“Eu não fiz nada”: a desculpa cínica do golpista Bolsonaro

Menos de 24 horas depois de ter subido numa caminhonete em meio a um turba fascista que portava faixas em favor do fechamento do Congresso, do Supremo Tribunal Federal, pedindo a volta do AI-5 e uma “intervenção militar com Bolsonaro no poder”, o psicopata golpista que ocupa a cadeira presidencial deste país disse que não falou nada “contra qualquer outro Poder, muito pelo contrário”.

Depois, o sujeito – repugna-me chamá-lo de homem – que já defendeu ditadura, tortura, fuzilamentos proclama-se “campeão das liberdades”.

— Aqui é democracia. Aqui é respeito à Constituição brasileira.

Óbvio que ninguém acredita, mas todos fingem acreditar e absurdos ultrapassam absurdos nesta caminhada louca em direção à pré-história em que o Brasil está metido.

Já vivemos sob uma situação de exceção, onde o debate político foi substituído por zurros, pelas frases entrecortadas de quem não sabe articular ideias mas vocifera ódio e, como um Luiz XIV absolutista, ungido pelo direito divino e não um governante eleito dentro de regras e limites.

— Eu sou realmente a Constituição.

Bolsonaro não tem sequer consideração com que o socorre em seu governo sem rumo, deixando com cara de palerma – a missão parece não ser muito difícil – seu interventor no Ministério da Saúde, que não pode se proclamar defensor do “libera o contágio aí, gente” presidencial e tem de permanecer mudo e oculto.

As instituições, se não agirem à altura do que é necessário contra esta ameaça – e falo literalmente – à vida dos brasileiros serão mesmo digna do fim trágico que para elas está reservado no golpismo bolsonarista.

“Ditar os rumos da morte é o exercício supremo do poder a que o bolsonarismo aspira” diz hoje na Folha, em indignado artigo, o advogado Thiago Amparo.

Genocídio e liberticídio, estes são os crimes em sua mira. Quem tem poder deve detê-lo ou aceitar que ser julgado, amanhã, como cúmplice desta monstruosidade.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

28 respostas

  1. Na verdade, com exceção do meu amado Nordeste aqui, o Brasil parece que parou na Idade Média. Ninguém poderá alegar que “não foi alertado que a tragédia seria gigantesca em perda de vidas”. Estão todos cientes que a única SOLUÇÃO é o isolamento social, excetuando o estritamente necessário. Até o terrorismo mundial respeita o covid-19. Aqui, a BESTA sobe num carro ontem e evacua pela boca para o delírio do seu gado irracional.

  2. “Eu sou a Constituição”…
    Realmente muita gente diz que a C.F. do Brasil é uma bosta, mas eu pensei que fosse mais uma crítica quanto às suas lacunas.
    Se realmente a Constituição é o Bozo, É UMA BOSTA MESMO.

  3. Os idiotas que pedem fechamento de congresso,STF,câmaras, destituição de governos estaduais….são os mesmo ignorantes
    que criticam os governos de Cuba e Venezuela, dizendo que são ditaduras.

  4. Todos os protagonistas dessas HORAS AMARGAS PELAS QUAIS ESTAMOS VIVENDO, tem entre si,como características ,um rumo só,a COVARDIA INSTITUCIONAL.Esse,é o BRASIL,de quase nenhuma virtude,somente o MEDO.E O BÓSTA-ONARO e seus seguidores,sabem disso!

    1. Eu, sinceramente, nao sei qual eh o espanto. Essas “instituicoes” se curvaram pra um JUIZ DE PRIMEIRA INSTANCIA!!! Gente… sinceramente… vcs esperavam que eles iam se levantar contra o PRESIDENTE DA REPUBLICA??? Muita ingenuidade, nao?

    2. Não se trata só de covardia institucional mas, de mau-caratismo, “rabo preso”, “divida no cartório”, acobertamentos, corrupção própria e familiar, “jogo de interesses, canalhices, etc.. rodrigo maia, alcolumbre, dias piores et caterva, moroloide, certos membros do centro- esquerda,et só pensam na próxima eleição e continuarem a se dar bem as custas do “povão otário”.

  5. Impeachment da Dilma:

    – Vou contar até dez: um, cinco, dez!

    Impeachment do Bozo:

    – Vou contar até dez: um, um e um quarto, um e meio, um e três quartos…

  6. Se não me falha a memória, este monte de merda que ocupa a presidência, jurou “MANTER, DEFENDER E CUMPRIR A CONSTITUIÇÃO, OBSERVAR AS LEIS, PROMOVER O BEM ESTAR GERAL DO POVO BRASILEIRO, SUSTENTAR A UNIÃO, A INTEGRIDADE E A INDEPENDÊNCIA DO BRASIL” ao assumir o cargo há alguns meses atrás. Já esqueceu ou juramento de miliciano só vale quando é para “jurar” de morte um desafeto?

    1. Este mesmo também foi se batizar no Rio Jordão, em 2016, dizendo-se convertido em evangélico… ( e olhando para a câmera que o filmava, decerto pensando em quantos votos este ato ia lhe dar…), e hoje ainda se declara católico… é tudo fake em nosso presidente!

  7. Ele deve ter pensado o seguinte: Vou lá subo na caminhonete de alguém e apoio o pedido dos Bolsonaristas e depois o Milicos dão um golpe e eu viro ditador. Querem apostar se não foi isto que ele pensou.

  8. O assassino é encontrado ao lado do corpo ,sujo de sangue, com a faca na mão e diz não fui eu.

  9. ” — Eu sou realmente a Constituição.” Essa frase me lembra outra muito mais antiga. “O estado sou eu.”

  10. Bozo poe 20 30 50 mil nas ruas a seu favor
    As esquerdas ninguempq respeita o momento
    Mas depois veremos 2 000 000 nas ruas contra o bandido

  11. Brito.
    Pois é. O problema é que no próximo final de semana, ele vai de novo encontrar-se com os seus apoiadores e começa a dizer tudo de novo e no dia seguinte, na segunda, vem com outra conversa. Aí todos os representantes dos poderes, tais como, Alguns ministros do STF, Alguns congressistas, a OAB, vêm com a mesma ladainha de sempre, dizendo isso e aquilo, mas não tomam nenhuma atitude e a coisa vai ganhando força a cada semana. Alguém precisa tomar uma atitude urgente, antes que seja tarde.

  12. Impeachment da Dilma:

    – Vou contar até dez: um, cinco, dez!

    Impeachment do Bozo:

    – Vou contar até dez: um, um e um quarto, um e meio, um e três quartos…

  13. As “instituições” agem como o homenzinho engravatado de joelhos da charge porque são cúmplices do estado das coisas todo. Não vão mover uma palha contra Bolsonaro.

  14. Acho que o Fernando Brito coloca muita fé nas Forças Armadas e nos demais poderes. Muita gente em Brasília vai se dar bem. Basta ver a live do Roberto Jefferson ecoando a paranoia do Bolsonaro sobre o Maia e o STF dando um golpe. FB, não sei qual é a solução e nem quanto tempo irá demorar, mas esperar algo dessa turma é se cansar à toa. Somente quando esse discurso burro anti-corrupção diminuir, teremos uma chance de pensar no Brasil como país e não um amontoado de gente. Na toada atual, é mais fácil o Bozo juntar 200 mil manifestantes na rua o apoiando até o fim do ano e ele se reeleger devido à memória fraca do brasileiro e à total falta de opção à esquerda e à direita que, com esse discurso raso de “s?o todos corruptos” e os votos das igrejas evangélicas e comunidades comandadas por milícias que controlam as campanhas, vai perder novamente pro bolsonarismo.

  15. Recalcados, odientos, preconceituosos, dementes. A existência do gado seguidor da matilha se deve a covardia de quem tinha a obrigação de fiscalizar e punir os desvios de conduta, a ilegalidade dos atos, dos procedimentos, dos ritos, das sentenças. STF, TRFs, Conselhos, todos foram omissos e/ou partícipes da instabilidade institucional que vivemos. A História lhes será severa. Nada de anistia ou esquecimento.

  16. Muitos consideram que o Bolsonaro marcou mais um tento rumo à instalação de sua futura ditadura. Ele está consolidando sua torcida como a de um fantástico time de futebol. E quando ele vai aos quartéis, ele está a falar com os soldados dentro dos quartéis. “Bolsonaro está aí fora!”. E cresce o mito nos setores em que ele mais deseja que cresçam. O fascismo é como um fungo que não pede licença para se instalar, por isso é preciso detê-lo enquanto ainda está fraco.

  17. Ele não fez “nada”,.Tá Ok. ele tetou fazer com que as Forças Ar,madas sublevassem e lhe daria plenos poderes. Mas, deu tudo errado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *