Villas Boas, outra visão. Por Nilson Lage

No seu Facebook, meu professor Nilson Lage – para meu orgulho, colaborador deste blog –  manifesta outra visão sobre a entrevista do General Villas- Boas ao Estadão, que critiquei aqui.

Lage, com as credenciais de ter visto muitas crises militares no Brasil,  acha que não é correto ” queimar pontes com o único segmento institucional que resta comprometido com o Brasil, já que o judiciário e a imprensa venderam-se despudoradamente”.

Espero, sinceramente, que ele esteja certo e eu errado.

Pela riqueza do debate, embora sobre tema infeliz para todos nós que encaramos seriamente o grande papel que têm nossas Forças Armadas como instituição essencial à nossa soberania, reproduzo sua publicação:

“Como raramente acontece, discordo do Fernando.

Topar a provocação do general, feita em entrevista ao Estadão – agora um jornal de extrema direita – é erro político.

Primeiro porque Lula dificilmente seria candidato, portanto, o tal “sub judice”. Não era preciso vestir a carapuça.
Segundo, porque qualquer governo que contrarie a Globo e a máfia judiciária estará imediatamente “sub judice”, bastando uma delação ou alguns indícios fabricados. Está ai o caso do Haddad.

Terceiro, porque brigar com as forças armadas, a essa altura, é burrice. Elas compõem, a despeito a visão distorcida de alguns comandos, a única instituição nacional que guarda algum compromisso com o Brasil.
A não intervenção que o general assegura em sua fala é que deveria ser valorizada.

Todos sabem que Bolsonaro tem a simpatia de alguns militares de alta patente, e a declaração de Villas Boas reflete isso.

É direito deles, desde que respeitem o jogo”.

Repito que torço para que Eduardo Villas Boas ainda  detenha o processo de extrapolação de militares de suas funções. Compreendo suas dificuldades nesta missão. Mas, lamento, torço mais do que creio que a anomalia do quadro brasileiro e de uma candidatura disforme como a de Bolsonaro não vá abrir uma chaga incontornável na hierarquia militar.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

90 respostas

  1. Ademais é preciso dar um voto de confiança ao estamento Militar que desde a Constituição de 88 tem mantido o respeito ao estrito cumprimento de seu papel constitucional. As manifestações individuais que vez o outra discrepa dessa posição são exceções que confirmam a regra. Além do mais uma injustiça com a maioria da corporação. O mesmo não se pode dizer de outras corporações do Estado, como setores do Poder Judiciário e do Congresso Nacional.

    1. A declaração do General não pode ser vista isoladamente. Antes dessa teve outra mais contundente. E as forças armadas são a única instituição que AINDA guarda algum compromisso com o Brasil desde que seja da forma que pensam seus comandantes.
      Militar interpretando a lei da ficha limpa mas negando vigor a um tratado internacional. Comandantes frequentando reuniões de sociedades secretas.
      Eu apreciaria as FFAA defendendo não só nossas fronteiras mas também nossa soberania e riqueza nacionais. Que se posicionasse contra a entrega do pré-sal. Contra a entrega da base de Alcântara. Contra a entrega de nossa indústria de defesa a americanos (Boeing) e israelenses (fábrica de misseis).
      Que as FFAA respeitasse o artigo 1º da Constituição: Todo poder emana do povo e em seu nome deve ser exercido.
      Até porque todos sabem que a sentença do Moro é uma fraude oriunda de um processo viciado e que serve de esteio a proibição do Lula.
      A quem serve a proibição do Lula ser candidato? A quem servem as FFAA brasileiras ao defenderem a proibição?

    2. Alguém dessa corporação se manifestou em contrário quando dos elogios do Mourão ao Ustra? E a essa ingerência na política?

      1. Como em 64 o Golpe é movido por interesses civis. Quem dá golpe de estado é civil (oligarquias políticas e grandes empresários, políticos-empresários e empresários-políticos). As corporações públicas (juízes e militares) que tomam parte nos golpes são instrumentos mas não são os cérebros e/ou os principais beneficiários. Desde a promulgação da Nova Constituição até do Golpe de Estado de 2015/6 a participação dos militares na vida política do país foi em geral constitucional e exemplar mais ainda se tivermos em mente seu lamentável papel em nossa história política.

        1. Em 64 Golberi foi um dos arquitetos do golpe. Negociou com os EUA. Orquestrou o movimento da imprensa golpista, fez as compras necessárias para garantir o apoio midiático. Foi o motor inicial do Leviatã que hoje destrói nossa democracia, a Globo. Hoje realmente são figuras secundárias. Estão longe da capacidade de orquestração e manipulação do passadp, mas ainda são capazes de desestabilizar a tentativa de saída do golpe.

          1. Não vejo hoje nas forças armadas nada que lembre um Golbery, no entanto vejo hoje muitos mais Robertos Campos e Carlos Lacerdas do que existia naquela época. Nossa munição é curta preferia não gastar com ximango. Se é para escolher uma corporação prefiro o Judiciário que está fazendo coisas que não passava nem pela cabeça de muito general.
            abrxs.

          2. Isso é verdade. Os verdadeiros avaliadores do golpe são o mp e o judiciário. Acho que estão no mesmo nível da imprensa golpista.

          3. talvez todos só um nível abaixo do verdadeiro “sujeito oculto” do Golpe: o “impessoal” Mercado, o “eles” nomeado na entrevista que o Lula deu a Monica Bergamo da Folha de São Paulo: a finança e seus mercado boys.

  2. Será que Nilson Lage, veteraníssimo na docência e no jornalismo padece de disfunção cognitiva? Ou será que os vieses cognitivos e os desejos dele turvam a visão a ponto dele não enxergar o óbvio, que está em completa oposição ao que ele exterioriza em relação ao comandante do exército, general Eduardo Villas Bôas.

    Devo dizer que Nilson Lage tem a companhia de centenas, talvez milhares, de analistas, que continuam no auto-engano, colocando o desejo à frente da realidade fática. Idoso, doente, incapacitado fìsicamente, Villa Bôas já não apita NADA no exército há mais de dois anos. VB, desde as primeiras manobras do golpe, em 2013, não passa de um fantoche. Quem tem o comando do exército e boa parte da máquina do executivo é outro general, Sérgio Westphalen Etchegoyen, chefe do SNI – hoje tucanamente rebatizado como GSI. O boquirroto general Hamilton Mourão Filho, também gaúcho como Etchegoyen, é do mesmo grupo que o chefe do SNI. Aquelas supostas “punições” (na verdade promoções) contra Hamilton Mourão foram puro jogo de cena.

    Enfim: os atuais comandantes do exército – generais Sérgio Etchegoyen e Hamilton Mourão – são vira-latas e entreguistas. Ficar cheio de medos e dedos e não dizer isso pùblicamente mostra apenas a dissonância cognitiva, persistência no erro e no auto-engano. O aluno, Fernando Brito, está com a razão; os professores também erram.

  3. Reforma Constitucional das FFAA já….. é muita viúva da guerra fria no Comando….arreiam as calças para os EUA…Matam brasileiros, compatriotas pelos EUA….apodreceu….

    1. Realmente tem muita viúva da Guerra Fria.

      Mas como esse assunto estava “démodée”, eles deram para falar de corrupção – algo que nunca tinha existido antes no Brasil, e que por acaso “começou” num governo de esquerda.

    2. Realmente tem muita viúva da Guerra Fria (biombo para entreguismo).

      Mas como esse assunto estava “démodée”, eles deram para falar de corrupção – algo que nunca tinha existido antes no Brasil, e que por acaso “começou” num governo de esquerda.

      Graças a Deus, as FAs puderam contar com pessoas de ilibada conduta, como Temer, Aloysio Nunes, Jucá e Moreira Franco para salvarem o nosso Brasil varonil. E estão zelosos de que a corrupção nunca mais volte.

    3. A responsabilidade por um novo exército é nossa. Deixemos de ser pacifistas, de dar o outro lado da face. Vamo-nos ao combate e vamo-nos criar um a nova forças armadas, legitimamente brasileira.

  4. discordo com esse texto, o único compromisso das forças armadas é defender os interesses dos eua..a esquerda tem que parar com essa mania de que existe nas forças armadas nacionalistas e patriotas..são todos entreguistas…portanto parem de defender a jagunçada do tio sam!!!

  5. Claro que nem toda instituição é 100% entreguistas, mas os comandantes são, e esmagam os que não são.
    O setor hegemônico do exército é entreguista, maçons. Tem que ser reformado de cabo a rabo.
    Em épocas coloniais, defendia o interesse dos portugueses, depois dos ingleses e agora dos EUA.
    O povo é massa de manobra para eles.
    Sem republicanismo. coisa que para eles, é coisa de casa grande.

  6. NOTÍCIAS AGUDAS DO GOLPE

    Aquelas ‘colas’ nas mãos do BOSTAnossauro foi a gota d’água para a Escolinha dos “fessôres” Marín(ho) reprová-lo! E entronar o “Mourão, Mourão!”!

    Os Marín(ho) chantagearam o troglodita nazista ‘já-ia’ BOSTAnossauro a ceder a vaga para
    o “Mourão, Mourão(!),
    com ou sem eleição”!

    Plim plim!
    É o script anunciado produzido no Projac do golpe vagabundíssimo, estúpido!

    1. … E se mimiSHELL anunciar no jornal ‘NAZIonal’ que CORTOU (sic) os recursos do orçamento para a eleição?…

      Pano rápido!

      1. O “Mourão, Mourão(!)” já está provando a vestimenta para a posse! Com ou sem eleição!

        1. Bolsonaro foi submetido a uma cirurgia eletiva!
          A antecipação do procedimento a mando do setor de teledramaturgia do Projac dos nazigolpistas Marín(ho)!

    1. O RESUMO DA ÓPERA-BUFA!

      No encontro com o Bolsonaro, os Marín(ho) chantagearam o candidato aloprado de ultradireita!
      Dôssies “choveram” sobre a mesa do convescote!
      Algum teledramaturgo sugeriu que “facada providencial” seria o álibi para o Bolsonaro antecipar uma cirurgia eletiva!
      Talvez relacionada a um câncer intestinal!
      A descrição do cirurgião: “durante a intervenção cirúrgica foi retirado um segmento de cerca de 10 cm do intestino do paciente”.
      De modo que segue o novo mantra da Globo/CIA LIXO tóxico estrangeiro:
      “Agora é ‘Mourão, Mourão'(!), com ou sem eleição!”

      Parodiando o jornalista Ricardo Kotscho, golpe que segue!

      1. NOTA DE RODAPÉ:
        há muito tempo, potencialmente, nós já estamos sob estado de sítio!
        Somente falta o decreto!

  7. AS VEZES PENSO EM COMENTAR MAS ANTES LEIO OS COMENTÁRIOS E SINTO NEM SER NECESSÁRIO,O NÍVEL DO PESSOAL AQUI É EXCELENTE,RESTA POSITIVAR.

    1. Concordo com vc. Não precisamos ser repetitivos. Cada comentário melhor que o outro

  8. mais uma razão para que o Gal. tome muito cuidado com o que fala, pois é certo que a sua falação tem sim muito peso nesse momento

  9. Pois, discordo firmemente da visão do professor.

    Com um discurso desses, o general não fez necessário com que “vestissem a carapuça”, mas, disse claramente quem para ele não deveria participar do processo eleitoral.

    Como comandante em chefe do Exército e das Forças, sua mensagem não poderia ter sido mais clara: Se deixarem ele concorrer, nós das FFAA não deixaremos.

    Agora, interessante notar que, como em uma República de Bananas como a nossa, chefes militares adoram falar mais do que seus próprios cargos permitem. Está aí, o exemplo de certos militares venezuelanos e suas conversações com o Departamento de Estado americano, para assumirem um plano golpista.

    E fica a questão: caso, por algum milagre, a justiça permitisse a candidatura e posterior liberadade à Lula, para governar, o que faria o general Villas Boas?

    Declararia insubordinação ao seu próprio chefe, eleito por voto da maioria e sairia do comando? Ou, fingiria obediência e prepararia um golpe por trás dos bastidores?

    Triste saga de um país cujas elites (inclusive as militares), jogam no lixo as poucas “pontes” (eles já queimaram essas “pontes”, não precisa de nossa ação) que ainda restam com aqueles que querem ver o país soberano e altivo perante o mundo.

    1. Este General de Fankaria tá igualzinho certas duplas ou trio sertanejos que tem um sanfoneiro e ele quer aparecer mais que os artistas principais. Pura palhaçada, Eu já vi esta história e quase que o Brasil virou guerra civil, se não fosse a turma do “deixa disso” a coisa estaria pegando fogo até hoje.
      Querem apostar???

  10. Parece haver um erro de digitação apressada no trecho destacado seguinte : “Terceiro, porque brigar com as forças armadas, a essa altura, é burrice. Elas compõem, a despeito a visão destorcida [ ?!!???!!!! Não será a palavra “distorcida” a adequada para o contexto ?] de alguns comandos, a única instituição nacional que guarda algum compromisso com o Brasil.
    Anão [A não] intervenção que o general assegura em sua fala é que deveria ser valorizada.”… Confira, Brito.

  11. Seja como for, o general interferiu diretamente em questão que não diz respeito às forças armadas. Não se trata, a meu ver, de desrespeito nosso para com elas, mas se não se mantiverem estritamente dentro do que a Constituição lhes atribui, as forças armadas estarão desrespeitando a si mesmas.

  12. LAMENTO INFORMAR O ARTICULISTA… O EXÉRCITO ENTREGUISTA DO BRASIL NUNCA FOI PATRIOTA DE FATO…
    NUNCA VI UMA ÚNICA MANIFESTAÇÃO DE PATRIOTISMO DESSES FASCISTAS…
    ESTÃO SEMPRE ACADELADOS AOS EUA…

  13. Discordo. Os nosso militares não estão nem aí para o Brasil. Batem continência para a bandeira dos EUA desde a década de 60.

    1. Bolsonaro não fala pelos militares brasileiros. Há entre eles quem seja ainda mais radical do que Bolsonaro, e não o tolera, como se ele não passase de mais um político que quer se aproveitar do movimento intervencionista para fazer carreira. E há também os militares que são progressistas, realistas, racionais e nacionalistas.

  14. General Villas-Más (sic), Barrosinho do STFede de Harvard e ‘milico’ “Mourão, Mourão”, entendam o que é candidatura sub judice!
    Assim “ocês” passam muita vergonha, “sôs”!
    [Nazigolpista] STJ em ação
    ***
    Liminar Permite que Deputado João Rodrigues Deixe Prisão e Dispute Eleição
    https://www.youtube.com/watch?v=eMvX8CbKIXg

  15. Esse Villas Boas posa sorridente e à vontade ao lado de Temer, como se este não fosse um denunciado pela PGR por corrupção e formação de quadrilha. Além disso, antes do impeachment, ajudou o golpe com pronunciamentos indevidos e irresponsáveis.

  16. O que diz a Lei da Ficha Limpa, que o General não leu e nem se importa com isso:

    Art. 16-A. O candidato cujo registro esteja sub judice poderá efetuar
    todos os atos relativos à campanha eleitoral, inclusive utilizar o
    horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão e ter seu nome
    mantido na urna eletrônica enquanto estiver sob essa condição, ficando a
    validade dos votos a ele atribuídos condicionada ao deferimento de seu
    registro por instância superior. (Incluído pela Lei nº 12.034, de 2009)

  17. O interessante nessa preocupação do general de 4 estrelas é de Lula com apoio da ONU representa uma ameaça a tranquilidade futura do país, no entanto o Bolsonaro pregando que tem de matar os esquerdistas está tudo dentro da Lei. Quanto ao suposto nacionalismo dos militares…já deixei de acreditar, o candidato deles até continência a bandeira do Tio Sam bate!

    1. “(…)pregando que tem de matar os esquerdistas está tudo dentro da Lei.(…)”

      Em tempo, se seguirmos a doutrina Dodge (da Raquel), o esfaqueamento também foi uma brincadeirinha.

    2. Esse e outros generais do comando do exercito nada mais são do que vira-latas entreguistas, sabujos dos EUA, a quem realmente servem. Esse Villas Bôas, doente numa cadeira de rodas, é apenas um fantoche, uma espécie de “MT” de fardas. Quem manda nessa turma dos coturnos terrestres é a turma do Etchegoyen e do Mourão.

  18. A democracia está pisando em ovos com os militares há 30 anos, e nos últimos anos estes não têm demonstrado nenhum compromisso com esta. Lamento mas discordo do mestre e fico com sua primeira interpretação dos acontecimentos. Para mim, agora está claro que os militares estão no processo de golpe desde o início. A maior prova disto é o tratamento dado à presidente Dilma, abandonada quando teve sua autoridade destruída muito além do que a segurança nacional permitiria. Não acredito que o judiciário esteja vendido simplesmente, ele está dividido. Alguns no golpe e os demais com a corda no pescoço.

    1. Como disse em outro comentário, o General Villas Bôas pode estar a fazer um imenso favor à democracia, passando um aviso sobre o que acontece nas entranhas profundas do exército, onde há até quem ache que o general Geisel, por conta de seu entranhado nacionalismo, era um perigoso comunista. Um perigoso comunista que veio a cometer grandes crimes comunistas, como por exemplo transformar a Petrobras na gigante que ela veio a ser depois, antes do golpe entreguista que a está a destruir, e também dar ao país a independência em enriquecimento de urânio com método inteiramente brasileiro, com o incentivo proporcionado a seus grandes cientistas. Aliás, o próprio General Villas Bôas já foi chamado publicamente de “comunista” por militares da reserva.

      1. O “anticomunismo” dos militares brasileiros já foi ironizado até mesmo pelas autoridades dos Estados Unidos. Em telegrama de rotina em 30 de Janeiro de 1976, enviado de Brasília a Washington pelo então embaixador John Hugh Crimmins, o governo brasileiro é retratado como “controlado e apoiado por militares conservadores que são fortemente anticomunistas – às vezes até paranoicos –” e aliado a “uma elite temerosa da massa e de seus representantes”. “Em sua maioria, os militares estão convencidos de que o Brasil tem sido e continua sendo um dos alvos principais do que é chamado, com as letras iniciais em maiúsculas, Movimento Internacional Comunista”, ironiza Crimmins. http://www.ebc.com.br/cidadania/2013/04/wikileaks-eua-consideravam-governo-militar-paranoico

      2. O “anticomunismo” dos militares brasileiros já foi ironizado até mesmo pelas autoridades dos Estados Unidos. “Em telegrama de rotina em 30 de Janeiro de 1976, enviado de Brasília a Washington pelo então embaixador John Hugh Crimmins, o governo brasileiro é retratado como “controlado e apoiado por militares conservadores que são fortemente anticomunistas – às vezes até paranoicos – e aliado a “uma elite temerosa da massa e de seus representantes”. “Em sua maioria, os militares estão convencidos de que o Brasil tem sido e continua sendo um dos alvos principais do que é chamado, com as letras iniciais em maiúsculas, Movimento Internacional Comunista”, ironiza Crimmins”. No Brasil, por incrível que possa parecer, ainda há militares que acreditam que usar cabelo grande é coisa de comunistas. É por isso que o Olavo de Carvalho, um teórico do golpismo brasileiro, critica duramente o caminho tomado no Brasil pelos golpistas da direita. Para ele, o caminho tomado pelo movimento golpista não deveria ser o do combate à corrupção, mas sim, o do combate ao “comunismo”. Ele sabe que este apelo anticomunista, que no mundo globalizado de hoje soaria como absurdo e ridículo, tem ainda fortes raízes entre os militares brasileiros. E sabe também que qualquer movimento que envolva artistas, intelectuais e lideranças políticas em busca de maior integração entre os países sul-americanos ou latino-americanos poderia ser utilizada para acusões de fazer parte do indigitado “Movimento Comunista Mundial”, como o “Fórum de São Paulo” e o tenebroso “Ursal”. http://www.ebc.com.br/cidadania/2013/04/wikileaks-eua-consideravam-governo-militar-paranoico

  19. Aviso: só votarei em candidato que assumir o compromisso de fechar esse descalabro-ideológico-coxinha-entreguista chamado (argh) escola superior de guerra, pois, nem escola, muito menos superior é. E, de guerra, que guerra: só se for a que praticam sistematicamente contra o povo brasileiro. Portanto, candidatos, apresentem-se: transformem o valhacouto na Universidade Livre e Libertária do Brasil. Só então terão meu voto.

  20. Sem juízo de valor, o general falar em soberania é muito ilógico, com nós internos e brasileiros preocupados com a entrega do pais, em nenhum momento o general se manifestou contra militares americanos na amazônia, contra o derrame americano de fuzis contrabandeados para o Brasil, contra as bases americanas na America Latina cercando o Brasil, contra a entrega de nossas riquezas e empresas estratégicas, nem contra instalações do Google, que mapeou o Brasil inteiro, NSA, Cia, FBI e outras agências dentro do Brasil e tem muito mais, venda de satélites, Embraer e etc. novamente. Eleição de LULA não fere soberania nacional, fere soberania de escolha de um povo. Não vi nenhuma pergunta sobre quem foi punido com desvios de muito dinheiro dentro das forças armadas, não ouvi. Raiva pessoal general não pode ser fardada e transferida as instituições.

  21. Esse general deve estar careca de saber que a ele não compete determinar quem pode e quem não pode ser presidente. Ademais, ele sabe também que durante mais de 20 anos eles, os militares, tiveram a chance de expurgar a corrupção na política e nas demais instituições públicas deste país tão grande e amado, e não o fizeram. Então, como cidadão brasileiro, rogo ao distinto que não se meta no que não lhe diz respeito; que se recolha às suas estritas atribuições militares, e deixe o povo brasileiro, que já está com o saco cheio de ser explorado por essa elite corrupta e desumana, escolher quem lhe serve.
    E, dentre os atuais postulantes à presidência, Lula é o preferido da massa trabalhadora porque, nos 8 profícuos anos em que lá esteve, provou ser o mais honesto, o menos corrupto e o mais patriota e de maior visão para exercer novamente o cargo.
    ————

  22. Por mais que tente, não consigo ver onde o sr. Nilson Lage enxerga “a única instituição nacional que guarda algum compromisso com o Brasil”.
    Desde o golpe, o país tem sido dilapidado, os direitos e conquistas do brasileiros jogados na lata de lixo e o Brasil de joelhos diante do imperialismo americano e, em momento algum, ouvi uma palavra sequer de um membro das forças armadas. Pelo contrário, tenho visto militares fazendo apologia à tortura, ameaçando aniquilar os petistas, e agora, sua excelência determinando em quem podemos votar.
    Vejo com extrema preocupação o momento que vivemos mas, como o jornalista, torço para que eu esteja errado

  23. O cérebro de Bolsonaro é um imenso câncer moral, inacreditável as Forças Armadas abrigarem seres humanos capazes de levar aquilo à sério. Espero que o professor esteja certo.

  24. Discordo da matéria. Para mim, as FFAA estão tão envolvidas com o golpe como o judiciário, o legislativo e a imprensa. Prova disto é o silêncio (quem cala consente) em relação à venda da Embraer, da entrega do pré-sal, da destruição de nossa indústria naval, enfim de tudo que envolva a soberania brasileira. Nossas FFAA me envergonham, simples assim.

  25. Boa noite. Eu prefiro fazer uma leitura jungida aos recentes episódios a uma fala descontextualizada desse homúnculo que não honra o salário nem a farda que veste. O simulacro de atentado, perpetrado pela mídia golpista, não produziu os resultados esperados (por eles, bien sûr)!
    A fala deste irrelevante de farda (desculpe o pleonasmo) é mais um sinal a ser lido nas entrelinhas…
    #SouLula, Já Estamos Nos #HaddadPTAndo!

  26. Discordo frontalmente deste texto. Não existe compromisso algum por parte de nossos militares com o Brasil. Permitiram um golpe de estado rasgando o papel, delegado a eles, por nossa Constituição Federal. Permitem a entrega do patrimônio nacional a nações estrangeiras, tendo a frente os Estados Unidos, sendo praticado por bandidos aos quais se unem, em eventos, chegando mesmo a homenageá-los. Fica difícil encontrar motivos para enaltecer em algo, o papel de nossas forças armadas, se renderam de corpo e alma ao golpe, senador Romero Jucá e seu testemunho são a prova.

  27. Correto o professor. Erro crasso por parte do PT entrar nesse debate agora, pois, além de apenas potencializar o candidato fascista, pode transformar o segundo turno num plebiscito, entre os que aprovam o Exército e os que são contra. Tudo que um patife despreparado como o Bolsonaro precisa, para assim fugir dos grandes temas nacionais.

  28. “A única instituição – forças armadas – que guarda algum compromisso com o brasil”. É a entrega da Petrobras, base de Alcântara, Embraer e etc. Discordo do meu xará. Fico, como sempre cm a opinião de Fernando Brito.

  29. Esse pateta subserviente,aos EUA,deveria cuidar das nossas fronteiras, e não estar falando merda na imprensa golpista e colonizada,fique no seu quadrado general,você não tem nem uma preocupação com delapidação das riquezas do nosso pais,o general convive muito bem com Michel,Padilha Romero jucá e outras aves de rapina.Essa galera é ordeira e nacionalista,o Lula não pode concorrer a presidencia ,tenho vergonha das forças armadas do meu pais.

  30. Esse general de merda que bate continência para um informante de pais estrangeiro é mais um que faz parte do Tudo do Jucá!
    Aliás para que servem as forças armadas brasileiras?
    Até hoje só souberam como bater, prender, torturar e matar brasileiros.
    Essa é a relação histórica com nosso povo.
    De uma força que tem como patrono um genocida, não se espera outra coisa!

  31. Não é à toa que romero jucá foi líder do governo no senado nos governos de fernando henrique, de Lula e de Dilma. O cara sabe onde as andorinhas dormem. Tudo o que ele disse, naquele áudio com sergio machado, está acontecendo: “aécio seria o primeiro a ser comido; eduardo cunha está morto; botar o michel num grande acordo com o supremo, com tudo; estou conversando com os comandantes militares”. Esse general vilas boas é golpista.

  32. A marcha da insensatez continua com força total, agora com facadas e ódio ao PT revigorado. No dia 7 se outubro vou votar 13, mas sinceramente, só um milagre nos salvará. Militares, judiciário, mídia golpista, acham mesmo que podemos esperar, alguma atitude sensata desses dementes? Pra mim já deu.

  33. “O supremo” estado de sítio cavalga a trotes largos!
    Mais um efeito anunciado do ‘sFAKEamento’ do BOSTAnossauro!

    ***

    Candidato a deputado pelo PT do Paraná é baleado à queima roupa pela Guarda Municipal de Curitiba – e levado sangrando para um hospital num camburão
    09 de setembro de 2018 às 21h36

    (…)

    FONTE: https://www.viomundo.com.br/denuncias/urgente-candidato-a-deputado-pelo-pt-do-parana-e-baleado-a-queima-roupa-pela-guarda-municipal-de-curitiba-veja-video.html
    O vídeo
    https://www.facebook.com/RenatoAlmeidaFreitasJr/videos/170002007230141/
    .

  34. O BARRO QUE BARROSO SOLTA DE MANHÃ É O MESMO QUE O GENERAL ENTREVADO COME NO ALMOÇO.

  35. Se tivéssemos feito como na Argentina e Chile que puniram as atrocidades dos militares durante suas ditaduras
    a essas alturas eles saberiam que seu lugar é na caserna ou tomando conta das fronteiras e impedindo o tráfico de armas, coisa que fazem muito mal. O negócio dos militares brasileiros é agredir a população que deveria defender. Como até agora não ouvi nenhum milico criticando as declarações estapafúrdias de seus comandantes, generalizo.
    Vale dizer que também não passamos o judiciário a limpo, assim como permitimos que as concessões públicas de comunicação fossem transformadas em propriedades privadas hereditárias.
    Estamos muito mal em temos de organização político-social.

  36. O que eu acho interessante, eh como o vilas boas mudou totalmente o discurso dele. No twitter a gente consegue acompanhar essa mudança. inicialmente o discurso de alguém que privilegiava a não intervenção do exército a todo o custo e a confiança nas instituições. De uma hora para a outra, no entanto, passou para os discursos que demonstram acreditar em uma conspiração comunista, mas acima de tudo, passou a usar a palavra cidadão de bem e todas essas frases utilizadas pela direita mais chucha. Sinceramente, gostaria de saber o que aconteceu com o General, para ter essa mudança drastica de discurso

  37. Não vamos esquecer de romero jucá, que disse que fariam uma grande acordo para pôr michel temer, “com supremo, com tudo” e que estava conversando com comandantes militares.

  38. Vamos lembrar que romero jucá disse, na céçebre gravação com sergio machado, que estava conversando com comandantes militares

  39. Dentro das Forças Armadas tem os pro e os contra. São Grupos que não aceitam um mando do outro. Já vi isto acontecer no Brasil. Talvez seja uma questão de auto estima. Um grupo não quer que aquela ala tal passe a mandar. E ai meus caros poderá acontecer (Uma hora) um grupo não quer ser submeter ao mando do outro grupo e então ficam rosnando um para outro, mas vai chegar o momento que alguém lhes atiçarem o orgulho e a coisa pegar.
    Falta pouco.

  40. Diante da fantástica pergunta feita ao General Mourão pela Míriam Leitão, que não entendia como é que a Venezuela, “sendo uma ditadura, tinha o apoio das Forças Aramas”, o general disse que precisava contar para ela um pouco da História da Venezuela. Começou dizendo que a Venezuela teve uma guerrilha na década de 60 ajudada por cubanos que foi batida dentro do sistema democrático que eles tinham então que foi o pacto de Ponto Fijo. Então o guerrilheiro Douglas Bravo chegou à conclusão de que, para impor o domínio dentro da Venezuela eles precisavam das Forças Armadas. Nesta altura, ele diz que o Gabeira, que ele chama de Fernando, deve conhecer esta história, e o Gabeira confirmou que sabia. Falou que houve então uma “infiltração” no exército que fez nascer o Chavez. Chavez tentou um golpe em 1992, golpe em que ele ficou escondido (?) dentro do Museu Militar e sua tropa foi atacar o palácio do governo e a residência do presidente, e um generall que estava comprometido com este processo foi prender o Chavez e deu ao Chavez cinco minutos para falar em rede de televisão ao país. Com este discurso o Chavez ficou nacionalmente conhecido. Anistiado dois anos mais tarde, em 1994, o Chavez se aliou a um argentino chamado Norberto Cerezo, já falecido, que era meio nazista. O argentino monta para o Chavez um programa baseado em três vetores: “Exército, Caudilho e Povo”. O Exército foi então cooptado (um exército inteiro, facilmente cooptado?), Chavez transformou-se no caudilho, e o povo foi abastecido pelas missões, que era o dinheiro do petróleo distribuído. Quando acabou isso aí (como isso ai acabou? Foi por boicote americano? Pelo que se sabe, o petróleo da Venezuela não acabou), veio “a situação que nós estamos vivendo agora”, com o exército comprometido, as forças armadas cooptadas, “compradas com dinheiro”, a milícia bolivariana armada, e tem a reserva armada, “fora os grupos de narcotraficantes que lá existem”. (Os grupos de narcotraficantes estão ajudando o governo da Venezuela? Não há informação aberta sobre isso.)
    Baseado nisso que ele chamou de “historia da Venezuela”, o general falou então que, nas últimas reuniões do Alto Comando do Exército, ele disse aos presentes que “Nossa próxima Força de Paz vai ser na Venezuela”.
    O que o General Mourão não sabe é que um pequeno episódio historiográfico como esse não poderia explicar jamais o que acontece e aconteceu com o exército da Venezuela. a Venezuela conquistou sua independência através de sangrentas lutas de guerrilha organizadas pelos generais rebeldes Simón Bolívar e Francisco de Miranda. Os guerrilheiros que construíram com Bolívar a independência venezuelana vieram a constituir depois o próprio exército venezuelano. Ele tem, por conseguinte, origem forjada na luta do populacho e é altamente nacionalista, consciente de sua conquista de independência baseada em muito sofrimento causado por muitos revezes e por dedicação completa à libertação do país do jugo estrangeiro (espanhol), e a muito sofrimento. Foi esta origem que produziu militares nacionalistas como Hugo Chávez, e não a “infiltração” motivada ocasionalmente por cubanos e argentinos nazistas.

    1. Provavelmente o único neurônio desse sujeito ja ocupado pelas funções básicas e a doutrina que o tio sam enfiou nele não possui mais espaço ,para aplicar a principal capacidade que nos diferencia dos animais , a cognitiva.
      Esses são os individuos que sustentamos com os nossos impostos.

    2. Desmontaste bem as falácias do Mourão (deve ser também, como o outro, “uma vaca fardada”). Se algum dos membros de acusação da Globo, que perante o militar se borraram, fosse menos pusilânime, teria perguntado com é que todo o exécito e a marinha russa (vide Encouraçado Potemkin) se uniram ao povo e instalaram o socialismo na Revolução de Outubro.

  41. INVEJA DE UM PRESIDENTE COMO NESTOR KICHNER QUE COLOCOU ESSA ORGANIZAÇÃO PRO-IMPÉRIO ,AS FORÇAS ARMADAS LATINOAMERICANAS ,NO SEU JUSTO LUGAR.SUBORDINADOS E ABSOLUTAMENTE OBEDIENTES AO PODER CIVIL.
    NADA PRODUZEM,SÃO CAROS,INEFICIENTES CASO UMA GUERRA NOS CONFRONTE COM OS QUE REALMENTE TERIAM INTERESSE EM INVADIR O BRASIL,AS POTÊNCIAS.
    E PIOR ,MUITO PIOR,TREINADOS NA PROCURA E COMBATE DE UM INIMIGO QUE NUNCA EXISTIU(o comunismo) SÓ SERVEM AOS INTERESSES DAS GRANDE CORPORAÇÕES ECONÓMICAS INTERNACIONIS EM DETRIMENTO DE QUEM OS MANTÊM E PAGA SUAS GENEROSAS APOSENTADORIAS ,O POVO BRASILEIRO.
    Lamento que seu professor,pense que eles ainda têm um pensamento benéfico para o Brasil.

  42. Como acreditar numa instituição séria, que parou seu programa nuclear qdo tio SAM pediu… sem nada em troca … e ainda prendeu o seu chefe Alm. OTHON (esse sim um militar sério) ?
    Como acreditar numa forças armadas que nada fez com a entrega do pré-sal aos neo colonizadores do norte ?
    A Embraer, Alcântara, os aquiferos ? tudo encaminhado por um bando de corrupto e apoiado pela “instituição séria”…
    Que defende um candidato golpista (um militar desajustado), que profere com todas as letras a entrega da Amazônia para a “humanidade” (outro termo para americanos)… visto que brasileiros não fazerm parte da humanidade … e depois vem defender que decisões da ONU são afrontas a soberania brasileira !!!???

  43. Milico brasileiro só é bom pra babar ovo dos estadunidenses e dar golpe contra a democracia.
    Para o resto são inúteis.

  44. “a única instituição nacional que guarda algum compromisso com o Brasil.”
    Com o desrespeito à constituição. Com a entrega da base de Alcântara. Com a doação do PréSal. Com o fim da fábrica petralha de submarinos. Com a liquidação da pesquisa e das universidades públicas. Com a “rifa” da EMBRAER. Com o golpe de estado. Com os aeroportos do Laércio. Com a terceirização do satélite de comunicações utilizado pelas F.A. Com o exército de brasileiros que passaram a morar confortavelmente nas ruas. Com o outro exército de brasileiros que guardam o seu rico dinheirinho em paraísos fiscais……
    Quem lembrar de mais compromissos com o Brasil, liste aqui!

  45. Na minha opinião, Nilson Lage está louco.

    A força bruta é a base da lei, e não o contrário. Nas vésperas da primeira votação da prisão de Lula, esse mesmo general publicou um tweet (!!) essencialmente afirmando que, se o STF não votasse a favor da prisão, ele realizaria um golpe militar. Vários outros tweets do gen. indicam, para além da dúvida razoável, de que ele está alinhado com as principais doutrinas dos EUA. E, além disso, há aquela entrevista que ele fez para o Valor em fevereiro de 2017, então o argumento do “sub judice” certamente não se aplica aqui.

  46. Nossas FAA, Exército incluído, não conseguem nem vigiar nossas fronteiras, mares e espaço aéreo com eficiência e vêm com essa de dar palpite nas eleições! Que se coloquem em seu devido lugar e façam pelo menos seu trabalho direito! E parem de atender aos chamados do golpista Temer, que mandou o Exército ao Rio para matar favelados…

  47. Na minha modesta opinião Bolsonaro nos ensinou que os nossos militares não compreendem a história e a geografia , se a entendessem certamente não dariam declarações como estas do Villas Bôas .

  48. Golpe, pré-sal, Embraer, Base de Alcântara, venda do território nacional, traficantes e bandidos no controle do governo… Infelizmente não vejo compromisso das instituições com a democracia, integridade e soberania nacional. Nossa elite prefere ser cidadão de segunda classe dos EUA, deitados eternamente em berço esplêndido na varanda da casa-grande.

  49. Li achando que descobriria algo que me fizesse mudar de opinião. Mas me enganei. É só o velho temor da esquerda em encarar os fatos e aceitar que nossos militares estão do lado errado da historia outra vez. Contra os anseios do povo brasileiro, e sob os comandos da Rede Golpista. É lamentável. Mas não chega a surpreender.

  50. Dá pena ter que ver este debate já em 2018. Não superamos, nas casernas, o medo do comunismo que nunca existiu. O grande problema de nossas Forças Armadas é o baixo nível intelectual dos oficiais, com raras e honrosas exceções, Digo no nível do conhecimento político, sociológico, de economia política, de filosofia, antropologia e psicologia. Um Oficial General não deveria ser promovido a tal se não tivesse esses conhecimentos, além da carreira militar comum. Por isso são facilmente cooptados pelos ideólogos do capital improdutivo mundial, ou seja: do capital financeiro, atuando como meros controladores dos lucros deste e ajudando a afundar o próprio povo na miséria e contribuindo para fragmentar o país.

  51. Realmente ele disse…
    Seja de esquerda, seja de direita…
    As forças armadas iriam respeitar…
    E lembro de uma foto do Haddad com o general numa sabatina(?)….
    Ele não disse não ao PT, ele quis valorizar(?) a piração do judiciário e o que acontecer depois ele garante…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.