São Paulo ignora Bolsonaro e para o que não é essencial

São Paulo é o primeiro estado a ignorar a Medida Provisória de Jair Bolsonaro. que pretendeu avocar à Presidência o direito absoluto de regular o funcionamento das cidades.

Não quer dizer que a União tenha de se omitir nisso, mas de reagir juridicamente onde e quando possam ser cometidos exageros.

O decreto de João Doria, se peca por algo, é por limitações.

Exclui a indústria, onde muitas linhas de montagens implicam reunir pessoas próximas umas das outras , e os call-centers, onde trabalham centenas de milhares de pessoas em “baias” coladas entre si. Alguns são necessários, mas outros não, como o pobre coitado do UOL que me ligou hoje para oferecer “um novo produto”. Tudo o que for venda tem e ser desativado, mantendo-se apenas os serviços de assistência e de manutenção, assim mesmo com medidas preventivas.

Jair Bolsonaro quer o contrário e não aprende lição alguma: pretende que até os shoppings sigam funcionando.

Será, com decretos estaduais ou não, simplesmente desobedecido, porque a sociedade não é psicopata como ele, salvo por uns grupelhos insanos.

Bolsonaro já não dirige o país e o que falta é só como isso irá se resolver.

O governo perdeu toda a sustentação, não só política, mas a moral.

É inacreditável que seu único apoio sólido, o dos militares, queira se associar à sua derrocada.

Bolsonaro só tem um caminho para sobreviver a esta crise: o de calar-se.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

14 respostas

  1. Com os decretos incrédulos do governo federal, desobediência civil é desrespeitar os decretos estaduais e municipais.
    Esses decretos, se determinados como forma de pavimentar um golpe, sofrerá imediatamente, contragolpe de panelaço, diário às 20:00 horas.

  2. Diante desse quadro, o que o governo vai fazer? Ele tem compromissos claros com o Trump de derrocar o Brasil para que definitivamente seja backyard. Creio que tudo vai depender das ordens que virão do Comando Sul. E olho vivo no Moro (aliás por quantas anda?) e no Heleno

    1. O Heleno, o general psicopata, está fora de combate. Isolado por contaminação do Coronavírus provavelmente não volta ao batente.

  3. Diante desse quadro, o que o governo vai fazer? Ele tem compromissos claros com o Trump de derrocar o Brasil para que definitivamente seja backyard. Creio que tudo vai depender das ordens que virão do Comando Sul. E olho vivo no Moro (aliás por quantas anda?) e no Heleno

  4. Se a live do biólogo Átila Iamarino no youtube chegasse hoje a todos e fosse acessível à compreensão de todos, das duas, uma: ou o pessoal cairia em depressão ou iria cheio de indignação pra janela às 20h30 panelar e vaiar o beócio no dia do seu aniversário.

    1. Prefeito de Florianópolis explica de forma didática a pandemia ? https://youtu.be/KFKL5-Jax7o
      Não sou particularmente fã do “Pato Rouco”, mas não é hora de divergências políticas, mas de juntar forças com quem manifesta racionalidade, ao invés de psicopatia. É hora de ecumenismo, de cuidar literalmente da casa que habitamos.

  5. Os governadores simplesmente ignoram a existência de Jair Bolsonaro, compreendem que ele é um estorvo na condução do país. De fato, os únicos que ainda vêem em Bolsonaro, alguma coisa digna de crédito são os militares e é bem verdade que, o padrinho dele, general Vilas Boas, que já se encontra tão debilitado, que nem se recorde mais da sandice cometida por ele.

  6. Não é o primeiro estado, outros já tinham se antecipado. E é absolutamente ridícula a decisão do Doria de iniciar na terça-feira, deveria ser de imediato. Quantas pessoas vão se infectar até lá?

  7. Bolsonaro é o capitão de um governo de militares entreguistas.
    Não podemos esperar nada das nossas Forças Armadas, a não ser a mais evidente demonstração de traição à Pátria.

  8. Brito,o governador de Santa Catarina já tinha decretado a suspensão de todos os serviços não essenciais desde quarta-feira. Aqui tem até decreto da Prefeitura de Florianópolis proibindo os idosos de irem à rua.

  9. Ainda há muitos fanáticos que defendem ele. Alguns batem boca até com profissionais de saúde minimizando o vírus, pra defender o asno e incompetente do Bolsonaro. Falam que tem gripes que matam muito mais que o coronavirus, que isso são outras doenças, e que estão dizendo que é o coronavirus. Esse é o irresponsável do Bolsonaro e seus asseclas fanáticos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.