O pinho-sol da cura: Trump delira com desinfetante e luz contra vírus

Você achou que a cloroquina ia ser o pior que a dupla Donald Trump – Jair Bolsonaro poderia chegar em matéria de charlatanismo em relação ao coronavírus.

Não, não era.

Num briefing a jornalistas na Casa Branca, o presidente norte-americano especulou sobre a possibilidade de que desinfetantes domésticos e banhos de luz pudessem ser eficazes contra o novo coronavírus.

É o The New York Times quem descreve:

O presidente Trump há muito deposita suas esperanças nos poderes da luz solar para derrotar o vírus Covid-19. Na quinta-feira, ele voltou a esse tema no briefing diário de coronavírus da Casa Branca, trazendo um importante cientista da administração para apoiar suas afirmações e teorizando ansiosamente sobre tratamentos envolvendo o uso de desinfetante doméstico que também seria perigoso se colocado dentro do corpo. como o poder da luz solar e da luz ultravioleta.
Depois que o cientista William N. Bryan, chefe de ciência do Departamento de Segurança Interna, disse ao briefing que o governo havia testado como a luz solar e os desinfetantes.
Supondo que atingimos o corpo com uma tremenda intensidade – seja ultravioleta ou apenas uma luz muito poderosa”, disse Trump. “E eu acho que você disse que isso não foi verificado, mas vamos testá-lo?” acrescentou, voltando-se para o Sr. Bryan, que havia retornado ao seu lugar. “E então eu disse, supondo que você trouxe a luz para dentro do corpo, através da pele ou de alguma outra maneira.”

Tomara que Trump não discuta o assunto com Jair Bolsonaro. É capaz de o ex-capitão dizer que o Brasil está pronto a juntar as duas terapias, num coquetel de matar que já está pronto e disponível.

O conhecido Pinho Sol.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

8 respostas

  1. Que se reabram as praias e as clinicas de bronzeamento artificial, então..
    ..e que se passe a defender a isenção tributária da CLORO_quina, ou criolina, pra facilitar o acesso dos menos afortunados que não conseguiriam comprar o Pinho Sol.

  2. Trump é o Idi Amin Dada alaranjado.
    Pior é que disse que estava “contribuindo” com idéais. Que não é médico mas tem idéias e bem senso.
    E fica falando asneiras enquanto aproxima e afasta as mãos como se estivesse tocando um bandoneon infantil.

    1. Ele só fala merda porque tem um público que só pensa merda!! E nós nem podemos caçoar deles, porque temos o mesmo problema no Brasil com a eleição do bozo.

    2. Ele só fala merda porque tem um público que só pensa merda!! E nós nem podemos caçoar deles, porque temos o mesmo problema no Brasil com a eleição do bozo.

  3. Gostei da ideia!! Vou contar sobre esta importantíssima descoberta aos colegas que votaram no bozo. Só não entendi se é para tomar um vidro inteiro de desinfetante ou só a metade!! Acho melhor eles tomarem tudo por precaução!! Afinal, desinfetante é usada nas privadas, e convenhamos que, por estas bocas, saem muita merda. Mais do que aprovado o uso de desinfetante.

  4. Então agora a justiça pode inocentar e soltar o Rafael Braga, pois ele não carregava nenhuma bomba perigosíssima, uma garrafa de Pinho-sol, mas sim um remédio milagroso. Como morador de rua e catador de papéis, talvez já se antecipasse ao que estava por vir. Aviso não concordo com a prisão do rapaz por meramente portar esse produto e mais água sanitária. Qual o perigo explosivo destes dois produtos de limpeza, mesmo quando misturados!?

  5. Semana passada, fiz um comentário num vídeo do U2B, para debochar desses que ajudam vender esperanças vãs, com os primeiros anúncios de pesquisa in vitro que aparecem. Exploram o desconhecimento da grande maioria do significado da expressão “in vitro” e assim espalham mais desinformação do que esclarecimento. O ministro da Ciência & Tecnologia entrou nessa e arrancou uma resposta sarcástica do ex-ministro da saúde, que ironizou o fato dele não saber uma informação científica elementar para a pasta que ocupa. Eu vi uma ‘live’ entre dois médicos brasileiros radicados na Alemanha, em que um deles faz troça que Pinho Sol mata o vírus in vitro, e mandei o comentário abaixo. Não esperava que a ultra-direita assumisse o desinfetante; agora acho que se alguém insistir, eles vão também recomendar soda cáustica, creolina, querosene, veneno de surucucu na veia, chama de acetileno e por aí vai o desespero alucinado. Eis o comentário:

    Atenção defensores de drogas milagrosas, principalmente do “Remédio com Partido”, os cloroquiners. Médico e pesquisador na Alemanha afirma: “Até Pinho Sol, IN VITRO, mata o coronavírus” ? https://youtu.be/xPRkNIWKhLA?t=2419 Vão lá se imunizar, bebam garrafadas. Garanto que não contrairão o “coronga”, não dará tempo, nem vão morrer de COVID-19, outra causa os levarão primeiro. Bebam Pinho Sol e não encham o saco de mais ninguém. Na falta de Pinho Sol, ataquem com um copaço de solução saturada de soda cáustica.

    Soda cáustica, IN VITRO, também mata o “coronga”. É milagrosa. É tiro e, literalmente, queda. Se você tem diabetes, será um ex-diabético; se tem câncer, as células cancerosas vão parar de se multiplicar. Se tomar a dosagem certa, você não pegará COVID-19, qualquer gripe, HIV, gonorréia, dengue, malária, unha encravada, mal-olhado, ziquizira, mandinga, coisa-feita e até praga de mãe.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.