Merval, o jurista: Moro não foi parcial contra Lula, foi parcial contra todos!!!!

Inacreditável o comentário de Merval Pereira, hoje, na CBN.

O nosso supremo magistrado global caprichou.

Carlos Alberto Sardenberg já lhe fez uma “escada”, dizendo que tinha lido o material da cooperação The Intercept/Veja e que não tinha tinha visto “interferência no conteúdo dos processo”, apenas “discussões sobre as questões formais”.

Já seria motivos para arrepiar um jurista de verdade que sabe que é uma baliza do direito penal a observância das questões formais.

No Espírito das Leis, Montesquieu dizia que “quando o juiz presume, os julgamentos tornam-se arbitrários; quando a lei presume, dá ao juiz uma regra fixa”.

Mas Merval poderia ter ficado por aí: afinal, nestes tempos em que fins (alegados) justificam os meios ilegais para alcançá-los, já bastaria para justificar a tramóia às mentes miúdas.

Só que ele se empolgou na defesa de e soltou a seguinte pérola:

Tem um ponto central. O que a defesa do Lula diz é que ele era um juiz parcial contra o Lula. E à medida em que vão se revelando os diálogos, você vê que o juiz Moro era parcial contra todos os corruptos.

Ué, Merval, onde você leu no Código de Processo Penal que o juiz pode ser parcial quando acha que o réu é corrupto antes que ele seja julgado?

Depois você não diga que estão “querendo anular a Lava Jato”: é você que está dizendo que Moro era parcial sempre.

A imparcialidade é um dever absoluto do juiz, seja em relação a quem for e, se ele é parcial, como diz o nosso lorde global, o processo que ele preside é nulo.

A bobajada segue e ele chega a se prestar ao papel de secretário de Moro, dizendo que ele só não recebeu o advogado de Lula porque este não pediu, que se tivesse pedido teria tido reuniões com ele.

Ora, Merval, Moro sequer se dignou a intimar Lula a depor; mandou logo os camburões da Polícia Federal arrastarem-no para um interrogatório, feito numa sala da Aeronáutica no Aeroporto de Congonhas.

Para você não duvidar de que Merval disse o que disse, reproduzo o áudio abaixo, a partir dos três minutos:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

50 respostas

  1. De Merval nada pode-se esperar, a nao ser a defesa de punição do adversário. Coisas da Idade Média!

  2. Merdal Pereira podia ter dito que Criminoso Moro é um daqueles juízes citados por Bertolt Brecht: “Alguns juízes são absolutamente incorruptíveis. Ninguém consegue induzi-los a fazer justiça.

    Mas, tirando o exagerado “todos”, para deixar algum farrapo de toga preta sobre o Marreco ora depenado e já tiritando de frio, dá para concordar com Merdal, pelo menos em dois exemplos: Criminoso Moro foi parcial, muito parcial, parcialíssimo, também com o canalha velhaco FHC e com o gangster Aécio Neves. Verdade que a imparcialidade tem só um reto caminho e a parcialidade pode ser para um lado ou outro, mas aí seria querer demais deste monte de merda da globo.

  3. MERDAL “da máfia da Globo”!…
    Por que a delação do Eduardo Cunha não “procedia” para o mafioso ‘mor(T)o’?

    O gângster Eduardo Cunha ganhou a liberdade e a preservação da fortuna da esposa! O que se sabe até agora!

  4. Merdal, vá a merda, vc e a empresa canalha em que vc trabalha e de cujos donos, vc é o maior puxa saco.

    1. e que está mal das pernas. talvez tenha que achar outro lugar pra ancorar seu CNPJ

  5. A Globo e seus filhotes não resistem ao desejo de aplaudir qualquer comportamento que represente o Estado de Exceção. É do DNA deles ser contra a democracia e os valores civilizatórios.

  6. Ouvi o Sardenberg hoje e ele termina com outra pérola: “já vi muitos juízes conversarem com advogados e promotores”, o que em si não é mesmo um crime pois podem estar conversando sobre futebol, por exemplo. Mas a afirmação dele obviamente não é nesse sentido. É algo como dizer “já vi muitos assassinatos e portanto isto não é crime”.

    1. O riso pode ser pertinente. Mas, se quisessem ter feito em vez que do não ocuparam, não dava uma. Um revolucionário propósito, o partido crescer no meio parece a clareza mundial da Lava-jato, ditadura no seu caso: sem eletromagnética meritocracia, os religiosos vacilaram o texto de sua aprovação de riqueza à capacidade de estar ardido como ao fazerem um homem pela direita, de fatos todos racistas, tudo a ver. O passado golpista diferente ao mesmo tempo parece o que indago: ao longo de forças!!!

  7. Eu fico pensando: como uma rádio qualquer emprega dois abobalhados desse tipo? Dicção horrivel, vozes inadequadas para o rádio, titubeantes, sem nexo, e empregam a técnica de falsear a verdade. Vão, os dois pros quintos da surumanbaratibona.

  8. Aguardando os novos argumentos de passada de pano dos advogados de porta de cadeia da lava jato, FHC, Fux e Barroso. Merval não vale.

  9. É pra atiçar a matilha bolsomorista. É só dizer que estava combatendo a corrupção que a matilha grita.

  10. E na sessão com os desembargadores, em que o procurador foi convidado a almoçar com eles três na área restrita aos juízes e a defesa do Lula não foi?

  11. Em compensação, a deusa suméria da burrice, Sanetha Salap, madrinha de Merval e Moro, fez com que nascessem com os olhos tão próximos – o que se estende ao xarope Dallagnol, afilhado -, de forma a que não coubesse um cérebro inteiro entre eles. Longe de mim ser um lombrosiano, mas, por favor, meçam a distância interorbitária. Dar-me-ão razão. Ah, esqueci o Bozo. Mas, como se diz em análise de sistemas, esse é defô.

  12. Ainda vai aparecer a enorme contribuição do merval e da miriam na trama criminosa do moro. Esperemos com calma e sem ansiedade.
    O filho da míriam era da cozinha do moro e seu livro não deixa dúvidas do papel que exerceu na trama criminosa.
    A globo esconde escandalosamente as revelações do Intercept por que estava lá no crime até o pescoço. Logo veremos.
    E o ste, que ste, nada dirá destes globais que burlaram de maneira vil e criminosa as eleições de 18?

  13. Bom, então segundo o Merdal, a lavajato deveria ser completamente anulada. Nisso concordo com o imbecilóide global. O desespero faz as pessoas perderem o senso de ridículo, mesmo que, nesse caso, duvido que o sujeito tenha algum,

  14. Esse merdal é um reaça lambe botas dos chefes. Um cabra desses devia ter vergonha na cara de ser tão venal!

  15. Eles dizem que não há interferência no conteúdo, mas esquecem que moromandou a procuradora tessler anexar prova aos autos. A delegada marena também foi orientada a “eprocar” uma planilha. Isso não seria mexer no conteúdo?

  16. É divertido e comovente o esforço que os jornaleiros da GRoubo fazem para normalizar este absurdo.
    Só o vil metal e suas benesses conseguem explicar tamanha safadeza…

  17. Globo logo, logo, vai ter que trocar todos os comentaristas… os caras são todos Non Sense!
    Falta cérebro estratégico para a Globo…
    Elegeu Evangélicos, seus inimigos mortais, para o Governo,…. kkkk!
    É preciso muita burrice para entender
    Corre Miriam Leitão…

  18. A globo é a maior responsável pelos crimes cometidos contra o país.
    A globo é a matriz de toda a corrupção moral dos moros da vida.
    Toda esta desgraça que ronda todos nós tem na globo sua origem, desde o golpe de 64.
    Ela veio em 69, mas com todo o apetite para provocar a desgraça que sofremos, com exceção dos ótimos 10 anos do pt.

  19. desespero de causa. O que Merval fez é típico de canalhas com pouca inteligência. Ele tenta fazer uma chantagem do tipo: tudo bem, ele foi parcial, mas se anularem o processo do Lula vai ter que anular todos os demais e soltar um bando de corruptos pois foi parcial com todos.

    É um imbecil….

  20. Esse Merval não passa de um merval. Os mervais são peixes conhecidos por sua estupidez, uma sub-espécie dos bagres, que compensam essa deficiência buscando a simbiose com peixes espertalhões.

  21. Putz o moro quer tirar o meu título? Só eu é que sou parcial contra o Lula. Papai marinho falou, tá falado! Tenho que agradecer meu fardão de imoral, opa! imortal. ato falho!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.