STF quer as mensagens. “In Fux nós num trust mais”

A decisão do Ministro Luiz Fux de impedir a destruição das cópias dos arquivos em poder dos “hackers de Araraquara” anunciada por Sérgio Moro e, sobretudo, de exigir o envio de cópia ao STF é um sinal evidente de que acabou a solidariedade automática ao ex-juiz e atual ministro da Justiça.

O “In Fux we trust” dito por Sérgio Moro numa das gravações perdeu a validade.

Ao escrever, no seu despacho que “a formação do convencimento do plenário desta corte quanto à licitude dos meios para a obtenção desses elementos de prova exige a adequada valoração de todo o seu conjunto”, Fux deixa implícito que todos os ministros poderão ter acesso ao conjunto de provas, antes de, eventualmente, decidir-se por sua destruição.

É a segunda decisão, em um dia, que contraria a recusa total das provas obtidas no escândalo da “Vaza jato”.

Até onde isso irá é coisa demorada, como são demorados os escândalos políticos.

Sérgio Moro ainda está no início do aprendizado de que que não há sócios na desgraça.

Como está ainda no início a sua própria desgraça.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

17 respostas

  1. Isso é só guerrinha entre eles. Não vai acontecer nada que coloque em risco o prosseguimento da implantação do projeto de ditadura anti-nacional, anti-popular, entreguista e submissa aos ianques.

    1. Ou o que vc acha que Moro foi fazer nos states …limpar as conversas às conveniências.

  2. talvez a peruca esteja atrapalhando o raciocínio do ministro. um pouco tarde pro juizeco obedecer alguma ordem que não seja dele mesmo. Jogo de cena.

  3. Vai ver está só querendo ter acesso logo a todo o conteúdo, para saber se tem mais sobre ele.

    1. Não há evidência de que estes “hackers” presos tenham realmente o
      mesmo material que o The Intercept. Ao contrário, mensagem trocada com o
      vazador e publicada por Glenn Greenwald põe em XEQUE isso:

      “Nós não somoshackers newbies’ (amadores), a notícia não condiz com nosso modo de operar, nós acessamos telegrama com a finalidade de extrair conversas e fazer justiça, trazendo a verdade para o povo”.

  4. A esta altura do campeonato a maioria das provas relevantes com os Hackeres já eram . Moro deve ter avisado a Fux que tomou medida com bastante atraso . Uma semana .Não acredito no Peruca .

    1. Não há evidência de que estes “hackers” presos tenham realmente o mesmo material que o The Intercept. Ao contrário, mensagem trocada com o vazador e publicada por Glenn Greenwald põe em XEQUE isso: “Nós não somos ‘hackers newbies’ [amadores], a notícia não condiz com
      nosso modo de operar, nós acessamos telegrama com a finalidade de
      extrair conversas e fazer justiça, trazendo a verdade para o povo
      “.

  5. Eles chantagearam TODOS os ministros do stf e de outras instâncias superiores. É da natureza de moro e delanhol ter ” o domínio do fato”, todos sob controle ou medo. A exceção era para aqueles que já se declaravam concordes. Aliás, será por que eles já com antecedência se declaravam concordes com a barbaridade como a condenação fajuta e depois prisão ilegal do LULA?
    Quem se submeteu a chantagem por razão objetiva ou por medo??
    Lembremos-nos dos 6×5 muito interessantes, defende-se mas condena, como eles queriam ou mandavam.
    O certo é que devemos saber o nome de todos os chantageados e de todas as chantagens, não apenas de duas pessoas.

    1. Chantagem de entrepernas tem , pelo menos, três; de guampa, parece que tem uma, guampa conhecida, diga-se de passagem; de copo, purumenos umas duas, em puteiro ou zona neutra; de bobageira, dessas de que favoreceu este ou que fechou os olhos praquele, mais umas três; de falsidade, purumenos mais umas três; de putaria, cosa buena, barbaridade, mais umas duas; de avanço em cima das assessoras, mais uma, e olhe lá; de se apossar de escrito alheio, só um, mas, pelo que dizem, arrependido até os pelos do fiofó e louco pra fazer bonito. Portanto, nada que impeça um ritual de retomada de vergonha na cara e de respeito por esta pátria-mãe que os colocou lá.

  6. Então o capitão está dando calote na Bahia? Que eu saiba isso é crime de responsabilidade. Vamos somando os crimes que uma hora a casa dele cai…

  7. O caso é que o ministro FUX quer salvar sua reputação (depois do IN FUX WE TRUST) perante os colegas e a opinião pública…E também saber o que mais aparece contra ele nas mensagens dos hackers….Resumindo: não quer morrer afogado abraçado ao ministro Moro. Se o conluio não tivesse vindo a público, certamente a bela amizade entre eles continuaria.

  8. Nos parece que esta sofreguidão em requisitar as provas, só tem uma finalidade. Ele Peruquento querem ver o teor das mesma e decidires. Esta aqui, pode, esta outra não etc e etc, se é que vocês entenderam?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.