Reforma da Previdência fica sem propaganda e continua sem votos

FALTAVOTO

O levantamento da Folha, que aponta 212 votos declaradamente contrários à reforma da Previdência,  é um cruzado de direita aritmético no queixo da fantasia governista de aprovar a redução dos direitos previdenciários dos brasileiros. Como são 513 deputados e o presidente da sessão não vota, tem-se que mesmo que todos os 45 ( não é uma referência ao número do PSDB, claro) que ficaram em cima do muro, os 107 que se recusaram a responder e os 80 não consultados votassem, sem exceção, com o Governo, não haveria número para aprovar a mudança.

Pois 512 menos 212 são 300 e ainda faltariam oito votos, caso o processo de cooptação do governo alcançasse todos os demais (sonho que nenhum governista tem mais). Portanto, salvo pelo imponderável de estarmos num governo que perdeu todo e qualquer pudor, é certo que a reforma da previdência está sepultada.

A pesquisa da Folha é apenas o atestado de um óbito constatado ontem,  cujo efeito no “mercado” registrou-se na Bolsa e no dólar.

Horas  depois de ter admitido que pretende empurrar para o ano que vem – pausa para risos – a votação da reforma previdenciária, o Governo teve de engolir, agora à noite, um rude golpe naquilo que  ele aposta seria importante para conseguir engambelar a opinião pública com sua milionária campanha de publicidade a favor de um projeto “para acabar com privilégios” dos servidores.

A juíza Rosimayre Gonçalves de Carvalho, da 14ª Vara Federal em Brasília, mandou suspender os anúncios onde o governo diz que vai “”combater privilégios” e diz que “tem muita gente no Brasil que trabalha pouco, ganha muito e se aposenta cedo”.

O que é verdade, mas não para o funcionalismo em geral, Só para uma pequena parcela, como  o próprio presidente, que se aposentou aos 55 anos e com vencimentos de R$ 30 mil, o que está a anos-luz do barnabé que se aposenta com R$ 2 mil como “agente de portaria” e que entraria na tunga do mesmo jeito.

Mas que tem alguma possibilidade de “colar”, dado o grau de esbanjamento de carreiras como a dos juízes e promotores e sua tonelada de penduricalhos remuneratórios.

Se não ocorrer de novo a atitude pressurosa da Ministra Cármem Lúcia que, meses atrás, correu para liberar a “cascata” publicitária de Temer  até o apoio dos ressentidos que aceitam perder só para que outros percam também, o governo terá perdido .

Temer nem por isso deixa de ser perigoso. É que, frustrada a Previdência, vai se voltar ainda mais ferozmente para as privatizações, nas quais ainda tem espaço para tirar do Brasil e entregar ao mercado.

 
 

contrib1

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

6 respostas

  1. Temer, que não tem nenhuma credibilidade, tem que deixar essa estoria de reforma da previdência para o próximo governo tratar.
    Esperamos que Lula, Bolsonaro e outros, que hoje dizem ser contra a reforma, deixem os trabalhadores em paz e vão cobrar das grandes
    empresas, que estão aí há muito tempo sem serem incomodadas. Contudo, como são grandes financiadores de campanha……….. Quem viver verá.

  2. … Falando no mafioso safadão depravado mimiSHELL TemerO$$$O…

    $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

    MULHER QUE ESCRACHOU JUCÁ EXPLICA SEU ATO: QUIS EXPOR UM CRIMINOSO

    Responsável pelo escracho do senador Romero Jucá (PMDB-RR), um dos protagonistas do golpe, em um avião comercial nesta semana, a assistente social Rúbia Sagaz diz que quis expor “um criminoso, um corrupto assumidamente criminoso”; “Ele foi baixo, tentou me desestabilizar me chamando de petista, como se isso fosse o motivo para eu estar atacando-o. Tentou desmoralizar os meus argumentos e, agressivamente, tentou tirar o celular da minha mão. Achei que a reação dele foi digna do crápula que ele é e teria sido muito pior, caso as pessoas não tivessem saído em minha defesa”, relata Rúbia, que tem recebido manifestações de apoio de todo o Brasil

    01/12/2017

    (…)

    FONTE [LÍMPIDA!]: https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/329897/Mulher-que-escrachou-Juc%C3%A1-explica-seu-ato-quis-expor-um-criminoso.htm

  3. De acordo com a Mídia a reforma da Previdência representaria duro golpe no “Mercado”, que ainda se assusta mais com a próxima eleição se dela for eleito um nome da esquerda, em que todas as medidas adotadas pelos golpistas forem água abaixo. Mas o que estão pensando ? Que o povo brasileiro irá aceitar o deus “Mercado” tornar um país de 220 milhões de pessoas em nação escravizada? Não será Moro, nem Mídia nem Mercado que irão nos escravizar.

  4. Precisamos não dar trégua a estes bandidos, devemos todos os brasileiros consciente sempre que tiver oportunidade, escrachar esta turma de picaretas. Vai chegar um momento que eles terão de andar em carro blindados.
    Esta turma, tanto políticos como parte do Judiciário devem ser recebidos com ovos podres. Vamos faze-los se esconder numa toca (buraco de tatu)

  5. Brito, você não acha que o Rodrigo Maia e outros podem dizer que não têm os votos da previdência pra evitar mobilizações contra, mas a qualquer hora dão o bote?

    Olho vivo nesses desprovidos de caráter.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.