Juízes contra o voto recriam a cassação política

Em plena ditadura, quando comecei a acompanhar eleições – e a apuração dos votos – havia uma regra simples e generosa a aplicar diante dos muitos garranchos com que pessoas simples escreviam o nome ou o número de seu candidato: “aproveitar ao máximo a vontade do eleitor”.

Isso significava, às vezes, passar minutos em torno de um único voto, para decifrar o que o eleitor queria dizer com aqueles traços confusos.

Afinal, a Justiça Eleitoral estava a serviço do cidadão, mesmo que este fosse alguém humilde, mal capaz de garatujar um nome.

Os atuais juízes, porém, parecem ter assumido uma postura inversa.

O voto tornou-se não um direito inalienável, mas algo que é uma concessão, para a qual o sujeito  deve se habilitar, segundo as regras que suas excelências baixam, para que dela possam fruir.

O recadastramento biométrico foi, para usar as palavras do  então presidente do TRE-RJ, desembargador Bernardo Garcez, diante do caos instaurado em Niterói (RJ) uma das cidades pioneiras na sua implantação, “foi uma solução para um problema inexistente”.

De fato, alguém ir votar no lugar de outra pessoa, embora pudesse acontecer esporadicamente, poderia render 15, 20, 30 votos que nem mesmo em eleições de vereador representariam estratagema capaz sequer de eleger um vereador.

Mas a nossa ínclita Justiça Eleitoral vem teimando com isso há anos e, mais importante, gastando centenas de milhões de reais com os gadgets de leitura que falham até nas máquinas de banco.

Tanto é que as listas em papel continuarão presentes em todas as seções, até porque terão de liberar para votar quem não tenha a digital reconhecida.

Mas estarão ausente os que, por não a terem registrada, não estarão na relação.

Reeditou-se o termo cassação.

Naturalmente que não se vai imaginar que alguém ganhe com estas compras supérfluas, que não existem, ao que eu saiba, em nenhum país do mundo.

O Supremo Tribunal Federal, hoje, considerou “normal” cassar o direito de voto de mais de 3 milhões de brasileiros ( foram 3,4 milhões, mas admitamos que  parte se refira a pessoas mortas, cuja baixa pelos cartórios de pessoas naturais  não tenha se dado efetivamente).

Em estados como a Bahia, o número de títulos cancelados passa de 580 mil, mais de 5% dos 10,4 milhões de eleitores registrados no  Estado. É mais que o Acre, mais que o Amapá.

Se isso vai influir no resultado das eleições, jamais se saberá, porque suas excelências decretaram, friamente, o assassinato – ou o genocídio, pelas proporções –

Estes são os juízes brasileiros. Já não são garantidores de direitos, são seus cassadores.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

70 respostas

  1. O voto é obrigatório e a justiça eleitoral defere contra o que está escrito na contituicao de 88. É golpe ou não é ?

    1. é o que mais tem feito
      eles sapateiam com salto 15, em cima da nossa constituição

    1. Eh bom se conformar mesmo, jah que ele vai ganhar. Soh espero que ele escanteie o Pochamnn, igual deu a entender…

  2. ILEGAL FALTOU CAMPANHA DE ESCLARECIMENTO MAIS UMA ILEGALIDADE NAS ELEIÇÕES ILEGÍTIMAS.ESSE JUDICIÁRIO PODRE ATÉ A PUDICAS PREGAS ESTÃO NOS DEIXANDO SOMENTE A REVOLTA COMO OPÇÃO.

  3. A Maçonaria de Juízes contra a Democracia é a peça mais importante do Golpe de 2016. Perto do que um togado pode fazer contra a Nação, Bolsonaro é um amador.

      1. Caro Fernando Brito, então uma lista dos estados que tiveram da maior para a menor quantidade de títulos cancelados, acima de 100 mil, em ordem decrescente, seria essa: Bahia, São Paulo, Paraná, Ceará, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Santa Catarina, Paraíba e Piauí. Fora o exagero de títulos cancelados na Bahia, até que o TSE foi democráticos na usurpação.

  4. A justiça eleitoral se transformou em obstáculo a democracia restringindo direito do cidadão. Criam regulamento e portarias internas que sobrepõe a constituição. Justiça eleitoral tem fazer o possível e impossível para obter o voto do cidadão na urna. Isto é golpe .

    1. escreve que o judiciário se trasnformou em obstáculo pra Democracia –
      são sempre os mesmos deitando e rolando como se o BRasil fosse deles

  5. Tudo oque puder de alguma maneira atrapalhar, prejudicar a candidatura do PT, de HADDAD e MANUELA 13 !!!! Essa corja de togados fará…. Por isso, precisamos correr atrás de votos, convencer aos indecisos, falar para o máximo de pessoas possível que LULA é HADDAD 13 !!!!! É 13 !
    Precisamos lutar até o último instante….
    É 13 !!!! HADDAD e MANUELA 13!!!!
    por LULA !!!!

  6. A OEA não garantiu nada em Honduras e aqui será o mesmo. Pra mim já estão manipulando as pesquisas. O PT e toda a esquerda estão novamente acreditando na instituições, sem exigir controles maiores. O golpe já foi longe demais e pode ir mais além para não perder o poder.

    1. Exatamente isso, à Bahia é o maior colégio eleitoral do Nordeste onde sua maioria vai votar no PT, eles sabem disso, estão querendo tirar os votos de Hadad e de Rui costa.

  7. Os juízes no Brasil estão sofrendo de um arroubo de poder como não se vê em judiciário nenhum do mundo.

  8. Precisamos ser claros, incisivos, diretos, contundentes; é preciso c hamar as coisas pelo nome:

    _ Não existe crime organizado sem a participação de órgãos/setores do Estado;
    _ A Fraude a Jato é uma ORCRIM institucional;
    _ Mais do que o sistema político é o sistema judiciário que está eivado de ORCRIMs institucionais;
    _ O crime organizado viceja nas polícias, no MP, no poder judiciário e nas FFAA;
    _ TRF-4 e outros TJs, STJ e STF tem nas suas fileiras juízes que cometem abusos, ilegalidades e crimes e que agem de maneira concertada, como ORCRIM institucional;
    _ A guerra híbrida, comandada pelo império, mas usando a burocracia estatal brasileira (sobretudo a do sistema judiciário), as oligarquias empresariais e políticas, assim como as alas entreguistas das FFAA (hoje majoritárias) é o ponto máximo atingido pelo crime organizado, que domina e coloca o Estado a seu serviço.

    Essa cassação de mais de 3 milhões de registros eleitorais é apenas mais um crime em série cometido pelos togados não eleitos.

  9. Isso é só o começo.
    Dou de barato que o próximo passo dos meretríssimos será tornar o voto “não obrigatório”, algo que vejo muita gente sem noção defender só porque lá nos – adivinhem – “istazunidos” é assim.
    O que aqueles que advogam pelo voto não obrigatório parecem não ver é que o “voto opcional” costuma ser o passo anterior ao “voto permitido” – ou seja, acabam podendo votar só aqueles eleitores considerados aceitáveis pelo sistema. Algo de resto bem comum nos “voter roll purges” (expurgos de eleitores) que acontecem por décadas sob os mais variados pretextos nos EUA.

  10. Não tem jeito desse povo entrar com uma medida cautelar exigindo seu direito constitucional de votar? Alô, advogados!

  11. Não tem nada a ver com o artigo, mas se prestarmos atenção, é um modo de pensar torto que se espalhou pelo pais. Em nada diferente do “direito ao estacionamento para idosos/deficientes”, onde a idade ou a condição física não são mais os pré-requisitos necessários para o uso do direito as vagas reservadas, pois pelo uso indevido de alguns punam-se todos. E, agora o pré-requisito obrigatório que dá o direito ao uso das vagas especiais são as “autorizações de uso” emitidas pelas prefeitura municipais. E, se não tiver o papelucho exposto não adianta argumentar, o agente de trânsito é “obrigado a multar”, não adianta mostrar documentos provando o direito pela idade ou uma perna mecânica, pois será perda de tempo, porque a burocracia, e talvez a sanha arrecadatória através das multas superou o direito. O cidadão pode até ganhar no final quando provar na justiça que tinha o direito ao uso da vaga que foi reservada para ele por sua condição, mas que no momento não tinha em seu poder o papelucho. Então, até lá, quanta perda de tempo, quanto gasto, quanto embaraço e aborrecimentos, e nós achando tudo normal, que é algo para “proteger o direito as vagas dos idosos/deficientes”, contra os espertos que as usam sem ter direito de usá-las, mas sem nos darmos conta de que nessa “proteção” os que tem direitos a elas também estão sendo punidos. E, a multa, e a “proteção ao direito” estão se provando tão boas $$$$, a preocupação das autoridades é tão grande pela “proteção deste direito” que já aumentaram o valor da multa, e já estão pensando em aumentá-lo novamente. Claro, né. Culpa de quem tem direito, mas não foi fazer o papelucho fornecido pela prefeitura, então tem que pagar sem reclamar. Pensamento torto, raso e binário.

  12. tem que ser lembrado que na época desse recadastramento, muita gente na fila não conseguiu se recadastrar e os prazos não foram prorrogados – isso na Bahia

    1. …Os nazigolpistas – togados e não togados – são uma usina de patifarias!
      Ah canalhas covardes!

        1. …Até que demissão sumária sem direito a aposentadoria “seria de bom tamanho”!
          E que estes canalhas fossem ganhar dinheiro “pejotizados”!
          A bem do Serviço Público!

          1. esse deveria ser o 1° passo de uma longa caminhada

            Haddad já falou de ficarem só com 1 mes de férias
            eles que trabalhem e façam os processos andarem como deve

          2. Penso que em uma nova constituinte deve-se acabar com esse STF, como tribunal de recursos, deve ser só constitucional. E transferir esses ministros, os que não forem impechados ou pedirem exoneração, para o STJ, que será o último tribunal dos recursos civis e criminais.

          3. eu acho que isso faça parte dos planos de governo
            com esse judiciário – assim como está – nunca vamos sair do lugar

  13. Essa cassação de direito constitucional tem 2 motivos que levam ao impeachment destes canalhas togados.
    1. Como a constituição determina que todo o poder emana do povo e como o povo se expressa através do voto, a cassação deste direito invocando leis ordinárias e portarias é crime contra a constituição.
    2. A constituição determina que todos somos iguais perante a lei. Como o recadastramento não foi concluído em todo o país, naqueles lugares em que não ocorreu, serão válidos os votos sem os dados biométricos. Isto é enquanto para alguns a falta destes está sendo motivo de cassação de direito constitucional, para outros é permitido (corretamente). Ou seja, o stf não trata todos os brasileiros como iguais perante a lei. O que também é crime contra princípio constitucional.
    Ou seja, a necessidade de tribunais especiais para julgar os abusos do sistema judicial/policial é inquestionável.

    1. Impeachment neles. Eles não perdem por esperar. Por isso voto em senadores progressistas que não tenham o rabo preso.

  14. Em reunião com artistas, Haddad toca violão e diz que Bolsonaro é ‘parto necessário’
    ‘Não tenho medo do futuro, nenhum, acho que o Brasil vai superar’, disse o candidato do PT

    [Assista ao vídeo que acompanha a matéria e percebam ainda a elegância generosa da senhora Ana Estela Haddad, a nossa futura primeira dama – e competência de sobra para ser ministra de Estado]

    26/09/2018

    https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/09/em-reuniao-com-artistas-haddad-toca-violao-e-diz-que-bolsonaro-e-parto-necessario.shtml
    .

  15. Tá provado e os togas pretas de alta plumagem nem disfarçam mais: a maior das inconstitucionalidades no Brasil, é o próprio Supremo Tribunal Federal, em tese, hoje remota ,guardião da Constituição.

  16. :
    : * * * * 04:13 * * * * .:. Ouvindo As Vozes do Bra??S??il e postando:

    Poesia contra a distopia (Distopia = Ideia ou descrição de um país ou de uma sociedade imaginários (!??!!!????) em que tudo está organizado de uma forma opressiva, assustadora ou totalitária, por oposição à utopia. “Distopia”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, [consultado em 13-10-2016].)

    Poema(s) acróstico(s) para o maior e melhor brasileiro de todos os tempos : Luiz Inácio LULA da Silva :

    L ouvemos quem bem merece o mais pleno louvor:
    U m homem simples, como as coisas boas da vida,
    Í ntimo camarada, nosso irmão e amigo de valor,
    Z elando sempre pelo bem da humanidade querida.

    I nimigo dos maus, amigo dos bons, trabalhador
    N ascido do povo que muito o ama e admira,
    Á rvore de bons frutos, os de melhor sabor,
    C onsciência plena de tudo que no mundo gira,
    I magem perfeita do homem de si senhor,
    O humano defensor de humana lira.

    L uz de nossa gente, lutador incansável,
    U m verdadeiro herói do povo brasileiro,
    L úcido e consciente do mais admirável
    A mor pelo ser humano e verdadeiro.

    D igno e sincero, fraterno e muito humano,
    A migo do povo, honesto e sempre lhano.

    S eja o meu/nosso canto para te louvar,
    I sso que a voz do povo já disse várias vezes:
    L ula, o BraSil vive mais feliz só por te amar,
    V itória da melhor sorte no número treze,
    A fazer do brasileiro a humanidade a se ampliar.
    ::
    Autor: Cláudio Carvalho Fernandes ( PoeTa anarcoexistencialista )

    .:.

    L uz do povo brasileiro,
    U m digno e fiel lutador,
    L astreando com real valor
    A honra do BraSil inteiro.

    .:.

    L ula livrou 36 milhões da pobreza,
    U m feito memorável, sem precedentes,
    L utando contra a mídia venal, teve e tem a certeza
    A bsoluta de estar ao lado dos brasileiros conscientes.

    .:.

    L ivrando da miséria extrema 36 milhões de brasileiros,
    U m feito sem igual, que, por si só, já bastaria,
    L ula segue sendo no mundo um dos primeiros
    A fazer de seu povo a eterna rima rica de sua poesia.

    .:.

    ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ?
    * * * * * * * * * * * * *
    ? ? ? ? * * * *
    Por uma verdadeira e justa Ley de Medios Já pra antonti (anteontem. Eu muito avisei…) ! ! ! ! Lul(inh)a Paz e Amor (mas sem contemporizações indevidas, ou seja : SEM VASELINA) 2018 neles/as (que já PERDERAM, tomaram DE QUATRO nas 4 mais recentes eleições presidenciais no BraSil) ! ! ! ! !
    * * * * ? ? ? ?
    * * * * * * * * * * * * *
    ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ? ?
    ????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????
    :: ???????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????? ::

  17. A imprensa está a dizer que foi uma simples “ironia” com o movimento “Ele não”, a imagem postada por Carlos Bolsonaro que mostra a representação artística de um homem que traz no peito a inscrição # Elenão, postada pela agência ronaldo creative no Instagram . Este homem está amarrado e sendo torturado por sufocamento, com a cabeça presa dentro de um saco plástico e sangrando pela boca. Claro que isto não é nenhuma ironia. Nem é uma mera referência artística, como agora diz o filho “dele”. É o aproveitamento de uma arte que, descontextualizada, se transforma em uma perfeita ameaça repleta de pavor, que atinge a todos os membros do movimento. Carlos Bolsonaro pensava estar fazendo uma ironia, mas o que fez foi apenas servir de vetor para transportar a arte e levá-la a desabrochar por toda a parte em toda a sua intensidade, uma arte cujo poder de denúncia recai sobre ele mesmo .

  18. Quando a “justiça” eleitoral fechou as portas do recadastramento, deixou de fora milhares que se acotovelavam nas filas em Salvador. Salvador é só um exemplo. Faltando ainda dois dias para o término do recadastramento, já havia pancadaria e protestos por disputa de lugares nas filas, que atrapalhavam o trânsito e paravam o centro da cidade. Não há prova melhor de que o processo de recadastramento foi pessimamente pensado e executado, e que a culpa pelo não-recadastramento recai inteiramente sobre os autores do processo. Muitos comercializavam senhas, outros tantos dormiam ao relento para garantir seus lugares, isto quando faltavam ainda dois dias para o encerramento do processo. http://atarde.uol.com.br/bahia/salvador/noticias/1932019-eleitores-protestam-em-frente-a-posto-de-recadastramento-na-calcada . Houve grande tumulto, o povo argumentava que o prazo foi exíguo e a publicidade foi precária, mas a inflexibilidade da “justiça” já indicava que esta era uma resolução tomada em “alto nível”, o que a decisão absurda e escandalosa do STF agora confirma.

    1. me lembro disso
      uma coisa medonha

      temos que acabar com esse poder desses merdas do judiciário

    2. O que se faz num caso destes? Entrar na justiça contra a justiça eleitoral, que restringiu direitos?

  19. Além de tudo, os dados biométricos dos cidadãos foram compartilhados com outros órgãos do governo, sem consentimento prévio dos eleitores.

  20. Tudo isso sob a batuta do hipócrita,demagogo e autoritário ministro Baroso.

  21. Esse impedimento está me parecendo encomendado, é justamente no Nordeste que está s maioria dos votos de Hadad, e pq em S. Paulo não vai haver impedimento?
    Acho que todos já sabem à resposta.

  22. Eles farão de tudo para que o PT não retorne.
    Afinal, a condenação de Lula não deu certo, então tinham que ter outros meios para esse impedimento.

  23. O correto seria, na hora de votar, fazer a biometria, já que o eleitor estará com o título de eleitor e a carteira de identidade na mão. Mas os golpistas preferiram cancelar o título, mesmo a pessoa estando viva, presente ao local de votação e com os documentos que provam sua existência. Não é uma injustiça, é uma sacanagem.

  24. Absurdo! Se todas as cidades brasileiras já estivessem na biometria tudo bem mas milhares de cidades vão trabalhar com sistema duplo ainda. Porque essas outras cidades não podem, justamente aquelas situadas nos confins do país, onde o cidadão tem maior dificuldade para um recadastramento mal divulgado? E vamos afundando!

    1. Eles pensam que tudo é deles…. Só que eles não tem exatamente isso: OS VOTOS !!!! rs rs rs rs….

  25. O golpe é como o pecado.A historia mostra que só ha redenção com derramamento de sangue.Não entenda errado,não estou apelando para violencia,estou apenas relatando uma constatação histórica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *