Trump insiste em que “vai vencer” e amplia impasse nos EUA

“NÓS VENCEREMOS” (WE WILL WIN!). Assim, em letras maiúsculas, Donald Trump, mostrou que espera uma reversão judicial da maioria conquistada por Joe Biden, seu opositor nas eleições presidenciais norte-americanas.

O NY Times relata que o presidente está pressionando o Partido Republicano a embarcar numa contestação judicial do resultado: “o aperto de ferro do presidente Trump em seu partido inspirou amor por ele entre muitos legisladores republicanos e medo em outros”.

Embora encontre-se praticamente acoitado na Casa Branca, de onde só saiu para jogar golfe, o estado mental de Trump mostra o quão perigoso ele pode ser nestas semanas finais de mandato

Seus partidários – bolsominions, inclusive – por enquanto só reagem nas redes sociais, mas é inevitável que daí tendam a passar para as ruas.

Embora a vitória de Biden seja algo politicamente irreversível, a transição de poder não será pacífica.

Como desde os primeiros resultados se podia prever, haverá muita turbulência até janeiro.

Talvez Trump pudesse escrever no Twitter: “não aceitarei a derrota”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Uma resposta

  1. Trump está apenas usando os direitos que a Constituição dos EUA lhe dão. Não está fazendo nada ilegal.
    Em 2000, os democratas fizeram a mesma coisa contra a vitória de Bush sobre Al Gore.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *