BC: mercado corta PIB pela 10ª vez, agora para 1,49%. Cairá mais

Pela décima vez consecutiva, as previsões das instituições financeiras para o PIB brasileiro em 2019 foram reajustadas para baixo no Boletim Focus, do Banco Central.

No início do ano, esperavam expansão de 2,53%; agora, de 1,49%.

Mas, como dizem aqueles comerciais de TV, isso não é tudo.

Ninguém esconde mais que, sob as previsões, já repousa a certeza de que haverá um crescimento praticamente nulo do Produto Interno Bruto, ou mesmo negativo, a depender das condições do mercado externo.

A vaca de 2019 já foi para o brejo, na economia.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

8 respostas

  1. Ainda acho irreal a projeção de crescimento de 1,49%.

    O problema, porém, é que o discurso do desmonte da previdência vende-o como a “salvação da lavoura”, e esse pessimismo das projeções ajuda a botar pressão para que ele ocorra.

  2. As projeções do mercado valem tanto quanto pesam. Se tudo que é sólido desmanchar no ar ….imagina o que é oco, vazio, inconsistente, frágil e hesitante.
    É como se o ex ante fosse se ajustando ao ex post mágicamente. Canalhas, canalhas, canalhas….e picaretas…

    1. Só não projetam zero por cento de uma vez só, porque pegaria muito mal. É preciso disfarçar a incompetência deles, e ir baixando pouco a pouco, semana após semana.

          1. É verdade. E tem gente que acredita na panaceia da reforma previdenciária como a que vai fazer investimentos surgirem milagrosamente. Vai curar rinite e gastrite também.

      1. eles chamarão isso de decay factor e assim ganham um tempo mais até o distinto público se dar conta do truque. Quem já cruzou o viaduto do Anhangabaú ou qualquer área central das nossas grandes cidades, sabe como atuam “os malacos”.

  3. Com uma taxa anual de crescimento populacional de 1,24%, pode-se dizer que o crescimento estimado do PIB de 1,47% já tá zerado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *