Se nem Weintraub confia nas notas do Enem, quem precisa confiar?

O Tribunal Regional Federal da 3ª Região. no final da noite de domingo, suspendeu a divulgação do resultado do Sisu – que define o acesso direto, via Enem. para a maioria das universidades públicas – até que o MEC prove que houve a correção integral das notas erroneamente atribuídas aos estudantes.

É o resultado previsível da trapalhada armada por Abraham Weintraub, o sujeito que se senta na cadeira de Ministro da Educação, ao deixar de fazer o óbvio, quando surgiram os casos de notas deformadas pelo erro de identificação dos gabaritos corretos para cor de prova aplicada.

Na ânsia de continuar com a história de mostrar-se como o realizador do “melhor Enem de todos os tempos” operou um remendo no qual nem mesmo ele confia, tanto que mandou apurar a nota da filha de um “bolsonarista amigo”, em lugar de, imediatamente, assegurar que o resultado estava correto.

É que já ninguém espera um mínimo de capacidade da gestão de Weintraub, do contrário estaria havendo uma grita geral pela anulação da correção de todas as provas, no mínimo, e o reinício do processo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email