a25ba0f02d020691809cbe79dc403604

Luís Costa Pinto e o cuidado com as provocações

Quem tem senso, está vendo.

Está cada vez mais nítido que se pretende produzir uma arapuca para os brasileiros, em número crescente, que desejam enfrentar a ofensiva fascista que se tem no Brasil.

Luís Costa Pinto, velho observador da vida brasiliense vai listando as pistas -algumas já tratadas aqui – de que Jair Bolsonaro está armando o cenário para que, aos olhos do país, os defensores da democracia apareçam como vândalos e baderneiros e os furiosos fascistas fiquem de “manifestantes ordeiros”, a despeito de que estão pedindo o fechamento das instituições e das liberdades democráticas e o genocídio dos pobres brasileiros.

Primeiro, pede que suas matilhas não vão ladrar neste domingo. Depois, o contato subterrâneo com as PMs dos Estados, como se sabe a sua tropa mais fiel. Hoje cedo, o artigo de Hamilton Mourão sugerindo que as manifestações pela democracia estão “umbilicalmente ligadas ao extremismo internacional” e, finalmente, hoje, a furiosa ofensiva do presidente contra o que chamou de “marginais” e “terroristas”, na mesma linha trumpista de atacar os movimentos de rua.

Estamos lidando com bandidos, com provocadores, com forjadores de crises políticas que lhes deem o poder absoluto e, a nós, o silêncio e a servidão.

Vale muito assistir. E pensar no que dizemos com o velho rifão espanhol que Lula Costa Pinto saca para encerrar seu pensamento: Más sabe el diablo por viejo que por diablo.

Não tomem Bolsonaro por burro. Não, ele é perverso.

a25ba0f02d020691809cbe79dc403604

15 respostas

  1. Sim, ele é mau e perverso. Mas isso não quer dizer que quem é contra ele e a favor da democracia não possa se manifestar; tem que estar atento a infiltrados tal como acontecia nas passeatas de estudantes na época da ditadura. Naquela época havia muitos dos serviços reservados das PM’s que cumpriam esse papel para atiçar a violência e depois bater em todos. Isso ainda é possível embora hoje a cobertura da mídia, mesmo as do PIG, mostra as imagens na hora. Todo cuidado é pouco mas as movimentações contra o bozo deverão crescer na medida que a economia só vai piorar e a covid19 infelizmente vai continuar por uns 2 meses, sem falar dos exemplo que começam a vir de fora novamente.

    1. A questão é pegar um desses que estiverem quebrando coisas e mandá-lo para o hospital. Aí talvez se possa conhecer a identidade do sujeito.

      Não é incitação à violência, é um chamado à estratégia.

  2. O conselho é bom mas inútil. É impossível evitar infiltrações e que esses canalhas iniciem um quebra quebra. É preciso se antecipar e gravar o que for possível da ação desses bandidos, para depois provar a armação.

    1. Exatamente. Digamos que o movimento decidisse cancelar as manifestações. Nada impede que um grupo de direitistas coloquem camisa vermelha e iniciem um quebra-quebra.
      Há os que querem lutar DE VERDADE contra o fascismo, lutar com mobilizações e greves. E há os que querem fazer frente “amplíssima” com FHC, Rodrigo Maia, Mandetta e Luciano Huck.

  3. “Marginais e terroristas umbilicalmente ligados ao extremismo internacional”… E é só a torcida organizada do Corinthians. Vê-se que estão babando de tacape na mão, tão enlouquecidos por um confronto de rua que são capazes até de dizer que lagartixa é dragão de sete cabeças que põe fogo pelas ventas.

  4. Não saio de casa para derrubar Bolsonaro. Quem o colocou lá, que o tire.
    Escrevi essa frase em 2019. E hoje muito menos!

      1. Salve José!
        Menos…
        A parentada golpista tirou o cavalinho da chuva. E um de POA tá até xingando o tenentinho.
        Tá doendo o coração da classe média: O bolso!

  5. Esse era o plano dos bolsonaristas, mas não funcionou. 70% da população já está contra ele. E os que outrora o apoiaram e agora caíram na real não voltarão atrás. Estão curados e imunizados. A farsa bolsonaro foi desmontada. Quanto mais violência esse governo provocar agora, pior para eles.
    Mourão está desesperado de medo de cassarem a chapa. E como todo militar autoritário é burro, achou que forçando a barra e taxando os manifestantes antigoverno de terroristas ia assustar a população, que recuaria e voltaria a apoiar o governo. Ferrou-se, porque o tiro saiu pela culatra. Daqui para a frente, cada vez ficará mais transparente o autoritarismo e o desrespeito desse governo para com a democracia e para com o povo.

  6. A título de informação, tem gente do mbl infiltrado nos grupos da UnB, só de olho pra poder criar notícia como a de que “alunos planejam atentados”. A máquina de desinformação bozonarista está funcionando com ainda mais vapor que em 2018

  7. “Marginais e terroristas umbilicalmente ligados ao extremismo internacional”… E é só a torcida organizada do Corinthians. Vê-se que estão tão enlouquecidos por um confronto de rua que são capazes de ver uma lagartixa e dizer que é um dragão de sete cabeças que põe fogo pelas ventas.

    1. Quem é ligado ao extremismo internacional, e não esconde isso, é quem leva a bandeira dos nazistas ucranianos responsáveis pelo massacre de 34.000 conterrâneos na vala infame de Babi Yar. Até Hitler se horrorizou com sua crueldade.

  8. Tal como aconteceu em 2013, as manifestações deixaram as lideranças políticas de lado, deram um cavalo de pau nos partidos que ficaram sem protagonismos e agora está acontecendo a mesma coisa. Os políticos de esquerda (e os da direita para se locupletam com a situação), saudosos de um protagonismo capenga no passado, não podem admitir uma manifestação autenticamente popular. Ignoram de caso pensado e projetos de vantagens pessoais transparentes, que o político tem que seguir a população, traduzir os seus anseios, transformar em realidade as necessidade do povo e não o contrário. Esta manifestação deste cara aí em cima é vazada na mais abjeta covardia, típica de nossos partidos políticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *