Contra Temer, até sofrer.

datagreve

A manchete desta manhã do Diário do Centro do Mundo “mata” qualquer charada interpretativa que pudesse haver sobre o apoio registrado pelo Datafolha ao protesto dos caminhoneiros: a desgraça que temos ocupando o que deveria ser o governo do país. Porque não dá para dizer que Michel Temer e  companhia estejam “à frente”, “no comando” ou “governando o Brasil”.

Desde o volume e a frequência dos aumentos dos combustíveis – para o que deram carta branca ao “imexível” Pedro Parente aplicar – até a incapacidade de negociar e agir diante de uma situação de emergência, tudo o que o brasileiro vê é confusão e desgoverno.

Daí, quase que institivamente, surge o que o DCM mancheteiasobre os 87% de apoio à paralisação: “É parecido com o índice de rejeição de Michel Temer“.

Politicamente, não é parecido, é igual.

Os brasileiros chegaram a um ponto de insatisfação com o rescaldo do golpe parlamentar de 2016 que até mesmo o que deveria provocar incômodo, pela insegurança e alteração da rotina da vida é visto como positivo. Tanto é assim que 60% se acham prejudicados pelas “soluções” apresentadas para a crise.

Chama a atenção o descompasso entre os prejuízos reais ao abastecimento da população registrados no levantamento, relativamente pequenos e concentrado no abastecimento de veículos e o o caos generalizado exibido de forma nauseante pela televisão.

O dado que mais chama a atenção, porém,  está lá, perdido no meio do texto da reportagem da Folha:  apenas 9% apóiam o uso de força policial ou militar para acabar com os bloqueios, enquanto 88% preferem que haja negociação.

O brasileiro, ao contrário do que os relinchos da ultradireita ressoam, que solução, mas dentro da democracia.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

16 respostas

  1. A mezzo a mezzo greve/locaute dos caminhoneiros e donos de transportadoras foi apoiada por 87%, só que o que a paralização reivindica é de interesse direto dos envolvidos. Não se pediu redução de preços de outros combustíveis e nada que favorecesse alguém deles mesmos. Hoje começa a greve dos petroleiros com pauta em defesa da soberania nacional e reivindicações que favorecem o povo e o país, não apenas a categoria. Vamos ver se o índice de apoio a esta greve por parte do “povo”. Aí a gente vai separar o joio do trigo, ou, melhor dizendo, vamos conseguir separar manifestoches de gente normal.

    1. Perfeito, porém sua dúvida não deveria existir.
      Não vai haver nenhuma manifestação de apoio à greve dos petroleiros, mesmo sendo muito mais voltada para os interesses da população e da soberania nacional.
      O rede globo (eua) e o golpe, em última instância, não podem prescindir da política de rapina do petróleo feita por fhc, serra, temer, parente e cia ltda.
      Os ataques, com mentiras quanto ao desabastecimento de combustíveis vão infestar a cabeça dos manifestoches e incautos em geral.
      Os agentes de força do golpe: justiça, milicos, polícias vão agir de forma muito mais contundente em cima dos companheiros da BR.
      Vão precisar de muita força e coragem, nesse momento crucial do Brasil, que já chamam de “O Petróleo é Nosso v.2.0”,
      #LulaLivre

      1. Eu nem falo em manifestação de apoio, estou apenas imaginando na maneira como as pessoas irão encarar a greve dos petroleiros. Eu cheguei a ler o seguinte comentário de uma pessoa a respeito de imagens da paralização dos caminhoneiros: “Que bonito e não tem uma bandeira vermelha aí.”

        1. Concordo com os comentários. A greve dos caminhoneiros teve patrocinio direto das transportadoras e indireto de grupos direitistas (os que queriam intervenção militar). Massacrados pelo aumento do combustível, pelas péssimas condições de trabalho precário e pelo dumping feito no valor dos fretes pelos patrões, os caminhoneiros foram usados como massa de manobra…..No meio da paralisação, não faltaram oportunistas querendo surfar na onda e fazer figura.E nem precisa dizer, que quem vai pagar a conta é toda a população, e que, continuando o preço atrelado ao dólar (devido as importações), mais cedo do que tarde os caminhoneiros vão voltar a ter prejuízo.

  2. Como fica o LUCRO ABUSIVO da Petrobrás, tem custo de extração do barril do petróleo de 7 dolares e cobra do Brasileiro 70 dolares.

  3. Temos uma esdrúxula situação de uma greve onde, entre os realizadores, vemos diversos objetivos, alguns dos quais conflitantes. Alguns “grevistas” querem diesel mais barato, outros querem fora Temer, outros querem dentro milicos, outros querem Lula Livre e por aí vai. Fora do movimento, há uma “guerra” no país para que um dos objetivos seja o vencedor.

  4. Gostaria de ver a opinião sobre a intervenção militar ou negociação relativamente à greve dos petroleiros. Tenho quase certeza de que a grande maioria iria optar por “baixar o cacete naquele bando de petralhas vagabundos.”

  5. No supermercado perto de casa, foi cômico presenciar uma velhinha olhando para a prateleira de grãos, para o feijão especificamente, e exclamar: “ué, mas o preço não aumentou?!”. Um colega de trabalho, consciente: “hortifrúti estavam com preços mais ou menos normais, exceto batata. Como a TV exagera.”.
    Pois é…
    O PIG quer o casos para inviabilizar as eleições, criminalizar os movimentos (especialmente o que começou hoje – Petroleiros) e manter a política de preços em benefício dos grandes acionistas.

  6. Destaque-se ainda: esta mídia bandida que vem nos fornecendo desinformação permanente é um elemento essencial da crise devido a sua incapacidade de informar o que realmente está acontecendo.
    A globo é uma máquina de desinformação que mesmo quando quer não consegue informar.
    No momento a informação seria imprescindível, e não há temos.
    A globo é a desgraça maior deste país.

    1. A Globo para mim é como aquele sujeito que brincava o tempo todo que estava se afogando.

      Hoje pode até ser verdade o que diz, mas não acredito.

  7. Origem da crise que permanece: O parente foi alí colocado pela globo, com fica bem claro no notíciário incrivelmente favorável a ele.
    A globo sempre quis a destruição da Petrobrás como apontam 50 anos de editoriais propondo simplesmente a dissolução da companhia. E é o que o parente está solenemente fazendo. Destruindo a Petrobrás e com ela o país, se preciso.
    É o famoso “isto tem que permanecer, viu” da globo.
    A crise está viva e forte. Para nossa desgraça.

  8. Como pode a carmen miriam se manifestar sobre qualquer outro assunto “pequeno” se há um movimento nacional e internacional apontando a existência incrível de um “LULA preso político” que o stf finge (é só ler as sentenças condenatórias que o inocentam mas como conclusão o penalizam) não ver.
    Tudo que o stf fizer sem analisar esta desgraça que se abate sobre o nosso judiciáriao, nem é “pequeno”, é minúsculo.
    Esta desgraça de hoje é só um ponto a mais na enorme desgraça que o stf nos legou ao golpear o governo honesto da Dilma.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.