Hora de coragem para evitar um futuro de medo.

A véspera de eleição tem sempre, apesar dos atos de última hora dos candidatos, um certo tom de reflexão.

Nesta, mais do que em outras, um reflexão silenciosa.

Não controlei o sorriso irônico ao, no carro, ouvir uma repórter de rádio usar, sobre o dia de amanhã, o velho bordão de “festa da democracia”.

Não há um clima de festa – e bem que poderia haver, por estarmos afinal terminando um governo golpista e desastroso, abrindo o tempo de um novo governo, no qual pudéssemos renovar esperanças.

Não há esperança, há dois venenos no ar: o medo e o ódio.

Contra eles, cada um de nós está obrigado a injetar-se, nestas próximas horas, os antídotos da coragem e do amor pelo nosso povo.

Nossa elites financeiras, midiáticas e judiciárias, em nome de seus projetos mesquinhos, não hesitaram em reduzir a escombros o sistema político, sem o qual uma sociedade só pode ser tirânica e selvagem. Nunca deram atenção ao “efeito colateral” dos ataques ao “petismo”: a aniquilação de todo o centro e centro-direita, ao ponto de sobrar apenas um fanático tosco para representar a insatisfação que elas insuflavam.

Não deixaram, sequer, que se construísse uma tal “terceira via”, porque o que fizeram levou a todos de roldão.

O antipetismo foi tão cevado e fermentado que moldou um monstro.

Tanto que é possível sentir, mesmo na classe média com pouca ou nenhuma simpatia com o PT, diante do que construíram, um clima de medo do que daí pode vir.

Sentem, e com razão, que a vitória de um sujeito que aponta armas para todos, fala em matar, torturar, metralhar pode (e iria, com certeza) “soltar os bichos” da parcela mais violenta, mas estúpida, mais brutal das instituições e da sociedade, com um “liberou geral” para a truculência.

Ou, neste caso, as urnas não estariam dando licença para bater, dar porretadas, atirar em todos quantos considerassem “nocivos”?

O medo, porém, a nada nos leva senão à derrota, porque é a mais perfurante arma nas mãos de quem oprime: é a que fere fundo, na alma, e sem sequer uma lâmina, nos tira a capacidade de resistir e lutar.

Lutar, sim, porque é preciso primeiro ganhar uma batalha para, adiante, vencer a guerra.

Contra o medo, respire coragem: ligue para os amigos, fale com eles, divida as preocupações. Não se preocupe em ganhar votos, mas em tirá-los da aventura fascista que, tolamente, podem estar permitindo tornar uma hecatombe  para a liberdade e para o convívio pacífico.

Nada é muito, nada é demais nesta hora em que, mesmo ainda remoto, a liberdade e a democracia estão em risco.

Não são coisas com as quais se brinque.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

45 respostas

    1. Terrível . Estou com uma sensação horrível de aversão ao meu país…pela primeira vez na vida estou enojada com o meu Brasil.

      1. somos duas
        hoje eu tô do avesso
        nem dormi essa noite
        e não me consola ganhar a eleição
        esses dementas estão soltos e vão aterrorizar a todos nós

      2. Tem gente ganhando horrores na especulacao. Vc fica deprimida enquanto eles vao beber champagne às margens do Sena

  1. Tem um bando de Mônicas de Bolles espalhado nas redes torcendo por Ciro, mas o medo desses “isentões” é que seus donos nos grandes jornais não os deixem atacar o capiroto no 2º turno.

    1. ARIALEN: A Monica de Bolle gravou um vídeo assumindo o voto em Ciro e justificando. Racionalmente e sem ódio.

  2. Vamos ver quantos casos de violência cometidos pelos seguidores do Coiso durante a “festa da democracia” os repórteres irão relatar. Isso se tiverem autorização dos seus patrões para fazê-lo. Globo e o resto da mídia, os membros do poder judiciário, do MP e os partidos derrotados nas últimas 4 eleições deverão ser responsabilizados pelas consequências de sua irresponsabilidade de alguma maneira. No mais, a coisa tende a ficar preta: “nosso lado” não vai ficar levando porrada sem exercer o direito à legítima defesa. Foi isso que a “elite branca” semeou.

    1. Mesmo os países que são referência em democracia e direitos humanos não abrem mão de suas defesas.

      Não vamos apanhar calados. Faca na caveira do fascismo.

  3. Fatos que ficarão registrados para a posteridade pétrea da história

    Todas as desgraças que nos abatem e nos afligem neste momento, a possibilidade iminente de um nazista assumir a Presidência da República, este clima de ódio figadal entre os brasileiros, a barbárie batendo à nossa porta… Todo este sofrimento atroz deriva da culpabilidade do poder judi$$$iário!
    E um dos seus braços podres, o tal escroto ‘miniSTÉRIO’ PRIVADA!
    O PIG foi apenas a correia de transmissão dos crimes hediondos perpetrados ao longo destes últimos anos contra o povo e a nação.
    Ou seja, os(as) bandidos(as) de toga passarão para a história enquanto expressão do que há de mais sórdido, abjeto, criminoso, corrupto, covarde, desumano, desrespeitador das Leis, antipovo, antinacionalista, nazista, golpista…
    E tenho dito!

    1. disse tudo! os canalhas de toga e os procuradores a serviço do imperialismo empurraram o país para o abismo. canalhas!

  4. 2o turno é outra história. Especialmente se houver debate com o arregão do atestado (NÃO É POSSÍVEL, KCT!).
    Vamos votar!

  5. Quem deveria ter respeito ou medo mesmo são nossas oligarquias piratas que sempre que sentem seu domínio sobre a nação cambalear tratam de impedir e sequestrar nossa sempre frágil democracia e quando ela começa a dar seus primeiros passos. Às urnas cidadãos e cidadãs. Somos a maioria, façamos que as maiorias governem. Ou damos um basta a esse domínio ou viveremos eternamente sob o domínio não do medo mas da vergonha de não ter combatido e resistido.

  6. Ficar repetindo que Bolsonaro é fascista, racista, homofóbico, ditador… infelizmente tem ZERO impacto sobre seu eleitorado.

    O melhor é desmascarar a falsa imagem de que Bolsonaro é o candidato “contra o sistema”.

    Filha do Cunha com Bolsonaro
    Centrão com Bolsonaro
    MDB com Bolsonaro
    Edir Macedo e grande mídia com Bolsonaro
    Eunício Oliveira com Bolsonaro
    DEM com Bolsonaro
    Fundador do PSDB com Bolsonaro
    MBL com Bolsonaro

    Se Bolsonaro ganhar ninguém vai sentir a diferença quando Temer sair… simplesmente será a continuação!

    1. Dizem que ele vai ser marionete do Lula é o que ouvi de uma idosa pobre. Fazer o que paciência. .. acredita demais na Globo

  7. Não existe a mínima condição de diálogo com quem está cheio de ódio contra o PT. Tenho visto quem tenta, dar com a cara na parede. Não sei no que isto vai dar, só sei que metade do Brasil está em transe. Conheço psicólogos, músicos, engenheiros, que estão obcecados e não ouvem mais nada. Nossa sorte está lançada, amanhã começaremos a conhecer nosso destino.

    1. Mentalidade de seita. Tal como ocorreu no nazifascismo. A mesmo história, infelizmente. Precisamos resistir. Haddad 13

  8. A “justiça brasileira” faz política, o povo precisa fazer JUSTIÇA ! Vamos todos ás urnas, HAVENOS DE VENCER, O POVO BRASILEIRO VALE A LUTA ! LULA VALE A LUTA !

  9. Sempre ouvi falar que o boçal era “persona non grata” entre a alta cúpula militar.

    De fato, tenho alguma convivência com essas pessoas e particularmente conheço um militar cujo perfil sempre foi algo num estilo Alckmin ou Meirelles.

    Porém, nessa eleição (creio que por pragmatismo de sua parte), vai votar no Coiso. Certamente pelo fato destes não decolarem, pois não consigo vê-lo como um bolsominion.

    Nessa hora é que filosofo, cá com meus botões, que esse discurso moralista anti-PT é tão inconsistente, que vai por água abaixo mais uma vez.

    Acusam-nos de votarmos em “rouba mas faz”, mas terminam por votar no capeta, só para não darem o braço a torcer.

  10. Estaremos sob regime da bala, qual será a reação, justificado o mata a quem voce não gosta poderá valer para os dois lados? E aí? O que teremos? Veremos.

  11. Globo, veja, fsp, youtube, faceburro, google…..todos instrumentos da catástrofe que se avizinha.

    Cevados todos sob as barbas do Lula.

  12. Brito,
    Pela leitura do seu texto, conclui-se que você realmente não acredita mais que o Haddad chegue lá. Até a última pesquisa do Ibope, você ainda acreditava numa virada dele.Aí, veio a pesquisa do Datafolha, esta foi demais. Você disse bem: “Não há esperança, há dois venenos no ar: o medo e ódio”. E é verdade. São dois venenos poderosíssimos, muito difíceis de serem debelados.

  13. Haverá resistência porque se forçará que exista resistência. A esquerda só dá aparência de mansa porque ela quer participar do jogo democrático, ela quer o debate, a direita não liga se tem democracia ou não, por isso prefere o fascista. Nos EUA, quando Trump ganhou, os racistas de lá se sentiram empoderados, e uma onda de racismo, ataques contra grupos marginalizados começou a estourar. Esses grupos porém começaram a se organizar e se defender. Para cada manifestação dos racistas, havia um contra-protesto bem maior. Em alguns estados é permitido o open carry, poder carregar seu fuzil e sua pistola em público, os racistas começaram a andar armados como forma de intimidação. No contra-protesto, os esquerdistas, anarquistas e outros associados também começaram a se armar, só que eles eram bem mais em quantidade, e isso botou pra correr os racistas.

    Esses dias um provocador do MBL levou porrada no Rio depois do incêndio no museu por falar merda. Já tem uma onda de pessoas pronta pro embate físico, que não o quer, mas não vai aceitar calado a provocação.

  14. O que mais me impressiona e indigna, é ver a folha corrida e a pregação desse satânico capitão e saber que ele, com todas suas absurdas, desumanas e criminosas propostas, ainda assim, lidera as intenções de voto da próxima eleição.
    Ou essas pesquisas são manipuladas para influenciar os eleitores — o que acho uma completa imbecilidade e prova de irremediável burrice alguém se deixar influenciar com essa estúpida artimanha –, ou há mesmo algo de podre neste mosso grande e querido reino tupiniquim!

  15. Penso que hoje o Jornal do Brasil, em editorial, apontou o caminho evidente para a superação do perigo fascista.

  16. Enquanto isto , o Paulo Henrique Amorim do CAF não falou coisa alguma sobre a ilegalidade da entrevista de Bolsonaro na Rocord . O chefe ( bispo) não permitiria. Rapaz obediente!!

  17. Acredito que o deveria ser feito é conscientizar o povo de duas realidades: 1- Que quem decidiu votar no “coiso”, não vai mudar de idéia, pois já está dominado pelo mal. 2- Quem é eleitor do Lula/Haddad, também não muda. 3 – Ciro Gomes de acordo com as pesquisas, é omenos votado que dois primeiros. Partindo desse princípio, entendo que a única forma de vencermos o mal que paira sobre nossas cabeças, é unirmos forças e votos naquele que tem mais chance, HADDAD. Acredito que tem havido uma onda da direita e da mídia (Globo, Veja, Isto É e outras), incitando a divisão com o voto no Ciro e dessa forma a vantagem, obviamente é do “coiso – Espírito das trevas”.

    1. Queremos ver até onde irá a capacidade do “coiso” se esconder, do debate com HADDAD, no 2º turno ! SEM MEDO DE SER FELIZ !

  18. Não tenho dúvida que a esperança vai vencer o ódio. o fascismo foi um movimento ultranacionalista. Nada que ver com o coiso, que é ultraentreguista. O nazismo e o fascismo só florescem em culturas onde há hierarquia e disciplina. O Brasil é o contrário disso. O que vai acontecer é o derretimento do coiso no segundo turno. Muita gente, pelo menos o suficiente, vai perceber que sua própria sobrevivência e da família é que está em jogo.

    1. Destruíram nossas leis eleitorais, tentaram fazer no Brasil, aquilo que eles dizem, foi feito na Venezuela, e não conseguiram ! No 2º turno, vamos destruir “o perverso” ! VIVA O POVO BRASILEIRO !

  19. Tirado do Livro de Paulo Coelho: MAKTUB

    O jovem Napoleão tremia como vara verde durante os ferozes bombardeios no cerco de Toulon.
    Um soldado, vendo-o assim, comentou com os outros:
    – Reparem como ele está morto de medo!
    – Sim – respondeu Napoleão. – Mas continuo combatendo. Se você sentisse a metade do pavor que estou sentindo, já teria fugido há muito tempo.

    Diz o mestre:
    O medo não é sinal de covardia. É ele que nos dá possibilidade de agir com bravura e dignidade diante das situações da vida. Quem sente medo, e apesar disso segue adiante, sem deixar-se intimidar, está dando uma prova de valentia. Quem, entretanto, enfrenta situações arriscadas sem dar-se conta do perigo, demonstra apenas irresponsabilidade.

  20. Não podemos brincar é gente na rua fazendo campanha 2.o turno zera e começa tudo de novo. HaddadPresidente
    13 e muito suor.

  21. Fernando fiz um texto que mandei para minha família e gostaria de postar no seu blog sou de Fortaleza mas moro em Curitiba. Boa noite família. Neste momento tenso no qual o nosso país passa não podia me falar, quero calar um pouco com vocês. Em 1984 estudava no Colégio Cearense foi um ano para mim inesquecível terminava o segundo grau,mas mais importante foi o ano que todos nós brasileiros fomos a rua pedir eleição direta para presidente, como foi lindo o comício na praça do Ferreira, lá todos éramos um todos queríamos e lutava pelo mesmo objetivo,mas na hora da votação no Congresso Nacional ganhamos mas não atingimos o número necessário,ou seja perdemos,mas também ganhamos ânimo para ir para o colégio eleitoral derrotar a ditadura. Foi outro momento bonito de novo na mesma praça do Ferreira com Tancredo Neves, aí conseguimos derrotar a ditadura representada por Paulo Maluf, mas infelizmente a doença o levou e tivemos de aceitar Sarney. Foram cinco longos anos esperando para votar para presidente. Enfim chegou a hora é por designios ganhou um charlatão Fernando Collor apoiado pela rede Globo, aqui peço licença para mostrar o tanto que a globo manipulou o povo como também apoiando a ditadura militar, para 50 anos depois reconhecer seu erro mas continua hoje agindo do mesmo modo, voltando,tivemos a mobilização dos ‘caras pintados’e expulsamos Collor ,para não me alongar mais fico impressionado vendo jovens que não viveram a ditadura pedindo o retorno e quem viveu aquela época querer retroceder, ah meus amigos amanhã é um dia decisivo para você seus filhos e netos só lhes peço uma coisa: vamos votar sem ódio,vamos votar pensando naquele que mais precisa, votem com sua consciência,mas peço lhes que depois não digam que votaram sem saber. A todos que tiveram paciência de ler muito obrigado.

  22. Brito: você afirma: “O antipetismo foi tão cevado e fermentado que moldou um monstro”. Concordo e por essa razão o PT deveria ter tido a humildade de acolher a proposta de políticos experientes como Jaques Wagner, Flávio Dino etc.e formar uma frente democrática com um candidato de fora do PT. Mas, para os dirigentes do PT, a prioridade era a tal da “hegemonia”. Os fascista não esperaram nem o primeiro turno e já estão agredindo mulheres nas ruas. Parece que os “cultos” dirigentes do PT nada aprenderam com a ascensão de Hitler.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *