Uma chance para parar o monstro

Ninguém pode achar, a esta altura, que assistimos apenas à um espetáculo dantesco de descontrole político e emocional do clã Bolsonaro.

Sim, é, mas está longe de ser somente isso.

Bolsonaro está evidentemente provocando um confronto e não se sabe que cartas tem na mão para sustentar este jogo.

Conta com a imobilidade dos dois outros poderes da República, de um lado pelo silêncio de Dias Toffoli, de outro pela ambição de Rodrigo Maia em se cacifar como aquele que, em meio à barafunda, está “tocando” as questões econômicas de interesse do empresariado?

Espera que a desmobilização dos movimentos sociais e dos partidos de oposição, ausentes das ruas, evitará reações?

Avalia que, embora não se disponham a moverem-se como vanguarda a seu favor, as Forças Armadas não tenham como agir, por falta de uma liderança legalista, contra uma ofensiva de seus alucinados “minions”?

Tudo parece fora de sua era, mas os tempos que vivemos têm muito mais sinais de que estamos em era diferente daquela em que democracia e humanismo teriam se afirmado como senso comum.

Não é preciso fechar o Congresso e o Judiciário para implantar uma ditadura de fato, basta que se complete o processo, já bem adiantado, de sua submissão à barulhenta “opinião pública” de seu exército virtual e dos pequenos “comandos” reais que aparecem por grupos enfurecidos ou nos arroubos filiais.

É o famoso “ganhar no grito”, com o rugido do velho leão. Ou alguém pensava que a Rede Globo recuaria com a ameaça, na “live furiosa” de cassarem-lhe a concessão?

Afinal, o próprio Bolsonaro figurou a situação em seu tosco vídeo: ele vai enfrentar todos e conta com a chegada providencial do reforço do “leão conservador patriota”. Os militares?

De nada nos valerá esperar que o desastre inevitável no campo econômico-social encarregue-se de enfraquecer e imobilizar o governo em sua escalada autoritário. Em sociedades politicamente desorganizadas, com instituições e imprensa que tudo toleram ou fazem contra o campo popular – pois não quiseram e fizeram de um tosco primevo o Presidente? – a crise é combustível da direita.

Mas não é Bolsonaro quem, à toda evidência, quer o confronto?

Sim, é, mas se fugirmos dele, conseguirá reagrupar e restabelecer seu comando sobre as forças auxiliares que estão dispersas, confusas e conflitadas.

Dificilmente haverá outro momento, como agora, em que as forças políticas conservadoras estejam tão confusas e apatetadas diante do monstro que criaram e achavam que iam transformar em seu dócil agente.

Era para ser o bobo da corte, mas virou rei e quer ser o monarca absoluto, para espanto dos barões.

Bolsonaro deixou de ser apenas um arranjo tosco e talvez não haja outra chance de pará-lo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

26 respostas

  1. NO PASSADO RECENTE O PSICOPATA DEU QUASE UMA CENTENA DE MOTIVOS PARA SER CASSADO E O CONGRESSO BOVINAMENTE NÃO O FEZ O RESULTADO AÍ ESTA;UMA MILÍCIA NO PODER EM UMA ELEIÇÃO FRAUDULENTA PROTEGIDO PELA FARDA PESTILENTA.
    SEU FILHO O PSICOPATINHA EUNUCO PRECISA SER CASSADO OU SERÁ UMA AMEAÇA MAIOR QUE O VERME QUE O GEROU.

  2. Não acredito mais em NADA que possa parar esse processo. As cartas desse monstro são óbvias pra mim: forças armadas. São a origem do golpe, o resto é oportunismo de quem vê vantagens a tirar. Infelizmente temos de pensar em termos de sobrevivência num regime igual ao da década de 70. Pra mim é claro que o que estamos vivendo é uma revanche dos saudosos da ditadura.

  3. O medo chegou antes mesmo que o terror ou as ameaças pudessem atuar. Isso não aconteceu ontem, mas no exato momento que nos chamavam de petralha e olhamos para o outro lado, fingindo que não era conosco e não respondendo a ofensa à altura. Não foram poucos, mesmo no nosso campo, que se uniram ao tal “sentimento de “indignação contra a corrupção”. A ingenuidade infantilizada pode até arrancar suspiros e certa admiração em algumas situações, em outras …. bom deixa pra lá agora Ines (e a democracia, que os desavisados, vejam só, a ingenuidade novamente, chamavam de burguesa) é morta.

    1. A taça de fel ainda não esvaziou completamente para haver uma reação, no Chile houve depois de 30 anos!
      Socorro!!!

  4. Bolsonaro está se alimentando de omissão e de indolência.
    Muitos não acreditavam que essa aberração chegasse à Presidência. Outros esperavam que chegasse e pensavam que o controlaria. E a bancada da bala, da bíblia e do boi viu no capitão miliciano a oportunidade de levar ao poder a tríplice imagem e semelhança do reacionarismo fanático BBB.
    Entre todos, a BBB fez a aposta vencedora (que, para o país, é derrota).
    E o que agora temos: quem não acreditava está desnorteado; quem esperava controlá-lo está enfurecido; e os fanáticos, ansiosos pelos piores retrocessos, o único progresso que conseguem aceitar, e tendo à feente os espeetos e corruptos mercadores da fé aquadrilhados com o clã miliciano.
    Brasil, tens muita ladeira para descer!

  5. Eu não sei, de uma coisa eu sei, eu estou desempregado faz 1 ano, eu sei que meus 2 sobrinhos meu irão também estão desempregados, eu sei que estou com medo,,muito medo, não sei o que fazer, eu sei que não tenho dinheiro pra pagar minha s contas!!!

  6. O que é necessário é as lideranças de esquerda saírem dos confortáveis gabinetes e chamar o povo à luta para derrubar (DERRUBAR) o governo.
    A esquerda prefere ficar quietinha, na esperança de que haja eleições em 2022.
    Um exemplo: no último dia 27 de outubro, o aguerrido PCO convocou uma manifestação em Curitiba pela liberdade de Lula, aproveitando a data de aniversário do ex-presidente. O PT fingiu que não sabia de nada. Idem a CUT. Sim, Gleisi estava lá, e o vice-presidente da CUT também. Mas foi só pra não ficar muito feio.
    Enquanto a esquerda estiver paralisada, o capitão estará à vontade para fazer seus planos e concretizá-los.

    1. Com esse ataque massivo sobre movimentos sociais, sindicatos, confederações e sobre a própria Política, você ainda acredita que a esquerda tenha essa força? Enquanto há disparos multimilionários contra a Política e em favor do establishment, e todos nós ficamos revoltados confortavelmente atrás de nossos lap tops, é forçar a barra, querer que os movimentos progressistas ensaiem alguma manifestação.
      “Quem não conhece a História, está condenado a repeti-la” (Santayana) O Chile é logo ali…

  7. Quem se cala consente. Todo mundo fechou o bico. Tanto no ataque quanto na defesa. Tudo bunda mole. Eu sou contra o imptmam. Povo merece esse desgoverno até o fim. Tudo (esquerda direita mídia) ficou calado debaixo da cama todo esse tempo. Quando que o Haddad foi ao datena defender sp ? Bunda mole de não cheia.

  8. Não sei… tive uma ideia louca… são tempos loucos… e se o PT fizesse um pacto com o Demônio? “É, seu Jair… tá duuura a situação… os três porquinhos estão indo pro abatedouro com o Leão… mas sempre tem negócio… tipo, me faz sorrir que eu te faço sorrir… salvamos tua pele com o Congresso, e você Para as Privatizações e põe seus soldados para ajudar a revogar as ECs dos 20 Anos, da Nova CLT e da Morte da Previdência… salvar a pele da molecada não tem preço, nénão, seu Jair?…” vai que rola… são tempos loucos…

    1. O pt sempre fez o pacto com o demônio e deu no que deu. O pt é o partido dos tapinhas nas costas. Você pensa que sua sugestão, certamente resultado da prática, do exercício de governança do pt, não passa pela cabeça e pelos gabinetes do partido? Claro que passa. Aposto que tem gente pensando nisso porque se há coisa hoje que preocupa o pt é uma ruptura institucional que venha prejudicar o partido e mele a fantasia da eleição de Lula em 2022.

  9. O STF na pessoa do seu presidente ainda não se manifestou como as demais instituições desde o vídeo do leão , porque ?.

  10. Brito, fala sério!
    Não está dando para acreditar que um jornalista como você, macaco velho, discípulo do Brizola, tá caindo nesse teatrinho ridículo armado por bozo, globo, milicos & cia.
    Tem um artigo do Prof. Wilson lá no GGN. Passa lá e dá uma lida.

  11. Esse sempre foi o jeito de governar da direita quando se junta com a elite: balburdia, falsidades, achincalhamentos, discursos desconexos da realidade, afrontamentos às instituições, ameaças, ameaças e mais ameaças para ocupar a imprensa tradicional com essas bandalheiras todas e fazer vista grossa para as barbáries dia sim e outro também. Já roubaram 800 bi dos pobres e aposentados, estão vendendo nossas estatais, e está vindo muito mais roubos pela frente – e o pior – essa imprensa golpista sempre passando pano para a roubalheira. só coloca a disposição do público opiniões editadas e ao vivo se forem do tipo Mervais e Mírians da vida. TURMA DE VAGABUNDOS.

  12. A esquerda deve acelerar as iniciativas institucionais, no âmbito do Legislativo e do Judiciário (STF). Os movimentos populares devem vir na sequência, para garantir que as iniciativas sejam eficazes, no sentido de limitar e barrar os ímpetos autoritários dos milicianos.

  13. Ainda sobre as inconsistências das investigações no caso do assassinato de Mariele, só o fato da esposa de Ronnie Lessa ter enviado foto do registro do porteiro indicando a casa 58 já é suficiente para colocar o proprietário da casa sob suspeição.Investigadores sérios, isentos e competentes já teriam se perguntado qual a motivação para a atitude dessa mulher, já que não era a casa 65 que estava registrada na planilha. Entao, ela mandou a planilha com registro da casa 58 para o marido assassino, por quê?
    É claro que diante de tantas impropriedades e da importância do caso vão surgir teorias da conspiração. Mas onde há fumaça há fogo. O problema é que tem gente envolvida na investigação que não tem isenção. Ou alguém acha mesmo que as imagens do dia de um crime tão impactante foram perdidas na polícia, por acaso? Elas deviam estar guardadas até num cofre, né não. A indicação é que estão tentando esconder a identidade do mandante do crime. Até porque os executores já estão identificados. Neste caso, o cargo que o proprietário da casa 58 ocupa chama a atenção. O ataque de nervos que ele teve quando a coisa veio a público também.
    Alguém acha mesmo que é normal uma promotora que fez campanha para o proprietário da casa 58 e pousou com um cidadão que quebrou uma placa de homenagem à vítima estar atuando neste
    caso? Só dela estar no meio da turma do MP que trata do caso já é altamente suspeito com tantos promotores que poderiam faze-lo.
    A atuação precipitada dessa promotora acusando o porteiro de ter mentido, sem uma perícia profunda nos arquivos de áudio e no computador e sem ouvi-lo, coloca o proprietário da casa em má situação, já que a indicação é de que ela quis protege-lo e nada impede que pensemos que ela foi escolhida a dedo para fazer isso. Existe um instituto de direito processual que se chama suspeição. Essa promotora é bolsanarista de raiz e deveria ter se declarado suspeita quando soube que havia envolvimento do proprietário da casa 58 que é seu mito. Ela se declarou muito emocionada com a posse dele como se fosse uma mulher apaixonada. Não tem condições emocionais de cuidar do caso.
    Esta turma bolsanarista está toda com a mente lavada, a ponto dessa promotora que tem a obrigação funcional de atuar como fiscal da lei se arriscar a defender um suspeito de assassinato.
    Uma das coisas que mais me irrita é as pessoas subestimarem a minha inteligência ou a de outras pessoas.

  14. Minha avaliação da relação da elite com o Bolsonaro não mudou. Ela o apoiou pra fazer as reformas e as privatizações. Tapam o nariz pra familícia e seguem em frente. Já estão quase concluídas(Previdência e privatizações). Agora começou o processo de limpeza do lumpenzinato miliciano da corte. Mas antes, vão usá-lo para forçar um acordo com a centro-esquerda, onde esta, pelo temor de uma possível(mas improvável) escalada fascista, aceite os termos e esqueça eventuais referendos revocatórios. E por que improvável? Pelo fato do Bozo ser um disfuncional. Ele não ajuda nos negócios. E é pouco provável que o trilionário e transnacional capital financeiro vá pagar pedágio a Queiróz de Rio das Pedras. As últimas declarações do Governador Witzel demonstram o quanto este está bem guarnecido de retaguarda. Fora ACM, nunca vi um governador ameaçar um presidente. O prazo de validade do Bozo está vencendo. A sua tentativa de se assenhorar da república, antes de fortalecê-lo, só o está isolando. Interna e externamente. Parafraseando o Luis Nassif, o momento do grande xadrez está chegando. a Centro-direita, hegemônica no Congresso e no Judiciário, se deparará com o seguinte desafio: poderá, no meio de uma disputa entre impérios, com seus vizinhos latinoameriacanos em chamas, transformar um antes país industrial, com 207 milhões de habitantes, numa fazenda do sec. XIX? Com a palavra, os estadistas(kkk) Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre.

  15. Fernando Brito, meus eternos agradecimentos por seus textos tão esclarecedores e de leitura tão agradável.

  16. O que mais me intriga é o fato da mulher do Lessa ter enviado pra ele, uma foto do registro da câmera do condomínio, mostrando que o destino do Queiroz era a casa do presidente. Porque ela fez isso? Porque o marido precisava ter conhecimento imediato desse fato? Não dava pra esperar que ele chegasse em casa para lhe contar?

  17. o governo são os donos da mídia de grande audiência, so banqueiros, os empresarios, as organizações de policiais, as forças armadas, as igrejas crentolas e carolas carismáticas, os milicianos etc Quem achar q apenas tirar o bozo vai mudar alguma coisa é tolo. Óbvio q ele tem q sair mas eles são muitos. E a única vez q a social democracia (PT) conseguiu atingir o poder foi com 8, 9 partidos conservadores. Os conservadores precisavam de Lula. Hoje eles não precisam mais. É o PT e quejandos q de novo precisam deles para fazer os números q não dá conta sozinho

  18. Acho curiosíssimo ninguém sequer mencionar o principal apoio de Bolsonaro: o embaixador americano no Brasil, fazendo exatamente as vezes de Lincoll Gordon em 1964; sendo que o atual, que assumiu nosso comando após a deposição de Dilma, faz a linha discreta; na verdade, nunca vi a cara do sujeito; apenas sei seu nome (truncado, mesmo no site da Embaixada dos EUA); é um tal de P. Michael MaKinley.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *