O Tribunal do Silêncio Eleitoral

De novo, hoje, é a coluna de Monica Bergamo, na Folha, que serve de palanque para que o TSE – leia-se, o senhor Luiz Fux -preste-se à vergonha de que não só está disposto a mudar os ritos da lei para negar, antes dos prazos, o registro da candidatura Lula como, também para revogar, na prática, um artigo inteiro da lei – o 16-A da  9504/97- para ” impedir que Lula apareça como candidato no programa de TV do PT“.

Art. 16-A. O candidato cujo registro esteja sub judice poderá efetuar todos os atos relativos à campanha eleitoral, inclusive utilizar o horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão e ter seu nome mantido na urna eletrônica enquanto estiver sob essa condição, ficando a validade dos votos a ele atribuídos condicionada ao deferimento de seu registro por instância superior. 

Ao que parece, para o senhor Luiz Fux, está “matando no peito” a determinação legal para garantir o essencial do ponto de vista da tirania judicial a que estamos submetidos: que Lula seja impedido de falar ao povo brasileiro.

Neste caso, a participação de Lula na propaganda eleitoral independe, até, do fato de ser ou não candidato. Está na Constituição que ” é vedada a cassação de direitos políticos, cuja perda ou suspensão só se dará nos casos de (…) III – condenação criminal transitada em julgado, enquanto durarem seus efeitos” . (art. 15, III). E a sentença de Lula, inquestionavelmente, não transitou em julgado.

Ironicamente, o “A Lei é para Todos”, agora, passou a excluir Luís Inacio Lula da Silva.

Não pensem, porém, que a obsessão persecutória seja a garantia do enfraquecimento do ex-presidente, tanto que ele não apenas sobe nas pesquisas quanto estas, ao que parece, estão sendo evitadas para que não o reflitam ou, pior, para ‘esperar’ o momento em que possam não refleti-lo.

Há uma crescente percepção de a ditadura dos juízes está intrinsecamente ligada ao projeto de desmonte do Brasil e à ruína em que estamos afundando.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

25 respostas

  1. O Judiciário Golpista brasileiro já firmou jurisprudência: “Aos Porcos, atirem-se as Leis”. Constituição, Código Penal e Lei Eleitoral para a Máfia da Toga Preta que usurpou o Poder no Brasil pós golpe, têm um único lugar reservado: aquela lixeira que fica ao lado do vaso sanitário. #CanalhasDeToga

    1. Eles não aprendem que, quanto mais batem, mais LULA cresce. O simbolismo da imagem de LULA com uma MORDAÇA correrá as redes e o efeito da ação desses déspotas será o contrário. Ninguém poderá impedir que qualquer cidadão, de livre e espontânea vontade, faça divulgação das palavras do LULA na rede mundial de computadores a partir do Brasil ou de um domínio internacional, se esse for o caso.

  2. Quando o Brasil voltar à realidade democrática e de Nação independente, teremos que fazer, aqui, algo bem semelhante que foi feito na Turquia logo após o fracasso do GOLPE que foi tentado lá, com “atenção especial dos Estados Unidos”, mas que foi prontamente repelido pelas forças militares leais ao Presidente a à CONSTITUIÇÃO Turca. Lá na Turquia, todos suspeitos de colaborarem com a tentativa de GOLPE foram sumariamente presos e serão julgados de acordo com as leis de lá.

  3. Esta frase “a lei é para todos” me remete ao Zé e, por consequência, à Dilma. É bom que não esqueçamos certas coisas, porque um dia o Brasil há de se libertar dessa quadrilha e, então, não poderemos cometer os mesmos erros.

  4. PORQUE A MÍDIA E A TOGA BANDIDA FAZEM O QUE BEM ENTENDEM? PORQUE NÓS DEIXAMOS. EU NÃO TENHO CULPA POR SER AGREDIDO MAS TEREI IMENSA CULPA EM NÃO REAGIR. O DIA EM QUE PEGARMOS UM JORNALISTA UM FUX OU UM BARROSO PELA GOELA E DAR UMA SURRA DA CACUNDA VIRAR BARRIGA ESSES VAGABUNDOS PASSAM A NOS RESPEITAR E SEGUIR O QUE É DIREITO,HONESTO E PROBO.

  5. há alguns anos que o judiciário tenta calar a voz dos políticos e da política, claro. Tudo em nome da moral & bons costumes, de diminuir a influência do $ mas, na realidade, favorecendo quem tem $ e nome conhecido. Daí termos esse congresso. Acho que na eleição de 2006 fomos a um jantar para arrecadar fundos para uma candidata a deputada distrital. Não podia ter som, só a música do partido e da candidata. Parecia um velório e, por mais engajada que a gente seja fica difícil. Agora estão atingindo o auge da criminalização da política. Os sem votos, mas com imensos privilégios, inclusive o de não ter que prestar contas a ninguém. Marginais é o que são

  6. NUNCA confiem em um sujeito que usa uma peruca ridícula. O que há abaixo dela? ha ha ha ha ha

    1. Para pressionar o Fux deve bastar a ameaça de tirar sua peruca. É inacreditável como a Fortuna chega e de repente mete a vara na mão de certas surpreendentes figuras. Mas a Fortuna é implacável, e assim como ela dá, ela tira sorrindo, e o freguês desaba.

  7. Iam rechaçar de ofício o registro da candidatura.

    Agora querem proibir de aparecer no horário gratuito.

    Vão cedendo e cedendo.

    Se a gente se organizar um pouquinho e colocar mais vezes o povo na rua, Lula toma posse em 1º de janeiro.

    1. Seu otimismo alegrou um pouco mais o meu dia, Patrick. Agora, temos de avisar a turma que está dando a impugnação da candidatura Lula como “fato consumado”, incluindo os eleitores de Ciro Gomes…

      1. Não se preocupe com Ciro Gomes. Para sua candidatura só haveria uma solução, que seria o apoio do Lula, e ele não entendeu isso no começo e agora está na casa do sem jeito. A direitona não confiaria jamais no Ciro. O pouco que Ciro assumisse de compromisso progressista, seria inaceitável para a direitona.

  8. “Justiça de Curitiba – A Lei é para Lula” é o titulo do filme deles.
    E, em plena corrida eleitoral, estão produzindo a nova versão de “Os Gritos do Silêncio”.

  9. O que fazer então, se não há mais Justiça? O que fazer quando os próprios julgadores estão enfiados até o pescoço no Golpe? Dá nojo ver tanta corrupção no Brasil e pouca gente lutando contra isso.

    1. Dá nojo é ver a Globo. Há muita, mas muita gente mesmo lutando contra isso, mas a Globo não mostra.

    2. Dá nojo é ver a Globo. Há muita, mas muita gente mesmo lutando contra isso, mas a Globo não mostra.

  10. Estão esperando geminar as sementes de discórdia que plantarem entre nós com a candidatura Ciro Gomes. Querem ganhar tempo para que a esquerda esvazie a si mesma em um suicídio induzido por blogs outrora progressistas.

  11. Este senhor sabe que o LULA pode registrar candidatura.
    Claro que pode. Centenas fizeram isto antes sem problema.
    O que não poderia nunca é um juiz do superior tribunal eleitoral, cuja obrigação moral e constitucional é garantir que a vontade do povo expressa pelo VOTO seja respeitada, agir no sentido contrário.
    Não pode é este juiz induzir à cassação os 60 milhões de brasileiros que, sabendo o LULA é inocente e vítima de uma acusação falsa, seletiva, sem provas e mal intencionada, já o escolheram para presidente.
    Esta decisão é soberana e não está a mercê do que acha um juiz. Nunca esteve.
    Querem cassar sessenta milhões de votos, isto é um crime incomensurável contra a democracia. Incomensurável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.