Tales Faria confirma o ‘peitaço’ de Bolsonaro em Moro por ação da PF

 

Repórter de vocação e velho e bom amigo Tales Faria, lá de Brasília, conta como foi a “prensa” que Sergio Moro tomou hoje de Jair Bolsonaro.

E não foi lá tão diferente do que se previa aqui, quando ele foi chamado, fora da agenda, ao Alvorada, onde o presidente ainda se recupera da cirurgia de 11 dias atrás.

Tales mostra que Bolsonaro não é bobo de cair no ar de sonso do ex-juiz.

Não acredita nele, tolera-0 e toureia-o.

“A PF está fora de controle?”,
perguntou o presidente Bolsonaro a Moro

Tales Faria, no UOL

Em encontro hoje com o ministro da Justiça, Sergio Moro, o presidente Jair Bolsonaro perguntou: “A PF tinha razão para a busca e apreensão ou está fora de controle?”

Bolsonaro arrematou que se a PF estiver certa, tudo bem. Mas, se estiver fora de controle, cabe a Moro o enquadramento. O problema é que a ação contra um líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), cria muitos problemas para o Planalto.

Na prática, Bolsonaro sente que tentam encurralá-lo: ou afasta o líder ou o diretor da PF, com risco de acabar perdendo o ministro.

O presidente e seus auxiliares suspeitam que a ação da Polícia Federal contra o senador tenha sido uma ação deliberada contra seu governo.

Moro negou que tenha perdido o controle do órgão. Mas seus argumentos ainda não convenceram os articuladores políticos do Planalto.

Há coincidências demais, na avaliação de um desses auxiliares do presidente;

    1. o pedido de busca e apreensão não ter sido endossado pela Procuradoria-Geral da República, o que pode significar uma argumentação frágil;
    2. o momento inconveniente para uma ação no Senado, justo quando o Planalto precisa aprovar a indicação para embaixador nos EUA do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ), filho mais novo de presidente;
    3. a revolta da Polícia Federal com o afastamento do diretor da PF do Rio de Janeiro, Ricardo Saadi, após investigações envolvendo o filho mais velho do presidente, senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ);
    4. as ameaças do Planalto de demitir o diretor-geral da PF, Maurício Valeixo, braço direito do ministro da Justiça;
    5. a insatisfação da força-tarefa da Lava jato com a indicação do futuro procurador-geral da República, Augusto Aras.

Tudo isso junto e misturado está deixando Bolsonaro profundamente desconfiado.

O presidente acreditava que havia superado os problemas com a PF depois que recebeu a visita de Sérgio Moro no domingo (15), quando ainda estava hospitalizado em São Paulo.

Ali ele deu autorização para o ministro anunciar que Valeixo permaneceria no cargo.

Agora seus assessores voltaram a duvidar da permanência do chefe da Polícia Federal.

Adendo: Às 17h24, a Assessoria de Imprensa do Ministério da Justiça enviou ao blog a seguinte nota: “O Ministro Sérgio Moro nega que tenha tido qualquer conversa com esse teor com o Presidente da República”

Volto e comento: a PF está sob controle.

O controle de Sérgio Moro, e Bolsonaro sabe disso, por isso tanta preocupação.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

15 respostas

    1. O Bozonaro tá que nem o caso do papagaio que sentado num galho junto a um gavião , foi inquirido pelo parceiro de galho que lhe perguntou?: Porque que o amigo dorme com um olho fechado e outro aberto: O Papagaio na sua habitual sabedoria respondeu: Olha quando o amigo não é certo, o melhor é dormir com um olho fechado e o outro aberto,
      O Bozonaro não consegue mais dormir nem com remédio de tarja preta, Ele vê inimigos por todos os lados,
      Dizem as más línguas que acorda (quando dorme né) que ele tem pesadelos horríveis com o Mourão.

  1. Sou obrigado a concordar com o jornalista Reinaldo Azevedo de que Moro-Globo é o verdadeiro líder da extrema direita no Brasil. A prova disso é a força que a Lava a Jato contínua a ter mesmo depois das denúncias da Intercept. A quadrilha togada não se intimida e não conhece limite e conta a ajuda da grande mídia em especial da Globo.

    1. O tripé de sustentação do golpe sempre foi composto por Lava Jato, Globo e FFAA. O resto pode dar volume, mas não dá sustento. Evangélicos seguem o que seus pastores mandarem, e estes tem lado, o do poder que estiver mandando. Bolsominions não são nada na equação, pois seu chefe foi apenas um acidente de percurso. Logo não terá mais serventia a ninguém, pela própria ignorância tácita. O “eleito” com apoio deste tripé será o próximo mandatário. Eleito por quem? Ora, pelo verdadeiro senhor do golpe, o Mercado Financeiro Transnacional. Que dá sustento ao tripé, através de seus associados do mundo publicitário.

  2. Esqueceram o que sempre afirmava o saudoso Paulo Henrique Amorim ao se referir a Luis Roberto Barroso ? ele o chamava de operário padrão das Organizações Globo e de pior maneira, o meretíssimo é tratado por Luis Nassif, portanto, tenho que concordar com ambos. Já ia me esquecendo, que o referido ” juiz ” era anfitrião de Dallagnol e Moro em regabofes familiares, tudo discretamente.

  3. Me desculpem mas nessa briga fico como bozo. O cara tem todos os defeitos imagináveis, mas é o presidente eleito. Já o outro não passa de um pau mandado externo e quer pode ser demitido a qualquer hora. Eu já o teria rifado.

  4. A matéria tem jeito de “psicografada” — como um jornalista poderia saber o que se passou numa conversa reservada?

    Mas o Nesse fato é que, nesse momento, Bolsonaro tem um perigoso adversário numa posição estratégica do governo.

    Moro está sentindo falta da imagem de herói justiceiro. A melhor maneira para recuperá-la,q nesse momento, seus uma ação espetacular para derrubar o presidente corrupto e sua família.

    Derrubar Bolsonaro é a única maneira de limpar esta passagem lamentável em seu currículo.

    Bolsonaro que se cuide.

  5. Moro, com a ajuda dos Metralhas Marinho, tal qual Brutus, dará a estocada final no Bozo. O que está ruim, sempre pode piorar…..

  6. Bolsonaro utilizando a estratégia de Don Corleone, o poderoso chefão: mantenha seus amigos perto de você, e os inimigos mais ainda! “Moro é um patrimônio do Brasil” disse ele recentemente. Patrimônio vigiado. Entenderam?

  7. Quem garante ao Bostonaro que Moro e o Barroso não estejam só medindo a pulsação do mesmo ???
    Quem garante? Um governante que diz que dorme junto com 747 na beira da sua cama, tem muitos motivos para andar sempre preparado. Nunca se sabe quando os inimigos virão ataca-lo.

  8. Naquela entrevista que apareceu o Moro e o tal general que ameaçou o Çupreminho de mer…. que tinha 300 mil soldados armados e que fecharia o çupreminho de m…. Senado e colocaria os tanque na porta do Palácio em questão de minutos.
    O Bozó não pode ver uma avião a jato passando por Brasília que ele logo pensa: É traição, é golpe de Estado.
    E bota paranoia no cara.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *