo; uma disputa entre civilização e barbárie. Agora, quase perde o irmão com dois tiros de um .40.

  4. É preciso reeducar toda polícia no Brasil. Fazê-la consciente de suas atribuições profissionais e nelas se manter rigorosamente. E mantê-la afastada de doutrinação estrangeira e de “generosas” doações de outros países. Este fenômeno de empoderamento das polícias seguindo ideologias furtivas, subversivas e clandestinas, tem surgido por toda a América Latina, em especial contra governos de tendência popular, como aconteceu no Equador, quando a polícia chegou ao cúmulo de sequestrar o presidente Rafael Correa. Isso tem que acabar. Já que a polícia é em si um poder, as fuinhas que roubam poder dela se aproximam para disvirtuá-la em seu favor, para que ela não mais atue em favor da sociedade. A polícia da América Latina precisa ser levada a abandonar suas tendências jagunceiras ainda dos tempos coloniais, quando eram pouco mais que bandos treinados para proteger as elites coloniais, assim como deve deixar de aproveitar equipamento moderno para repetir sua mesma velha sina coronelista. A polícia tem que chegar a se comportar estritamente dentro do mais alto profissionalismo característico dos modernos países democráticos, sem qualquer interferência de natureza política ou ideológica.

    1. A única solução é a desmilitarização. Esse negócio de polícia militar é jabuticaba, não tem em parte alguma do mundo civilizado.

  5. Este vídeo do Diário do Nordeste mostra toda a evolução e o desfecho do acontecido. No local onde os policiais estavam amotinados, Cid chegou no bojo de uma grande manifestação popular contra os policiais, que estavam amotinados e a deixarem a cidade abandonada ao crime. O recinto estava fechado por tapumes, e na frente havia uma grade de ferro. Ciro se dirigiu à grade, e foi impedido de entrar por homens mascarados e vestidos de preto. O povo começou a xingar os policiais e aumentar a pressão. Alguém trouxe uma retro-escavadeira e o Cid, no meio da multidão, tomou a direção da mesma, para derrubar a grade de ferro. Houve três disparos dos amotinados, de lugares diferentes, contra ele, que foi atingido no peito. “Mataram o Cid”, alguém gritou. Em seguida, enfiaram-no em um automóvel corola e levaram-no ao hospital. Ele ainda estava de pé e falando.

    https://www.youtube.com/watch?v=s6bgLJ0LLW0&feature=emb_logo

    1. É preciso saber dos antecedentes do acontecido, para compreendê-lo melhor. Circulam vídeos até nos noticiários de TV, que mostram a cidade de Sobral completamente refém dos amotinados, com carros a circularem pelas ruas do centro com homens encapuzados a ameaçarem os comerciantes que não quiserem fechar seus estabelecimentos. Sem contexto, a coisa parece mesmo uma loucura do Cid, mas no contexto se entende que foi medida extrema contra situação extrema. Uma multidão estava ao lado do Cid durante o acontecido. Ao que parece, tudo não passa de política. Parece que uma parte significativa da polícia militar do Ceará transformou-se em partido político e procura desmoralizar as forças políticas do establishment local, visando a eleição de certos candidatos apoiados pela polícia.

    2. É preciso saber dos antecedentes do acontecido, para compreendê-lo melhor. Circulam vídeos até nos noticiários de TV, que mostram a cidade de Sobral completamente refém dos amotinados, com carros a circularem pelas ruas do centro com homens encapuzados a ameaçarem os comerciantes que não quiserem fechar seus estabelecimentos. Sem contexto, a coisa parece mesmo uma loucura do Cid, mas no contexto se entende que foi medida extrema contra situação extrema. Uma multidão estava ao lado do Cid durante o acontecido. Ao que parece, tudo não passa de política. Parece que uma parte significativa da polícia militar do Ceará transformou-se em partido político e procura desmoralizar as forças políticas do establishment local, visando a eleição de certos candidatos apoiados pela polícia.

    3. É preciso saber dos antecedentes do acontecido, para compreendê-lo melhor. Circulam vídeos até nos noticiários de TV, que mostram a cidade de Sobral completamente refém dos amotinados, com carros a circularem pelas ruas do centro com homens encapuzados a ameaçarem os comerciantes que não quiserem fechar seus estabelecimentos. Sem contexto, a coisa parece mesmo uma loucura do Cid, mas no contexto se entende que foi medida extrema contra situação extrema. Uma multidão estava ao lado do Cid durante o acontecido. Ao que parece, tudo não passa de política. Parece que uma parte significativa da polícia militar do Ceará transformou-se em partido político e procura desmoralizar as forças políticas do establishment local, visando a eleição de certos candidatos apoiados pela polícia.

  6. A “elite branca” desde sempre se valeu das polícias e até exército para manter a ordem que lhe interessava. Por isso permitiram que abusos fossem cometidos. Só que o bicho cresceu, ficou forte e resolveu assumir o poder. Existe nas pessoas a tendência de achar que “isso não vai acontecer comigo” ou “no final, tudo vai dar certo”. O fato é que o brazil segue no rumo firme de se tornar um lugar dominado por tudo que não presta. A “elite branca” e escrota terá todo o direito de continuar faturando alto às custas da miséria da maioria, mas ela que não tente enfrentar o monstro que criou e alimentou ou vai levar chumbo também. É muito difícil ter qualquer esperança no futuro deste país, ainda mais sabendo que nossa desgraça é muito conveniente aos países ricos, sistema financeiro e grandes grupos econômicos internacionais e temos gente daqui que também lucra com isso. Se eu tivesse idade e condições, cairia fora e ainda jogaria o sapato fora na hora de embarcar repetindo a célebre frase: “Desta terra, não quero nem o pó!”

  7. As PMs tem que ser EXTINTAS! É preciso organizar brigadas de autodefesa por bairro, constituídas pelos próprios moradores. As PMs não servem ao povo, elas são CONTRA o povo.

  8. Fraco favor faz o coronel cearense à Democracia.
    Ajuda a desviar a tenção da desgraça que estamos sofrendo diariamente com o GOVERNO DE DELINQUENTES BOLSONARISTAS.
    Com seu ato INFANTIL reforça o espírito de corpo das outras corporações militares,(por que os pts não tentaram acabar com essa LACRA ,A CULTURA MILITAR?? ) e assim caminhamos para um equilíbrio de forças semelhante ao bolviano.
    Onde até os ENTREGUISTAS ,GOLPISTAS DE SEMPRE ,OS MILICOS,foram superados pelas hordas de delinquentes de fardas policiais.
    Imagino que o cronel ficara mais “calmo”,mas,o monstro das organizações paramilitares com função de polícia está crescendo.
    CURIOSAMENTE SÃO NOS ESTADOS DO NORDESTE QUE ESTÃO ACONTECENDO ESTAS MOVIMENTAÇÕES.
    NA BAHÍA EXECUTARAM UM MILICIANO A MANDO DO DELINQUENTE BOLSOASNO,NO CEARÁ GREVE,NA PARAÍBA TAMBÉM.
    ENQUANTO ISSO A PM FASCISTA (e qual não é?) DO DÓRIA SE AUTO-INOCENTA DO MASSACRE DE PARAISÓPOLIS.

    Tristes tempos nos aguardam mas, !!!!VEM AÍ O CARNAVAL !!!!BRAZIL !!ZIL !!ZIL
    Massa de bosta que se une para fazer festa e não é capaz de se reuinir para mudar a sua vida.

  9. Fraco favor faz o coronel cearense à Democracia.
    Ajuda a desviar a tenção da desgraça que estamos sofrendo diariamente com o GOVERNO DE DELINQUENTES BOLSONARISTAS.
    Com seu ato INFANTIL reforça o espírito de corpo das outras corporações militares,(por que os pts não tentaram acabar com essa LACRA ,A CULTURA MILITAR?? ) e assim caminhamos para um equilíbrio de forças semelhante ao bolviano.
    Onde até os ENTREGUISTAS ,GOLPISTAS DE SEMPRE ,OS MILICOS,foram superados pelas hordas de delinquentes de fardas policiais.
    Imagino que o cronel ficara mais “calmo”,mas,o monstro das organizações paramilitares com função de polícia está crescendo.
    CURIOSAMENTE SÃO NOS ESTADOS DO NORDESTE QUE ESTÃO ACONTECENDO ESTAS MOVIMENTAÇÕES.
    NA BAHÍA EXECUTARAM UM MILICIANO A MANDO DO DELINQUENTE BOLSOASNO,NO CEARÁ GREVE,NA PARAÍBA TAMBÉM.
    ENQUANTO ISSO A PM FASCISTA (e qual não é?) DO DÓRIA SE AUTO-INOCENTA DO MASSACRE DE PARAISÓPOLIS.

    Tristes tempos nos aguardam mas, !!!!VEM AÍ O CARNAVAL !!!!BRAZIL !!ZIL !!ZIL
    Massa de bosta que se une para fazer festa e não é capaz de se reuinir para mudar a sua vida.

  10. Há muito tempo que sinto mais medo da polícia do que do bandido. E olhe que moro em um Estado em que a polícia é considerada pacífica. Mas não só as polícias foram tornadas fascistas, mas toda a Força Armada do País. É triste, mas real. E como consertar? Acredito ser impossível.

    1. —-Mas não só as polícias foram tornadas fascistas, mas toda a Força Armada do País—-

      Vc mora no Brasil???conhece a história do Brasil????
      E não é impossível MUDAR ,sabe como?,com Educação e PUNIÇÃO AOS DELINQUENTES DE FARDA.

  11. Única solução verdadeira é desmilitarizar. A PM nunca serviu para resolver o crime, seu propósito é servir de choque contra o povo. Polícia Militar é jabuticaba, não é coisa de país civilizado e democrático. Tem que acabar isso, tirar essas patentes todas e fazer polícia Civil integrando investigação, segurança ostensiva, inteligência e grupos especiais. Esse sistema hibrido tá em todo o mundo, só olhar nos EUA lá… a polícia não segue código militar, apesar de ter uma hierarquia de soldado, sargento, capitão… No brasil nossa polícia é sócia do crime. Sócia majoritária.

  12. O deputado bandido as vezes chamado capitao wagner e agora mais comumente somente wagner disse q foi legitima deseja.
    O ideal seria repetir a dose desta vez com fuzileiros navais apontando suas armas p os rebelados e repetir a retroescavadeira. Se atirar uma unica vez leva 1700 tiros de fuzil e as mascaras arrancadas a baioneta.
    Claro q os 300 lideres seriam devolvidos a fortaleza em um container numa viagem de 24 horas via rodoviaria

    Claro q teriamos q devastar o quartel onde estavam os amotinados e a partir de agora seria um acampamento permanente de barracas com as viaturas espalhadas no terreno do antigo quartel.

    1. Usa aquela tinta q nao sai por dias
      Ele nao vai ficar encapuzado a vida toda
      Ai expulsa a paraguaia (como fizeram com o Lugo)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.