Quem manda é ele; quem obedece é sabujo

Três dias atrás perguntei aqui se seria possível que qualquer pessoa poderia ingressar hoje no governo Bolsonaro sem ser, necessariamente, um sabujo do presidente transtornado.

Os fatos estão provando que é exatamente isso.

Horas depois de ter nomeado o sr. José Levi para ser o novo Advogado Geral da União, Jair Bolsonaro desautorizou a declaração do novo chefe da AGU de que não haveria recuso contra a liminar do ministro Alexandre de Moraes impedindo a nomeação do delegado Alexandre Ramagem para dirigir a Polícia Federal.

“Quem manda sou eu e eu quero o Ramagem lá”

Levi, claro, tinha razões técnicas para não recorrer, a maior delas o fato de que a possibilidade de revogar a liminar é zero e, portanto, recorrer seria apenas colecionar mais uma derrota e um desgaste.

O erro do advogado está justamente aí. Bolsonaro não considera um desgaste, mas um fortalecimento ante sua matilha a manutenção do confronto com o STF, aquele que seus simpatizantes, com seu apoio, querem fechar.

Somente a sabujice impede – se é que impede – que esta gente que está entrando no governo entenda que o objetivo de Bolsonaro é a hecatombe social, a crise institucional e a assunção de poderes autoritários.

Todos estão autorizados a pensar que estes que entram para se prestarem de bonecos do psicopata não são ingênuos, são cúmplices.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

15 respostas

  1. Não tem como revogar a liminar do Alexandre Moraes porque o Bozo revogou a indicação do Ramagem. Como vai recorrer de uma indicação que ele não fez? A liminar perdeu o efeito. A assessoria jurídica do governo é ridícula.Só tem patetas lá.

  2. Desta vez eu fico contra o mestre Fernando Brito. Se não há nenhuma acusação contra o Ramagem, tanto que ele chefia a ABIN, por qual razão ele é impedido de chefiar a polícia Federal? Verdade que não li o despacho do Alexandre de Moraes…mas isso tem cheiro de ativismo judicial, aquele mesmo que impediu o Lula de ser ministro. Dois erros somados não fazem um acerto.

  3. Eu tenho uma opinião diferente e achei péssima a decisão do “ministro do Temer”. Primeiro porque não pude deixar de lembrar da intervenção que impediu a nomeação de Lula. Sim, é claro que são casos diferentes, mas a interferência no executivo é a mesma. Segundo e muito pior, mostra que o STF continua A SERVIÇO DE MORO.
    De repente, depois da saída do bandido de Curitiba, todas as decisões do STF passaram a ser contra o Bozo. Engana-se quem subestima Moro para 2022. Se ele conseguir derrubar o Bozo, a direita envergonhada por ter votado no maluco, mas resistente em admitir por odiar o PT, se jogará nos braços de Moro como seu novo salvador.

    1. ANTONIO! Quem te garante,que teremos eleições? Quanto ao JUDISSSSSSIÁÁÁÁRIOOOO,SÃO TODOS CÚMPLICES.Também,com os DIMINUTOS SALÁRIOS,…

  4. É ótimo pro país a briga das autoridades que agem ilegalmente defendendo seu interesse há décadas (desde sempre, deve ser).

    A jurisprudência contra Lula mudará? por que? Como reagirá o Bolsonaro quando sofrer as ilegalidades que o Lula, Dilma (que a maioria dos brasileiros já sofria)? Finalmente teremos algum ministro do STF impeachmado?

    A direita tem que se explodir (todos os podres deles expostos, a prisão dos 01, 02, 03, Queiróz e Michelle, etc) e só intervirmos se fizerem algo bem ilegal.
    Se ainda há dezenas de milhões de pessoas que ainda apoiam o Jair e seus ministros, mesmo sendo péssimos, é porque ainda tem muito a vir a tona.

    *Tenho gente na família que tá sem dinheiro por causa desta crise, outro que precisam fazer exames, não vai por medo e falta de preparo. E mesmo assim não tão indignados com este governo.

  5. O demente, dessa vez, tem razão: o cargo é de livre provimento pelo presidente da república. Tem artigo de Lenio Streck, no DCM, deixando isso claro. O que o STF devia estar fazendo era julgar a parcialidade, a suspeição de sergio moro nas ações contra Lula.

  6. Ele não manda porra alguma. Está pressionadíssimo pelas milícias e os evangélicos porque umas não conseguem cobrar a proteção aos comerciantes porque têm as portas de seus pequenos negócios fechadas e os outros porque os templos estão vazios e a arrecadação caiu muito. Ele e seus filhos devem as suas carreiras políticas às milícias e aos evangélicos e também a essas excrescências dos brasileiros tão estúpidos quanto e que votaram nele para não votar no pt. As milícias não perdoam e devem estar ameaçando de morte o bozo, seus filhos ou outros parentes… e olha que não seria má idéia!!!

  7. Mandar, mandar mesmo quem manda é o DINHEIRO, o resto são todos escravos, servos e “funcionários” diligentes e devotados deste onipresente, onisciente e implacável DEUS COISA.
    Como são muito crentes e abnegados seus fiéis podem auxiliar o deus-coisa nessa tarefa mundana de governar povos, nações e Estados e ser os braços pernas e cabeça desse senhor. E olham que se entregam de corpo e alma essa pesada tarefa.

  8. Como disse Bob Jefferson, os apoiadores são os pulissa, federá, estaduá e municipá, civi e militá. Nóis qué é dá tiro na petezada! Se as instituições não acordarem vai acontecer é isto mesmo, GUERRA CIVIL!. É por isto que lutam.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.